InícioWeb SériesWeb NovelasGruposBuscarMembrosFAQGaleriaRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 Salamandra/ 17° Capítulo/ Roberta é Algemada... E você já tem seu suspeito?

Ir em baixo 
AutorMensagem
Wilson Bernardo

avatar

Idade : 34
Cidade : Santa Isabel

MensagemAssunto: Salamandra/ 17° Capítulo/ Roberta é Algemada... E você já tem seu suspeito?   29.04.14 3:20


Salamandra
17° Capítulo
1° parte:


(Câmera se Mexendo entrando no quarto de Lucia, cores frias, Fundo Musical de: “Murder Scary Song/ Bernard Herrmann”, Câmera Detalhe foca uma mão com uma arma aponta para Lucia esta vira e em Três Vezes em Câmera Lenta).

Lucia- O que é isso uma brincadeira? Logo você fazendo isto? Não vai ter coragem de atirar, você não consegue apertar este gatilho sabe por quê? Porque é incapaz! (Sorriso debochado). Então atira estou morrendo de medo olha minha cara? Atira! (E o inevitável).

Um tiro no peito, outro tiro no peito as balas caem no chão em Câmera Lenta, Lucia cai no chão e suas mãos ficam paradas de frente para a Câmera que foca o sangue a sua volta.
Cidinha escuta um tiro e fecha sua porta pula sobre a cama:


Cidinha- Eu escutei um tiro, meu Deus no Navio? (Com medo fica encolhida sentada sobre a cama e vê Doutor Noronha passar pela janela segurando a arma este fica olhando para Cidinha e segue seu caminho). ... Deus me proteja de todo mal será que? Deus não pode ser? Não pode ser? Eu pensei que estava livre deste passado?

Annetta caminha sobre o corredor e fica olhando para traz suspeitamente se escora em um dos pilares passa a arma sobre sua testa e Câmera se Mexendo, se aproximando de Annetta que se assusta ao ser tocada.

Annetta- Que susto Carmela o que você esta fazendo aqui deste lado Carmela? (Carmela vê Annetta segurando arma).

Carmela- O que você esta fazendo segurando esta arma Annetta? Eu escutei um tiro? (Câmera se Mexendo foco em Annetta esta fica suspeita).

Annetta- Eu estava pensando em matar você sua praga maldita, e você o que estava fazendo na suíte de Lucia? Estão de coloio contra mim? (Carmela entra em contradição).
Carmela- Eu? Eu? Deve estar havendo algum engano jamais entraria naquela suíte.

Annetta- Você Carmela com esta cara de santa pro meu lado? Não cola não! Não cola não! Vamos! Preciso sair daqui eu preciso sair não posso ser vista com esta arma? (Annetta puxa Carmela para sua suíte, Angelina tranca a porta de sua suíte Câmera em Zoom In em Angelina apavorada, respiração suspeita, olha percebe que segura uma arma).

Angelina- Esta é a replica? A réplica! que destrói e que mata! Eu! Eu preciso guardar esta arma antes que Romano apareça. (Câmera se Mexendo Angelina desesperada guarda em uma caixa de presente e fecha bem de vagar e Câmera Detalhe nos olhos de Angelina desesperados).
Gerald joga roupas pretas ao chão do toalete coloca em um saco plástico e junto às roupas suspeitas uma arma e fica a olhar para arma suspeitamente.

Gerald- Eu preciso fazer isso! (Chorando, seco). ... Eu precisei fazer isso Droga! (Termina de amarrar o saco de lixo este saindo para fora do Navio Zenith sem ninguém perceber, Externo, Noite, Câmera Travelling, acompanha nosso antagonista até o pedestal do final do navio muito vento no local Gerald segura sua gravata, este ergue a sobrancelha direita e em Câmera Lenta joga o saco no mar este se vira para a frente da Câmera em Zoom in  em Plano Fechado de Gerald que fica suspeito.

Gerald- Calma! Calma ninguém viu isso tudo vai ficar bem.Volta para o Navio respira fundo, calma! (Mônica se levanta de sua cama e fica com medo e abre a porta de sua suíte e corre em direção à suíte de Juca que não esta).


Mônica- Deus!... Escutei um tiro! Sua burra porque você saiu de sua suíte e Juca não esta aqui? (Juca se aproxima de Mônica que se assusta e grita e este tampa a boca desta).

Juca- Chiu! Você escutou? O tiro veio lá de cima do outro andar, vamos entrar em minha suíte.

Mônica- Juca! Estou com medo! Abraça-me estou com muito medo! (Juca abraça Mônica que chora desolada, Romano abre à porta de sua suíte as luzes estão apagadas e este ascende e depara- se com Angelina sentada na cadeira de rodas).

 Angelina- Com este tumulto lá fora e você entra tranquilo na suíte Romano? E o que faz com esta pasta negra nas mãos? (Romano engole a saliva a seco).


Romano- Horas! Eu estava a negócios com Gerald, e porque esta perguntando isso agora?

Angelina- Então não escutou o tiro que assolou todo o Navio?

Romano- Escutei! Quer dizer não escutei, eu não vou ficar respondendo suas perguntas a estas horas Angelina!

Angelina- Romano olha bem para minha cara? Negócios a esta hora da noite? Francamente! E ainda esta suando frio. Esta tudo bem? Porque você meu caro não me engana e sei que esta escondendo algo... (Angelina se aproxima e segura a roupa de Romano). ... Porque você esta com esta cara de pavor Romano?

Romano- Quem esta com cara de pavor? Eu! Eu! Bem eu estou muito bem e quero tomar banho!

Angelina- Romano volta aqui! Volta aqui que ainda não acabei! Eu disse seu maldito, não acabei! (Romano guarda a pasta negra no cofre e redigita a senha de trava).

Romano- Pois eu acabei e estou com sono preciso me livrar desta roupa e principalmente de você sua histérica! (Romano saindo, Angelina o seguindo e este bate a porta do Toalete na cara de Angelina esta que fica batendo na porta).

Angelina- Romano abre esta porta agora! Agora eu não terminei, eu não terminei! (Romano tapa os ouvidos e chora sentado no chão, Gerald abre a porta de sua suíte e é recebido por um soco na cara).

 2° parte:
Gerald acorda e vê Emanuelle andando impaciente de um lado para o outro, Gerald levanta- se e se aproxima de Emanuelle este a toca e:

Gerald- O que esta havendo porque segura esta arma?

Ernessa- Você não pode mais tocar em mim, você sempre me tocou e agora você merece morrer, assim como ela morreu! (Foco em Emanuelle e Foco em Gerald assustado). Corta Para:
Suíte de Lucia, Noite, Lucia caída ao chão morta, muita gente no local:

Cesar- Responde Roberta! Porque você atirou em Lucia? Você me enganou você! Como eu estava com a minha cabeça? Porque você fez isso? (Muito tensão, Câmera se Mexendo, Roberta se levanta segurando a arma sua roupa toda ensanguentada ela chora neste instante e olha para todos que estão calados, todos perplexos com a cena).

Roberta- Eu não a matei! Acredita em mim Cesar eu entrei e a vi caída ao chão achei estranho e quis prestar socorro ela era minha amiga eu não teria coragem de matá- la!

Cesar- Não se aproxima de mim! Você me parecia tão indefesa tão assim precisando de alguém para te proteger, e é isso? É isso que você faz? Você mata tudo por causa de quê Roberta?

Roberta- Por favor, Cesar não é isso que você esta pensando foi tudo uma coincidência eu entrei e a vi caída acredite em mim.

Cesar- (Sorriso irônico), Acreditar em você? Você me feriu eu esperava qualquer pessoa do mundo menos que fosse você a assassina! (Annetta e Carmela chegam ao local).


Annetta- Cesar eu te avisei que esta Jaca maldita era uma assassina ela sempre se desentendeu com a Lucia, ela sempre brigava com Lucia por conta do ciúme doentio que sente por você.
Carmela- Annetta não era bem assim!

Annetta- Cala esta boca sua praga, sai daqui se não sabe resolver nada, e sempre presenciei as cenas de discussão por conta disto Roberta chegou ameaçar Lucia porque os viu no deck da piscina e o viu passando protetor solar. (Roberta transtornada chora).

Roberta- Annetta não foi bem assim. Está tudo errado! Eu sou inocente! Eu te amo não me maltrata assim. (Cesar empurra Roberta que cai ao chão e a arma para o outro lado).

Cesar- Eu me lembro, recusei as cantadas de Lucia e fui trabalhar e você... Poxa vida! Justo você? Eu me entreguei eu fui fundo neste amor, eu me privei por que te amava e como quer que eu acredite se minha tia já esta revelando a sua imagem sórdida eu dormindo com uma assassina!

Roberta- Eu não sou assassina não fala assim, por favor, eu te amo! (Roberta toca em Cesar este o a recusa).

Cesar- Me larga! Eu tenho nojo de você, eu estou com raiva de você, você me usou para fazer isso era isso que você estava planejando? (Cesar perde o controle e esfrega a cara de Roberta no chão que chora desolada e todos olhando Annetta sorrindo Carmela lamentando).

Roberta- Não Cesar! Não Cesar para com isso! Para! Você esta me machucando, para! (Cesar chora e soca a parede Roberta com a parte de seu rosto machucada, Silvia Romani invade as pessoas ao seu lado Diogo que tira as fotos).

Silvia Romani- Lá Diogo tira foto da assassina! (Diogo começa sua sessão de fotos flashes no local). ...Sabe que eu adoro matérias assim de crimes estou começando a gostar disto tudo Diogo.
Diogo- E o que vai postar na Coluna Prestes?

Silvia Romani- “De mocinha a bandida”. O que era para ser um passeio turístico de comemoração a grande empresa aérea do país a CTA, se torna palco de um fantástico crime brutal onde a principal assassina é nada mais que a esposa do grande empresário Cesar Pellegrini, do maior grupo de transporte aéreo do mundo sendo ela Roberta Marques a grande vilã doa ano de 1993.

Roberta- Não! Não eu não matei Lucia, esta havendo um engano, eu sou inocente Cesar me olha eu não teria nada que provocasse isso, nada!

Cesar- Você destruiu meu sonho, você me roubou a confiança que tinha por você. Eu! Eu! Acabou! Para mim você acabou aqui eu te odeio! Odeio! Eu tenho nojo de você assassina!

Annetta- Você nos enganou e principalmente meu sobrinho sua maldita! Você viu o dano que causaste você Roberta sempre foi uma humilhação para nossa família eu sempre imaginei que você com esta cara de Jaca Podre, tinha seus podres mais sórdidos, com esta cara de anjo, sempre religiosa, sempre protetora dos animais indefesos, não passava de uma assassina! Que você pague seus piores dias na cadeia sua peste! Você é uma peste maldita!

Roberta- Eu jamais iria fazer uma coisa dessas Annetta eu fui vitima de uma cilada armada! Você tem que acreditar em mim, por favor, convença Cesar de que nada fiz eu imploro! (Roberta ajoelha- se e chora aos pés de Annetta esta ingrata o a chuta).

Annetta- Isso! Implora sua vadia, pensou que não ia ser pega não é e agora implora aos meus pés, sua vaca sai daqui e vai para o inferno que é seu lugar sua peste nojenta, e agora? Cesar está satisfeito? Quantas vezes eu disse? Abre os olhos com esta aproveitadora sua maldita? E você Cesar colocou a todos ao risco com esta mulher de beira de esquina... Do mundo é isso, que ela é gente vocês estão se aproximando, jornalista da coletiva, ela veio das ruas é uma maldita ela quis nos arruinar e matou a coitada da Lucia minha amiga melhor amiga!

Roberta- Não! Não foi bem assim Annetta, eu! Eu! Não consigo entender você esta misturando as coisas!

Annetta- Misturando as coisas? Como assim? Você destruiu a imagem da família você é uma vergonha no planeta e no mundo! Ela jornalista planejou tudo! (Angelina chega a sala e também diz):

Angelina- Minha cara amiga Annetta sempre esteve certa Roberta sempre agiu pelas costas ela matou Lucia e todos da família enxergavam este mal esta raiz que cresceu e aos poucos foi dissipando nossas vidas!

Cesar- Então todos sabiam a apenas eu que sou um idiota não sabia? Então todos vocês sabiam que eu estava casado com uma assassina? Você também tia Annetta? Seus traidores!

3° parte:
Gerald- Amor por que você esta assim? O que esta havendo?

Ernessa- Você não se aproxima de mim... Se aproximar eu atiro em você! Você nunca mais vai fazer isto comigo, você é a pior espécie que já existiu? Eu odeio você, não se aproxima seu mostro! Mostro!

Gerald- Calma Emanuelle você pode ferir alguém com esta arma! 

Passa-me a arma. (Ernessa fica encolhida ao chão chorando e aponta novamente a arma para Gerald).

Ernessa- Não se aproxima seu canalha!

Gerald- Amor o que eu esta acontecendo?

Ernessa- Amor você esta com problema? Eu não sou seu amor seu maldito! Você esta tentando me seduzir para me usar eu não sou sua mulher nunca! (Gerald se aproveita da distração e agarra Ernessa e consegue tirar a arma desta que empurrada por Gerald bate a cabeça numa mesa de madeira e parada fica).

Gerald- Emanuelle! Acorda Emanuelle! Acorda! (Gerald pega Emanuelle no colo e coloca a mão sobre a nuca e percebe que sangra o local onde Emanuelle esta desmaiada). ... Meu Deus porque eu fui fazer isto agora só falta ela esta morta! Corta Para: Suíte de Lucia:

Cesar- Todos sabiam de toda a verdade e eu, justo eu fui saber assim nestas condições? Onde a minha empresa também será afetada? Falem!

Annetta- Todos nos tínhamos nossas desconfianças Cesar, mas eu confesso que estou muito surpresa assim como você eu não sabia que ia ser assim não mesmo! E que agora vai ficar tudo bem, pois ela vai pagar atrás das grades esta assassina. Maldita!

Cesar- Honestamente não sei o que dizer tia a senhora sempre me alertando sofre esta! Esta vagabunda! (Roberta chorando).

Roberta- Cesar pelo que você mais ama neste mundo acredita em mim eu sou inocente! Acredita em mim pelos nossos filhos. (Cesar da uma tapa na cara de Roberta que chora ainda mais).

Cesar- Nossos Filhos? Agora você lembra os nossos filhos? Agora Tudo para você faz sentido eu não quero te ver mais, sai daqui some sua maldita! Maldita! (Cesar Chora e senta ao chão desolados, corações partidos, e a guarda marítima adentra a multidão, Câmera se Mexendo Fundo Musical de: “Bliss/ A Hundred Thousand Angels”, tudo agora esta em Câmera Lenta, Policial retira as algemas Annetta sorri satisfeita).

Policial da Guarda Marítima- Dona Roberta Marques Pellegrini as senhora esta presa em flagrante e será encaminhada para a delegacia de Gramado para prestação da queixa em decorrência desta fatalidade queira por gentileza estender as mãos!

Roberta- Seu delegado eu não matei ela! Cesar por favor! Olha para mim! Não vire as costas neste momento, não me abandona amor, Cesar fala comigo! Eu não matei a Lucia acredita em mim?
Deus não me abandona, porque tinha que ser justo eu? Deus eu não matei ela! (Cesar abraça Annetta e chora desolado, Roberta é algemada esta senta sobre o chão chora como uma criança desprotegida, sim, chora, pois agora esta sozinha, sozinha).





Roberta é bastante fotografada e esta sai de dentro do Navio Zenith algemada, esta chorando Cesar chorando corações partidos agora de um lado Cesar sofrendo e do outro Roberta sendo injustiçada. Ela entra no porta malas, carro da policia segue seu destino...


  (Encerramento com a música “Bliss/ A Hundred Thousand Angels”).
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
 
Salamandra/ 17° Capítulo/ Roberta é Algemada... E você já tem seu suspeito?
Voltar ao Topo 
Página 1 de 1

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Séries de Web | Memória :: Web Novelas :: Salamandra-
Ir para: