InícioWeb SériesWeb NovelasGruposBuscarMembrosFAQGaleriaRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 Vidas Vazias || Capítulo 13

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Eduardo Lobo

avatar

Idade : 19
Cidade : Redenção

MensagemAssunto: Vidas Vazias || Capítulo 13   28.06.14 22:50



Vidas Vazias


Raiva pode fazer qualquer um perder assi mesmo. Será aquele realmente sabio que conseguir controlar a raiva. Por isso não temos muitos sabios no mundo. Quem nunca teve seu memento de furia, explosão de si?

Elena, furiosa olha para Vilma que está no chã. Elena se levanta e diz:

Vilma- Você e lesada?! Ninguém já mais ousou fazer isso comigo! Você me paga!

Elena se aproxima dela e arranca a força a chave dela.

Elena- A única lesada e você! Cadela!

Elena abre a porta, sai, deixando Vilma gritando de ódio.

Elena anda pelo corredor, quando ver Alberto vindo em sua direção. Alberto com a surpresa estampada na cara, pergunta:

Alberto- Que aconteceu, Elena?

Elena- A sua mãe que teve um surto e nós tivemos uma briga, feia.

Alberto- Vou falar com ela.

Quando Alberto ameaça seguir Elena o segura, no braço.

Elena- Não... Melhor não. Temos que nos preocupar como eu vou voltar pra festa com o vestido todo manchado de vinho.

Alberto- Vou falar com minha irmã. Com certeza ela deve ter um.

Elena está sentada na cama de Rebeca enquanto Rebeca cassa um vestido para ela. Rebeca chega perto dela com um lindo vestido preto nas mãos.

Rebeca- Serve este vestido?

Elena pega o vestido nas mãos.

Elena- E, lindo!

Rebeca- É seu.

Elena- Que nada. Depois eu te devolvo.

Rebeca- Pode ficar, eu tenho muitos. Mas... Quem foi que derrubou vinho em seu vestido?

Rebeca senta na cama.

Elena- Foi sua mãe.

Rebeca- Se eu fosse você. Tomaria cuidado com ela.

Elena- Pode deixar. Eu vou tomar cuidado. Agora, vou me trocar.

Vens bate na porta e entra.

Vens- Com licença. Elena eu encontrei Alberto lá fora, ele me disse que você estava aqui e me contou toda a História. Você conseguiu o vestido?

Elena que está com o vestido nas mãos, mostra para Vens.

Elena- E este.

Vens- E lindo! Agora veste, que o leilão vai começar.

Miguel está conversando com Hugo, quando ouve uma voz, que diz: "Como é viver sabendo que causou a morte de uma pessoa?" Ele se vira e ver Vitória e Rangel, pais de Lino.

Miguel- Vocês querem conversa?

Vitória- Quero que você pague pela morte de meu filho!

Rangel- E você vai pagar, na cadeia.

Miguel- Pode deixar. Eu já estou pagando.

Eles vão em bora.

Vilma está vestindo um outro vestido. Rômulo abre a porta e entra.

Rômulo- Porque está custando? O leilão já está na hora de começar. E, porque você tá trocando de roupa?

Vilma- Tive uma briga com Elena, rasgou meu vestido. Temos que dar um jeito naquela insuportável!

Rômulo- Depois falaremos sobre isso. Agora troque rápido a roupa.

Elena, Vens e Rebeca dessem a escada e vão para festa. Chegando lá Vens ver Hugo, conversando com Roberto e chega mais perto.

Vens- Hugo?

Alberto- Você conhece Hugo?

Vens repara na expressão de Hugo, tentando dizer para ele não falar nada.

Vens- Nós conversamos um pouco na praia.

Hugo- Você é...

Vens- Vens... Meu nome e Vens.

Hugo- Ata.

Elena- Vamos sentar. O leilão já vai começar.

Vilma sobe no palanque, todos senta-se e olhan-a.

Vilma- Agora iremos começar o leilão. Primeiro essa obra de arte inestimável de um dos mais famosos pintores brasileiros...

Ele continua o leilão. Depois de vários lances e vendas, Vilma encerra o leilão, dizendo:

Vilma- Quero agradecer a todos, pela vinda. Vocês estão ajudando o futuro de várias pessoas que não teve a mesma oportunidade que nós. Pessoas que não tem presente, mais vai ter um possível futuro. Tenho certeza que vocês ajudaram muitas pessoas. Digo obrigado! Por eles.

Vilma desse do palanque e todo mundo se levanta. Rebeca se levanta, disfarçadamente sobe no palanque e toma a palavra.

Rebeca- Esperem eu tenho uma coisa a falar. Eu acho uma hipocrisia o que minha mão disse.

Todos os fotógrafos, jornalistas e convidados voltam e se sentam, curiosos para saber o que Rebeca vai dizer. Enquanto isso no quarto de Rebeca, uma pessoa, vestida de preto, entra no quarto, com uma bomba na mão.

Rebeca- Isso mesmo! Uma mulher que se diz protetora dos mendigos, não deixou a filha se casar com uma pessoa pobre. Essa mulher e uma baixa, sem escrúpulo...

A bomba cai pela janela em direção a piscina, a bomba entra em contrate com a água azul e límpida da piscina. O cronômetro da bomba está em contagem regressiva 5,4,3... A bomba cai dentro da água e em ... 2,1 ela explode. A explosão levanta água e fogo para cima, feito como uma fumaça de um vulcão em plena erupção, espalhando tudo que encontra pela frente. Os convidados se abaixam com o susto, se protegendo da explosão. Depois da explosão todos os convidados vão se levantando, verificando o au seu redor para ver o que aconteceu. Elena, que está entre eles, olha para a palanque e ver Rebeca caída no palanque, ela imediatamente corre e sobe no palanque. Elena chega perto dela e ver que tem um corte na cabeça dela, toma Rebeca no colo e grita:

Elena- Ajudar-me! Rebeca está ferida!

Rapidamente, todos da família sobem no palanque e ficam au redor dela.

Rebeca sendo colocada na ambulância, desmaiada e a família au redor. Elena que acompanha tudo, liga para Ricardo.

Elena- Alguém explodiu uma bomba na festa e Rebeca foi atingida. Eu acho que não foi nada grave. Vamos nós encontra lá no bar em duas horas. Tenho que desligar. Tchau!


Um jornalista se aproxima de Vilma e pergunta:

Jornalista- Como e sua relação com sua filha? E você tem uma desconfiança de quem foi que explodiu a bomba?

Vilma- Não tenho muito a que dizer. Só vou dizer que minha filha tem problema Psicológicos. Com licença.

Ela vai em direção au seu carro, entra e segue a ambulância que acaba de sair.

Rebeca abre o olho e ver seu a mãe olhando para ela, ela pega na cabeça, pergunta:

Rebeca- O que estou fazendo aqui?

Ela olha au redor.

Vilma- Minha filha, você teve um surto de loucura, mas fique tranquila. Eu conversei com nossa família e vamos interna você em uma clínica.

Rebeca percebendo a situação que a mãe criou ela começa a se mexe e se irritar.

Rebeca- "Vadia" você não vai conseguir me interna! Eu vou contar para todo mundo quem você e de verdade! Mentirosa!

Rebeca se levanta e dar um tapa na cara da mãe, empurra ela no chão e começa a dar tapas nela, Vilma grita: "Socorro" e encantos chega agarram ela, que se debate e joga ela na cama, aplicando um sedativo nela que desmaia. Um dos enfermeiros chega perto de Vilma toda descabelada e pergunta:

Enfermeiro- Você está bem?

Vilma- Como eu posso está? minha filha tá louca! Ai, meu deus!

Ricardo espera Elena no bar. Elena chega e senta, tira o óculos e o olha.

Elena- Vamos colocar nosso plano em ação.

A cena congela no rosto determinado de Elena...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
 
Vidas Vazias || Capítulo 13
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Séries de Web | Memória :: Webs Encerradas :: Canceladas :: Vidas Vazias-
Ir para: