InícioWeb SériesWeb NovelasGruposBuscarMembrosFAQGaleriaRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 Começar de Novo || Capítulo 18

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
valdir sales pitombeira

avatar

Idade : 49
Cidade : ARACAJU

MensagemAssunto: Começar de Novo || Capítulo 18   08.03.13 15:23

CAPÍTULO 18º

Continuação da cena anterior, conversa já iniciada Brunelly explica a Breno, tudo que ouviu de Lealdo, ele fica atento só ouvindo.
___E foi isso que eu descobri.. tudo não passa de um plano para destruir o Otto e herdar a furtuna dele.
__Você tem certeza do que esta me dizendo?
___Eu estava lá, quando ele e o Normando me contaram tudo...ao menos isso..se tem algo por trás eu não sei.
___E quem é esse Normando?
___O pai de Lealdo...ex amante de Dora
Breno pára...fica analisando.
___Um momento ___Breno pega uns documentos que tirou do apartamento de Normando e mostra a Brunelly___ Por acaso é esse o Normando ___Brunelly ver as fotos e reconhece
___Sim é esse mesmo, como conseguiu isso?
___Não importa..se o que você me diz for verdade, então o Lealdo esta por trás do sequestro da Eleildes.
___Está mesmo..ele mesmo me contou...ele queria impedir que ela entregasse as fotos ao Otto...porque depois quando o velho fosse assassinado com essas fotos suas e minhas,ele poderia muito bem usá-las para acusar você.
___A quanto tempo você sabe disso?
___Há poucos dias.
___E só agora resolveu abrir o bico porque?
___Por que eu não sou idiota...o Lealdo sabe que eu sei..e eu ouvi ele dizendo que vai me apagar...spo estou tirando o meu da reta.
___E veio logo me procurar?
___Qual é a tua Breno? Eu vim aqui...contei tudo a você..e você me trata assim, voc~e deveria me agradecer,eu estou dando a voce a chance de provar para todos quem é o Lealdo de fato e de provar a sua inocencia no sequestro da Eleildes;
___Temos que ir ali?
___Ali a onde?
___Na casa de Eleildes, ela precisa saber disso.
___Mas será que ela vai acreditar em nós, depois de tudo, que aconteceu? Essa mulher te odeia..e a mim também.
___Com a sua história e com esses documentos aqui,esta mais do que provado o que você disse. O lealdo e esse Normando estão juntos e a Eleildes é a mais velha na empresa,só ela sabe do envolvimento de Dora com esse Normando...
___Eu não sei se ela irá nos receber.
___Temos que agir o mais rápido possivel...apesar dela me odiar...Eleildes é uma mulher experta....com certeza ela ira ficar do nosso lado...vamos?
___Antes..eu preciso de um favor seu.
___Peça.
___Eu quero garantias...fugir da cidade por um tempo,sabes que eu não tenho dinheiro para isso e quando o Lealdo descobrir que eu contei a voc~e,ele vira atrás de mim.
___Pode deixar..eu sei, ser fiel a quem me ajuda...vamos __Os dois saem do apartamento juntos.
2
NA CASA DE NORMANDO:

Ele chega,,ao abrir a porta nota que estava tudo bagunçado, ele saca a arma e começa a andar calmamente pelos cantos, abre portas..vai ao segundo andar..esmurra todas as portas e não encontra nada, imediatamente ele pega o celular e liga.
___Lealdo,sou eu...___Do outro lado da linha
___Invadiram a sua casa? Mais quem faria isso?
___Aqueles documentos da viagem,sumiram!
___Fique calmo, eu estou indo pra ir, eu acho que já sei quem foi..em meia hora estarei ai.___Quando Lealdo ia saindo esbarra num monte de chaves,ele pega as chaves..examina e coloca no bolso. E sai

___É Breno,eu acho que substimei você __Lealdo pega as chaves do carro e sai do apartamento.
ENQUANTO ISSO NO PREDIO DE ELEILDES:

Ela estava na sala,com seu robi..quando toca a campanhia...ela estranha e vai abrir a porta e dar de cara com Brunelly
___O que você quer aqui?
___Eleildes...precisamos conversar.
___Eu não tenho nada a conversar com você..vá embora__Quando Eleildes ia fechando a porta,aparece Breno___Mais o que é isso? Uma invasão eu chamo a policia.
___Quem é Normando Reis, Eleildes ?__Ela pára
___Quem?
___Eu sei que você tem todos os motivos pra me odiar,mais escuta...
___Eu não quero escutar nada, saía daqui,se não eu chamo a policia.,
___Pois então chame a policia sim ___Eleildes pára diante da conotação de Breno___ Só assim vamos esclarecer tudo e eu provo que eu não mandei sequestar você...vamos chame a policia___Eleildes fica sem saber o que dizer.

NA CASA DE NORMANDO:

Lealdo observa a cada toda bagunçada...
__Eu não disse, quem entrou aqui, sabia o que estava procurando..e agora o que faremos...
__Voc~e disse que pegaram uma pasta sua? Que pasta é essa?
__A pasta com os depositos,as passagens minhas parta a Itália...
__Mais isso não prova nada.
__O endereço do Orfanato...esqueceu?
Lealdo fica pensativo
__Você está certo....temos que nos prevenir..se o Breno estiver de posse dessa pasta...ele pode e vai criar problemas.
__Mais como ele sabia da existencia da pasta.
__Brunelly sabia...
__Você acha que ela abriu po bico pra ele,porque,se ela estava do nosso lado?
3 __Sabe o que é isso __Mostra as chaves __São as chaves dela...
__E daí...isso prova o que?
__Ainda não sei...mais ela nunca esqueceu as chaves dela e a do Breno no meu apartamento.
__Ah não ser que ela
__tenha voltado e ouviu a gente conversar. É isso..ela esta acuada..com medo...
__E agora..se ela abrir o bico estamos perdidos,esse Breno pode investigar e estragar nossos planos.
__Temos que agir...e rápido..conheço o Breno, ele é esperto...e se ele estiver com essa pasta..ele vai chegar aos fatos.
__E o que vamos fazer, ficar de braços atados,deixando que eles nos pegue? Depois de tantos anos planejando isso?
__A pressa é inimiga da perfeição...o Breno não é tolo,ele deve estar estudando a pasta..ganharemos tempo...primeiro vamos atrás da Brunelly...temos que ter certeza que ela ainda não abriu o bico pra ele...depois..depois vamos ao Breno..e dessa vez...ele não terá como escapar. Pode apostar nisso.
VOLTANDO AO APARTAMENTO DE ELEILDES.:

Ela finalmente aceita conversar com Brunelly e Breno
__Entrem... ___Eles entram..ela fecha a porta___ Vou logo avisando...se pensam que vão me enganar pra se safar Breno,pode tirar o cavalo da chuva..eu vou até o fim no processo.
__Depois que você nos ouvir...você ainda vai me agradecer.
__Sou todo ouvidos. Começem ___Breno olha para Brunelly e os dois começam a contar. Brunelly inicia a conversa em Off.
NA MANSÃO DE OTTO.
Ele recebia das mãos de alguém um pacote fechado...ele assina algo e vai a biblioteca..lá ele abre e fica olhando o conteúdo do pacote.
__Ótimo...como eu queria.___Otto fica pensativo.
ENQUANTO ISSO:

Dora estaciona o carro em um local afastado...ela olha para os lados e segue em direção a uma rua escura...havia um carro parado, ela entra no carro, estava Lealdo.
__O que houve, fiquei surpreso com seu telefonema?
__Mudanças de plano.
__O que aconteceu?
__O Breno.
__Eu soube que ele saiu do coma..e daí?
__Ele esteve na casa de Normando e pegou aquela pasta.
__Mais isso ruim pra gente?
__É pessimo...se ele mostrar aquela pasta ao Otto...tudo..tudo pode vir por água abaixo.
__Então temos que impedir isso.
4 __Por isso te liguei...você não pode deixar o Breno se aproximar de Otto...até o dia do casamento.
__Mas como farei isso o Otto é um homem imprevisível,não posso segura-lo em casa por 3 dias.
__Faça o que tiver que ser feito mamãe...caso contrario se essa pasta cair nas mãos do Otto. Tudo esta acabado..tudo mesmo ___Dora fica pensativa.

NA CASA DE ELEILDES:

A conversa já iniciada e Eleildes fala um pouco de Normando.
___ Eu não posso acreditar nessa história, é fantasiosa demais...o Lealdo é filho sim de Dorta, eu sei, eu acompanhei os anos em que ela o procurou...vocês acham que eu vou cair nessa história de vocês;
___Esse aqui é Normando Reis, ou não ___ Eleildes ver as fotos__ reconhece esse homem?
___Sim..mais daí a acreditar numa história dessas?
___E esse orfanato aqui ___Mostra a foto e o endereço embaixo___ isso lembra alguma coisa?__Eleildes pega a foto e o endereço..anda pelo apartamento.
___Esse nome não me estranho.
___tente lembrar..é muito importante para nós.__Eleildes tenta se lembrar ___Por favor,não por mim,pelo Otto.
___Eu não sei...mais eu ouvi muuto esse nome do Orfanato. Só não sei a onde.
___Ele fica na Itália
___Dora costuma ir muito a Itália,___Indagava Brunelly, nesse momento Eleildes tem um momento de lembrança
___Eu já sei...eu já sei de onde eu conheço esse nome
___Então nos diga é muito importante Eleildes.
___Eu não sei se devo..não confio em vocês
___Escuta aqui...eu to sendo ameaçada de morte pelo Lealdo por contar o que eu sei...se você não quer acreditar no Breno..tudo bem., mais custa averiguar...o verdadeiro filho da Dora esta lá na Itália e nem imagina se tem mãe...enquanto o Lealdo aqui..vai herdar tudo que não é dele....Eleildes...você conhece bem o Lealdo? Ele não é o que aparenta ser, ele esta enganando a todo mundo, inclusive a Dora que é a mãe dele, ao menos ela acha isso ___ Brunelly fala firme
___Eu preciso checar isso..mais não aqui...aqui não posso só na empresa.
___Então vamos pra lá agora
Eleildes não quer aceitar a história mais acaba indo com eles,dentro dos escritório ela liga um dos computadores e fica analisando algumas pastas, no canto Brunelly e Breno conversam

___Mais o que ela tanto procura?
___Não sei...mais algo me diz que esse mistério esta muito perto de ser resolvido. Muito perto___ Ficam os dois aguardando enquanto Eleildes mexe nos arquivos de seu computador.
ENQUANTO ISSO:

Lealdo estava em seu carro esperando, quando Normando aparece
5 ___Então...ele está em casa?
Normando entra colocando o cinto
___Não...saiu cedo e advinhe com quem?
___Com Brunelly
___O porteiro me confirmou...e agora pra onde vamos,pra mansão ele pode ido atrás do Otto.
___Não!!!! Dora me avisaria...eu tenho que pensar..se ele não foi procurar o Otto,a quem ele foi procurar.___Lealdo fica a pensar.
VOLTANDO AO ESCRITÓRIO:

Detalhe a impressora começava IMPRIMIR papeis, Eleildes pega cada um e analisava, Breno impaciente se aproxima.
___Você pode me dizer o que você esta imprimindo? Há horas que estamos aqui e você não diz nada.
Eleildes sai da mesa com os papeis nas mãos analisando.
___Tem alguma coisa errada.
___Como assim.
___AQ história que Brunelly contou não bate.
___Mais foi o que eles me disseram.
___Eleildes o que você descobriu?
___Aqui são remessas mensais de dinheiro para a Itália no nome desse orfanato e as ordens de deposito são autorizadas por Dora ___Eles se olham ___Está qui passagens aereas para Siena o mesmo lugar onde fica esse orfabato...e o mais engraçado que foram compradas duas passagens...um no nome de Dora e o outro__Ela pára,hesita em flar
___Diga logo Eleildes___Indaga ansiosa Brunelly
___Normando Reis ___Todos ficam parados
___Normando Reis, isso não faz sentido __Diz Brunelly
___Nada faz sentido ___Explica Breno ___SE Lealdo diz que o filho de Dora está na Italia...porque Dora manda mansalmente essa contribuição..e porque ela viajou com Normando?
___Dora viajava muito a Itália __Confirma Brunelly
Breno anda pela sala pensativo,queria entender o que estava acontecendo,que mistério era esse? Eleildes também estava pensativa.
ENQUANTO ISSO NA MANSÃO:

Uma Estilista fazia os ultimos retoques no vestido..ela esta fascinada, a porta do quarto abre e entra Otto, ele fica paralisado com ao ver a filha vestida.
___Que tal papai...o que achou?
___Você está linda....como uma princesa.
___Vai ser o casamento do século papai, pode apostar nisso.
___Você está feliz filha?
___Feliz!!! Felicidade é pouco papai...daqui há dois dias eu serei a manchete dessa cidade..o casamento do século,já posso ver a publicação das meterias nos jornais.___Viviane fica se admirando no espelho, enquanto Otto sai do quarto...anda pelos corredores e entra em seu quarto, Dora estava se arrumando para o jantar
___Oi amor...algum problema?
___Eu sinto que esse casamento da Vivi...será um fracasso.
6 ___Meu amor __Ela se levanta da cama e abraça Otto__É o sonho dela..no inicio eu até achava isso errado,mais agora [e com o Lealdo..ele a ama...vai fazer ela feliz.
___Não tenho tanta certeza assim...não tenho
___Calma amor...você vai ver...o Lealdo vai fazer a Viviane muito feliz, ele a ama...o que mais um pai pode esperar do casamento da filha ?que o noivo a ame!
___Eu queria ter essa certeza Dora...Queria.!!!...
VOLTANDO AS EMPRESAS:

Eleildes coloca o telefone no gancho, detalhe seu olhar estava distante..ela se afasta da mesa,Breno fica impaciente
___O que eles disseram no Orfanato.
___Temos que avisar o Otto.
___Mais o que eles disseram no tal Orfanato?
___Vamos no caminho eu te conto
___Espere__Todos param
___Algum problema Breno?
___Está convencida agora que eu não fui responsavel pelo seu sequestro?
___Isso não prova nada! Mais vamos resolver um caso de cada vez...vamos...o Otto precisa saber __Ambos saem

NA PORTA DA MANSÃO:

Lealdo e Normando estavam estacionados proximo a mansão de Otto
__Se ele se atrever a chegar aqui___Lealdo mostra a arma___ do portão ele não passa.

NO QUARTO DE OTTO

Ele estava em pé olhando os jardins, quando toca o celular de Dora, ela estava no banho...ele não atende...mais o toque insiste, ele vai a cama e nota o identificador de chamada, era Lealdo, ele olha, mais não atende. Lealdo insiste em ligar.

ENQUANTO ISSO:

No caminho...Eleildes estava calada,apenas dirigindo..Breno estava no carona e também estava tenso e calado.

VOLTANDO A MANSÃO:
Dora atende ao telefonema de Lealdo,sem perceber que Otto estava ouvindo toca a conversa
__Você acha que eles estão vindo pra cá? Sei( ouve)__sei...mais como eu posso impedir que eles entrem ___Otto estranha a conversa ___Tudo bem,eu vou falar com os seguranças..pode deixar...____ Dora desliga o telefone dela e pega o da casa e disca___Alô é da portaria...aqui é Dora.boa noite..eu tenho um pedido a fazer...o senhor Breno esta proibido de entrar aqui...isso Breno...não...não quero ser imcomodada com ele entendeu...isso...assim que ele chegar me avise...não o senhor Otto não pode atender a ninguém, ele esta dormindo.ok..muito obrigado ___Dora desliga, Otto permanece calado apenas atento ao que estava acontecendo, quando de 7 7-repente ele sente o celular dele vibrar, ele pega o nota que é uma mensagem..ele ler rapidamente a mensagem e vai a biblioteca.

VOLTANDO AO CARRO:

Lealdo e Normando esperam dentro do carro,os farões apagados, quando de repente eles avistam um carro chegar.
___Veja lá__ Informa Normando apontado ___Que carroe é aquele?
___Aquele carro é o de Eleildes...o que ela esta fazendo aqui? ___Lealdo observa o carro
___Mais ela não esta sozinha...veja só
Lealdo observa e nota que há pessoas no carro.
___Tem pessoas com elas, mais quem será
NO PORTÃO:

Eleildes falava ao segurança:
___Eu preciso falar com o Otto
___Senhora, ele se encontra dormindo e tenho ordens de não deixar ninguém entrar.
___Senhora eu sinto muito são ordens.
Breno se enfurece e desce do carro.
___Você sabe com quem está falando, abra já esse portão!!
___Seu Breno..eu....eu...sinto muito.
___Ou você abre esse portão agora,ou amanhã você vai ter que procurar outro emprego,entendeu?
___Um minuto sim senhor.___O segurança ia a portaria, quando ele ver seu Otto se aproximando
___Pode deixar eles entrarem__Afirma Otto na porta da mansão
___Me desculpe senhor,mais são ordens de dona Dora.
___Abra o portão meu jovem, estou mandando.
___Sim senhor.
Ao toque no botão os portões se abrem..o carro de Eleildes entra,no canto dentro do carro de Lealdo,eles percebem a motimentação.
___Eles estrão entrando Lealdo e Agora?
___Vamos manter a calma ___ Lealdo pega o telefone

NO QUARTO DE DORA:

Ela atendia ao telefone celular
___Mas eu dei ordens para proibir a entrada de qualquer um___Ouve ___Como..o Otto apareceu ___Dora vai a janela e observa o carro de Eleildes entrando___ droga!! O Otto esta com eles....sei...sei...tá...eu vou mandar abrir o portão pra voCê...___Dora desliga o telefone, fica olhando eles conversarem,depois eles entram, Dora se sente acuada ___O que está acontecendo meu Deus!

NO GABINETE:
Eleildes, Brunelly,Breno.Antes de entrar Brunelly fala a Eleildes

Otto abre a porta,eles entram....Breno inicia a conversa
__Otto orbrigado por nos receber
__Sente-se....só espero que seja algo importante.
8 __Mais é...temos uma revelação a fazer a você.
__Sou todo ouvidos ___Otto senta-se em sua cadeira,Breno olha para Eleildes que se levanta e inicia a conversa.
__Bem Otto...eu nem sei como começar?
__Pelo começo, é sempre melhor assim.
__Tudo bem...O breno me procurou hoje mais cedo,com uma denuncia sobre o Lealdo.conversamos muito e eu chequei algumas informações..e pelo que pude apurar Otto...Breno está certo...Lealdo não é quem se diz ser
__Eu já sei...que ele está pretendendo me matar?
__Não Otto...é muito pior ___Breno ressalta___ NA verdade descobrirmos...que o Lealdo não é quem ele diz ser.
__Continue___ Se mostra interessado.Eleildes então começa a falar, Otto ouvia atentamente.
ENQUANTO ISSO:

Lealdo entra na mansão..Dora o esperava nos jardins
___Onde eles estão? ___Indaga Lealdo
___No Gabinete de Otto...o que esta acontecendo Lealdo ?
___Temos que manter a calma.
___E porque?
___O Breno...bem ele desconbriu algo sobre nós
___Mas descobriu como? O que de fato ele descobriu?

VOLTANDO AO GABINETE DE OTTO

Ele estava arrazado...havia um silêncio na sala, Otto anda de um lado a outro.
___Amantes!!!!AMANTES___Se exalta ___ O Lealdo e Dora são amantes há 15 anos?
___Eu mesmo ouvi ele conversando com o Normando__Indaga Brunelly
___E porque você não disse nada.
___E vocês iriam acreditar em mim,depois das fotos?
___E porque agora resolveu contar agora?
___Brunelly foi ameaçada por Lealdo___ Confirma Breno.
___Eu..eu sinceramente estou sem chão.
___Otto eu sinceramente não queria trazer essa noticia,mas as provas são mais que evidentes.___Ressaltava Breno.

___Como eu não percebi isso antes...como?___Vai ao canto do gabinete estava perplexo.
___Otto ___Eleildes se aproxima de Otto ___ N’a tinha como voce descobrir/...na epoca todos os esforcos era para achar o filho dela, como alguem poderia imaginar que esse Lealdo n’ao fosse o filho dela.
___Ela trouxe o amante dela pra trabalhar na minha empresa, me fez de palhaco. Mais eu n’ao entendo uma coisa, porque ela demorou tanto tempo
___Era mais comodo para ela, ter o amante ao lado dela,sem dispertar suspeitas, enquanto o verdadeiro filho dela estava na Italia.
___Eu mesma, fiz dezenas de transferencias da conta dela,para esse orfanato,mas eu nunca imaginei que fosse pra esses fins. Quando o Breno me disse isso,eu chequei os dados, ligamos para a Italia e verificamos que esse dinheiro iria para uma conta de um jovem chamado...Gregorio...
___Gregorio...mais esse nome n’ao me e estranho.
___Greg Mairink..isso significa algo para voce.
___e o nome do pai de Dora, quando eu vi esse nome eu procurei nos arquivos pessoais de Dora então foi fácil encaixar o quebra cabeça...na época inclusive, quando eu entrei na 9-empresa, eu o conheci pessoalmente no dia inclusive do seu casamento.
___Exatamente___Explica Breno ___Dora havia dado o nome do pai dela a seu filho,quando ele nasceu...depois que Olimpia o entregou a Normando.Dora ficou sem contato..até que Normando apareceu e come;ou a fazer chantagens
___Eu me lembro desse fato...Dora temia que Normando pudesse arrancar de a herança de seu pai,que fora dada ao neto.
___Exatamente...Dora não só sabia que Normando queria esse dinheiro,como sabia que ela e Lealdo estavam tendo um caso,entao eles resolveram apresentasr o Lealdo como o filho perdido de Dora, em troca de uma boa quantia em dinheiro.Normando se calou...Lealdo passou a trabalhar na empresa,junto de Dora.
___Como voce descobriu tudo isso
___Brunelly me contou tudo...na verdade o Lealdo contou a ela tudo...
___Essa menina,pelo visto andou com toda a empresa.
___O que importa, e que agora voc”e sabe de tudo...Lealdo e Dora sao amantes.
___Ent’ao ela teve coragem de jogar o amante dela em cima da minha filha.
___Pra n’ao despertar suspeitas, o casamento de Lealdo e Viviane seria a concretizacao deles.afinal de contas o Lealdo terminaria sendo da familia,e ningu[em iria desconfiar de nada, mais ai entou o Breno...aos poucos Breno galgou altos postos na empresa,chegando a ser vice presidente e Lealdo,sempre foi colocado pra tras.
___Eu sempre suspeitei que por tras daquela aparencoia existia um homem t’ao ambicioso como o Breno, mais dai a arma tudo isso. Meu Deus!!!...( Otto fica parado olhando o tempo.
___Otto...o que voce vai fazer agora
___Me deixem a sos sim.
___Otto...
___ME DEIXEM A SOS SIM!!!! Preciso pensar..por favor,n’ao contem isso a Viviane..nao agora.deixe que eu mesmo falo com ela.
Todos saem do gabinete...estavam triste, Brunelly aproveita e sobe as escadas...ela observa tudo e ver uma porta aberta,ela observa e ver Viviane provando o vestido..ela fica olhando sem ser notada. Enquanto isso embaixo.
___O que você acha que ele vai fazer agora?
___Não sei Eleildes...o Otto não pode sofrer esses abalos.
___Não pode!!! Porque Breno? Porque Otto não pode sofrer esses abalos,o que você sabe,que eu não sei ___Breno fica calado sem conseguir contar o que sabe;.

____..Otto fica parado olhando as pardes, os quadros ele olha o quadro do casamento dele com Dora,ao mesmo tempo em seu quarto Dora vestava arrumando as malas quando a porta se abre e entra Otto.
___Vai, fugir com seu amante ___Dora engoli seco,sabia que algo estava a acontecer.o olhar de Otto estava frio.
ENQUANTO ISSO
Eleildes e Breno conversam num canto reservado da casa.
___Pobre do Otto, ele nao vai conseguir sobreviver a isso
___O Otto e um homem forte Breno.
___N’ao..nao e Eleildes...eu posso assegurar isso a voce
___Voce esta me assustando Breno,o que voce sabe que eu nao sei
10 ___Eu nao posso falar, mas garanto...o Otto nao estava preparado para um choque desses __Eleildes fica intrigada.
NO QUARTO DE DORA:
A conversa estava iniciada...Otto estava exaltado.
___Amantes!!! Voc~e teve a cara sde pau de trazer o seu amante para dentro da minha empresa,para dentro da minha familia,como você teve essa coragem Dora, depois de tudo que eu fiz por você.
___E eu..o que eu fiz...eu dediquei os melhores anos da minha vida criando a sua filha e sendo maltratada por ela.
___Isso não justifica o seu amante.fizemos um trato e eu ajudei vocêr a procurar o seu filho e em troca o que você me fez? Colocou seu amante como sendo ele.
___Quando eu conheci o Lealdo, eu me apaixonei por ele. Eu não queria..mais aconteceu. Eu nunca neguei a você que não te amava,tinhamos um acordo..e isso não dizia que eu tinha que ser fiel a você...voc~e sabes disso?
___Mais voc~e deveria ter me dito,eu entenderia.
___Não me faça rir Otto,como voc~e acha que eu irtia te dizer isso,que estaria.
___Você não tinha esse direito de me enganar...e ainda colocou ele para noivar com a minha filha...tudo pra que? Pra esconder a verdadeira identidade de seu amante.
___Você não tem o direito de me cobrar fidelidade,quantos anos eu soube que voc~e e a Eleildes estavam mantendo um caso..e eu nunca falei nada. Agora não me venha cobrar fidelidade senhor Otto Maldonatto, porque esse papel de marido fiel. Não te cabe
___Então nessa história eu estou errado. Mvoc~e me trai, da maneira mais viu possível e eu estou errada..eu me apaixonei por Lealdo sim,não queria, mas me apaixonei...eu passei anos da minha vida dedicando a você e a sua filha.
___Isso não justifica...meu Deus...voc~e poderia ter me dito e nada disso estaria acontecendo agora.
___Sabe de uma coisa..foi até bom que isso viesse a acontecer, eu estava cansada de viver numa vida assim..mais agora acabou Otto...acabou...eu vou viver com o homem que eu amo e ninguém vai me impedir isso.
___Pois muito bem! Que viva o seu amor...agora fora da minha casa __Dora pára
___Como é que é? Somos casados.
___Você acha mesmo que eu vou lhe dar algiuma coisa depois disso.
___Eu tenho os meus direitos.eu sou sua esposa.
___Pensasse nisso antes de colocar um amante na minha empresa..o que você quer? Que eu seja avacalhado perante a todos?e quando todos descobrirem,como eu vou ficar a Viviane então?
___Você só pensa em você Otto e na sua maldita empresa, você nunca olhou o Lealdo, que sempre esteve do seu lado...mais não...voc~e só olhou o Breno.
___O Breno fez por merecer...
___Você sempre protegeu o Breno, sempre passou a mão da cabeça dele enquanto ao Lealdo.
11 ___O seu amante...você queria que seu amante no posto que é de Breno, mais esqueça...Lealdo jamais conseguirá chegar aos pés de Breno.Breno para mim é como um filho.
___Eu sei disso...por isso você nunca olhou para o Lealdo...nunca viu nele a capacidade que ele tinha.
___Capacidade!!! O que eu via em Lealdo é exatamente o que ele é um parasita que vive as custas da amante.
Dora perde a cabeça e esbofeteia Otto.
___Não fale assim dele.eu não permito..
___Saia da minha casa agora..eu quero ver se ele vai ficar com você,quando voc~e não tiver dinheiro.
___Eu tenho os meus direitos.
___Pois vá a justiça reclamar, enquanto isso,eu não quero mais voc~e nessa casa...saia agora ___Otto abre a porta ___Saia agora.
___Você não pode me expulsar da minha casa!!
___Sua casa!!! Essa casa é minha e nela não há lugar para traidoras...fora..FORA,FORA
___Você me paga Otto...pode apostar nisso...você me paga. ___ Dora pega a sua bolsa e sai apressada, Otto fecha a porta bruscamente..ele não suporta e começa a se sentir mal...sente-se tonto....embaixo na sala...Breno avista Dora descendo as escadas.
___Onde está o Otto?
___O seu paizinho...está lá em cima...voc~e deve estar satisfeito com o que fez? Mais não pense que eu me dei por vencida Breno Sherman ___Dora sai furiosa...Breno sente algo e sobe as escadas..e encontra Otto deitado no chão.
___OTTO!!!!!! Meu Deus!!!
___Pegue meu remedio no meu quarto....no banheiro
___Claro!!! ___Breno sai correndo,pega o remedio no banheiro,coloca num copo com água e volta dando a Otto___ Tome..rápido....o que aconteceu Otto ___Otto toma os remedios,respira fundo.
___Obrigada meu filho...obrigado___ Aos poucos Otto começa a se sentir melhor
ENQUANTO ISSO
Dora entra em seu carro,liga e sai em alta velocidade..antes de sair do portão, ela pára o carro e vira-se olhando para casa
___Me aguade Otto...me aguarde.

NAS EMPRESAS:
Lealdo entra apressado...vai aos computadores e os liga, imediatamente começa a digitar alguns arquivos....Normando estava impaciente olhando para viahar se alguém chegava.
___Anda rápido...pode vir alguém
___Não se preocupe,ninguém vem a empresa esse horário..fique calmo, estou fazendo o meu pé de meia.
___Então anda rápido...não to gostando de estar aqui.
___Calma...a transferencia demora um pouco. Calma.muita calma nessa hora.
VOLTANDO A MANSÃO DE OTTO
Ele estava mais calmo,enquanto conversava com Breno.
___15 anos...me traindo...aqui..na minha cara
___Não pense nisso Otto...olhe a sua saude
___Eu já enfrentei embates mais acirrados meu caro.agora é uma questão de honrra.
___O que você pretende fazer?
___Desmascarar o Lealdo...ele nunca mais pisa os pés na minha empresa...nunca mais ___A porta abre e entra Viviane falando sem parar.
___Ah papai..de um jeito! o dj que eu contratei disse que teve um imprevisto e não vai poder tocar na minha festa e agora o que eu faço?___Ela pára ao ver Breno. ___O que esse homem faz aqui papai...heim...saia da minha casa.não pense que vai estragar o meu casamento.
___Não vai mais haver casamento___Otto fala ríspido e alto,Viviane fica sem entender.
___Como é que é papai?
___É isso que você ouviu? Não vai mais haver casamento nenhum.___ Viviane mal acredita no que acabara de ouvir.
VOLTANDO A EMPRESA:
Lealdo esmurra a mesa...estava furioso
___Droga...droga..droga
___O que foi?
___O maldito do Breno colocou tres senhas...sem elas eu não posso transferir o dinheiro.
___E agora o que você vai fazer?
Lealdo abre a sua gaveta e pega uma arma
___Se ele não vier bom bem...vem por mal ___Lealdo sai apressado.

ENQUANTO ISSO:
Dora chegava ao apartamento de Lealdo, ela entra furiosa.
___Ah mais se o Otto pensa que eu vou sair desse casamento com a mão na frente e outra atrás,estaá engando.eu mostro a ele ___Dora vai aos armários ___A onde Lealdo guarda aquilo___Começa a procurar,derruba bolsas, caixas..até encontrar a arma no canto do armário,ela examina ver se está carregada___Pronto...vamos ver òtimo ___Dora sai do quarto e volta a sala,ela arruma o cabelo e diz a se mesmo pelo reflexo do espelho ___Eu posso até ser uma viúva....separada...Jamais__Dora sai do apartamento de Lealdo.
VOLTANDO A EMPRESA
Cena com muito ritmo....Lealdo e Normando correm até o carro.
___Mais a onde vamos?
___O Breno ainda deve estar na mansão
___E o que você vai fazer? Obrigar a ele a dar as senhas e se ele recusar?
___Eu sei como fazer ele dar essas senhas ___Lealdo liga o carro e sai em alta velocidade.
VOLTANDO A MANSÃO:
Clima tenso Viviane se recusa a aceitar o fim do casamento.
___NÃO,NÃO....O senhor não pode fazer isso comigo
___Filha entenda é pra o seu bem
___Bem...depois de meses de trabalho...de convites enviados toda a imprensa estará lá..papai a onde o senhor está com a cabeça é a minha vida papai...
___Otto está certo o Lealdo não presta
___Cala a boca quem te mandou se meter...o casamento é meu...só meu...você deve estar com inveja por que eu troquei voc~e pelo Lealdo..que aliás é bem melhor do que você
___Chega filha você não sabe o que diz
___papai...o Breno quer impedir o meu casamento com Lealdo por inveja....é só por isso...___Ela se vira pra ele___.mais você não vai conseguir impedir esse casamento Breno Sherman..só se passar por cima do meu cadaver...entendeu
___Ouça o que seu pai tem a dizer Viviane.
___Eu não quero ouvir nada...eu não vou desistir do meu casamento...entendeu....eu nãoi vou....eu vou me casar com o Lealdo sim
___O Lealdo é amante de Dora, filha ___Há um suspense..clima tenso entre todos...aquilo havia caido como uma bomba da cabeça de Viviane....
___O que!!!
___É isso que você ouviu...O Lealdo não é o filho desaparecido de Dora, na verdade ele é o amante dela.
___Não...nao.....não pode ser..que brinacdeira é essa é voc~e Breno que inventou essa história ___Para Otto__Pai não acredita nele..isso é mentira o Lealdo amante de Dora, mentira eles são filhos,lembra que elas nos confessou isso naquele dia.
___Era tudo mentira___ressaltva Breno
___Cala a boca Breno...não se mata...pai..pai isso é tudo uma invensão dele..
___Ela confessou filha ___Viviane pára ___Ela mesma confessou..que se apaixonou por Lealdo na época em que ela procurava o filho dela...como ele não teve coragem de romper o acordo, ela preferiu mentir para todos..trouxe o Lealdo para o nosso convivio, se passando por filho dela, na verdade, eles são amantes.
___NÃOOOOOOOOOOOOO!!!!!!!!!!!!!!!____ Viviane entra em desespero.____MENNNNNNNNNTIRRRRRRRRRRRA...NÃO..NÃO
___Calma Viviane __Tenta segura-la
___Tire as mãos de mim.___Viviane empurra Breno__Tire suas patas de mim, entendeu....Não..não pode ser...amantes
___Eu deveria ter acreditado em você quando você disse que a viu dizendo que o amava...na verdade eles se amam sim,estão juntos há mais de 15 anos.
___NÃO....NÃO....E AGORA? O MEU CASAMENTO...ELES NÃO PODIAM FAZER ISSO COMIGO___Grita___Nãoooooooo
___Calma filha...você vai ter um casamento sim, mais um de verdade.
___Eu não quero outro casamento, eu quero esse..papai eu passei meses,e meses planejando tudo..pra agora cancelar? Não..Não...eu não aceito....eu não aceito...NÃOOOOOO!!!!!!!!___Viviane sai correndo pelos corredores e entra no quarto, ela tranca a porta, estava traumatizada..quando ela se depara com o vestido no manequim, ela se aproxima...da voltas em torno do manequim ___Não...não...não é justo!!!___Viviane se ajoelha ao lado do manequim chorando,segurando o vestido.
VOLTANDO AO GABINETE
___Ela ira se conformar..não há outra coisa a fazer?
___Pra ela esse casamento,sweria um sonho.
___Sonhos de menina mimada...eu criei a Viviane Breno da pior maneira possivel,sem limites..e agora veja só em que ela se tornou? Meu Deus...ela não vai me perdoar nunca. Nunca.
NO QUARTO DE VIVIANE:
Ela estava mais calma...seus olhos estavam enxados a maquiagem borrada...num assalto de raiva ela pula em cima do manequim e comaça a rasgar o vestido.
___Você me paga Lealdo...você me paga...voc~e acabou comigo...acabou com o meu casamento,o meu sonho, eu vou ser a piada do ano, desgraçado...maldito Lealdo e Dora, maldito os dois..eu odeio vocês odeio vocês...odeio vocês ___Ela rasga todo o vestido,joga o manequim no chão depois pára e fica pensando ___....mais isso não ai ficar barato ___Viviane corre a uma gaveta e pega uma arma ___Eu acabo com você...já que não vai haver casamento...também não haverá noivo...

NO GABINETE DE OTTO:

Eleildes trazia uns copos com uisques
___Acho que precisamos de um desses agora.
___Obrigada Eleildes ___Agradece Otto ___Convoque uma reunião com todos os acionistas amanhã cedo...vou destituir o Lealdo e colocar o Breno como presidente do Grupo.
___Otto..espere.
___Não vou mais esperar..você fez por merecer, quanto a você Eleildes...será a vice presidente, vocês dois tem serviços prestados a empresa...eu vou me ausentar...preciso ficar o máximo de tempo com a minha filha, depois desse cancelamento desse casamento...ela vai precisar muito de mim.
___Eu nem sei como dizer..mais e a Dora...ela é sua esposa.
___Os meus advogados se encarregam de tudo..o que eu não quero é mais vê-la....muito menos aqui na mansão.ela que fique com o seu amante.

FRENTE DA MANSÃO:

Dora chegava...parava o carro próximo, apagava os farões e se aproxima do portão...o segurança a reconhece e abre para ela entrar...Dora anda pelos lados da mansão, entrando pela cozinha,indo até a sala principal, onde ouve vozes, ela se esconde atras de uma estátua...nesse mesmo estante Viviane descia as escadas apressada, quando abre a porta avista Lealdo descendo do carro, ela também se esconde por debaixo da escada.
Lealdo entra na mansão com a arma em punho. Procurando pelo gabinete.

VOLTANDO AO GABINETE
___E se ele desviou dinheiro da empresa?
___Impossivel,eu criei 3 linhas de senhas.não tem como ninguém transferir sem as 3 senhas.
A PORTA DO GABINETE ABRE E LEALDO ENTRA ARMADO.

___Pois eu quero essas senhas agora___ Todos param diante de Lealdo com a arma em punho.clima tenso entre todos.
___Lealdo o que é isso? O que pensa que está fazendo?___ressaltava Eleildes apavorada.
___Vamos Breno, eu quero o numeros das senhas..e quero agora.
___Baixe essa arma Lealdo,serrá que você não percebe que isso não dará em nada___Afirma Otto.
___Quem decide agora aqui sou eu...vamos me der logo esses números..se não eu mato um a um..eu juro.
___Fique calmo Lealdo,não faça nenhuma besteira.que possa se arrepender mais tarde.
___CHEGA!!! Calados. Eu já aguentei demais as suas ordens senhor Otto Maldonatto, agora chega!!! Quem dá as cartas aqui sou eu, entendeu...sou eu..eu passei 10 anos da minha vida vendo o senhor me humilhar e colocar o Breno sempre acima de tudo..era os melhores salários, as melhores salas, tudo era pra ele,enquanto a mim, só recebia migálias...centavos,você fez do Breno um homem rico e eu? O que sobrou pra mim, eu tive que me humilhar a ficar com Dora durante esses anos todos, para ter um pouco mais, mas agora acabou...CHEGA!! eu não vou mais atender nem as suas nem as ordens de ninguém..acabou Breno...ou você me dar as senhas agora...ou todos vocês morrem, eu não estou brincando.
___Vamos conversar Lealdo___Breno tenta acalmar
___Eu não quero conversar com você Breno...você sempre foi o protegido do Otto, sempre se achando o tal,mais agora o seu reinado. Ou me dar as senhas ou __Ele Aponta para o Otto___Ou ele Morre.

A PORTA DO GABINETE SE ABRE ENTRA VIVIANE
___Deixe meu paz em paz,desgraçado...mentiroso
Há um clima tenso na gabinete.
___Não se meta Viviane...abaixe essa arma
___Voc~e acabou comigo,com o meu casamento...
___Você é louca...só pensa nesse maldito casamento. Que vá pro inferno voc~e e ele...eu só aceitei me casar com você porque era muito vantajoso pra mim...fora isso....seria um suplicio ter,que estar casado com uma mulher mimada como você que se acha a superior a todas...
___Engano seu querido...eu é que irei lucrar com esse casamento, iria ser o casamento do ano...e pouco me importa quem era o noivo...você acha realmente que eu gostei de novo algum dia?
___Nós éramos noivos...mais esse daí___Apronta para Breno___Armou aquele golpe com a prostituta pra me ferrar
___Eu já disse que eu não fiz isso.
___cala a boca eu sei que foi você Breno
___Foi eu___ Todos param e olham para Viviane___Eu que contratei ela,para dar o fraga em você
___Mas porque você fez isso filha___Otto esta pásmo
___Por que eu vi que eu tinha escolhido o cara errado,um perdedor, um simples empregado da empresa, quando papai colocou Breno na vice presidencia você acha mesmo que eu ia continuart com um simples empregado...eu posso ser até mimada e sou porque eu posso...agora me casar com um perdedor..isso nunca!!! Nunca...mais agora é a hora de mim vingar...abaixe essa arma;..vamos agora estou mandando...abaixe a arma ___Viviane aponta a arma Para lealdo,que aponta para Otto,Clima pesado e tenso entre todos no Gabinete.
___Filha, abaixe essa arma,voc~e pode se machucar
___Eu já estou machucada...com todos vocês...vocês estragaram o meu sonho...e você Lealdo...acha que vai se safar disso...eu devia ter desconfiado dfe vocês dois...voc~e a Dora,eu pensei que você tinha um bom gosto.
___Eu tive que suportar a Dora esses anos todos...depois tive que aturar você....mais agora chega...chega!! vamos Breno eu não estou brincando, eu quero as senhas agora se não eu mato o Otto...eu vou contar....um...dois

A PORTA DO GABINETE SE ABRE
Close em Dora com uma arma apontada
__Abaixe essa arma desgraçado...eu ouvi tudo....quer dizer depois de tudo que eu fiz por você,eu era um fardo pra você?
___Ah mais o circo está completo...a filha mimada..o empresario brilhante,o executivo do ano a amante recalcada...o que mais falta aparecer aqui...o Papa...chega ___ Lealdo parte pra cima de Otto o enforcando com a arma ___A festa acabou....Breno...ou você me dar essas senhas, eu eu mato o Otto...agora...__Lealdo destrava a arma e coloca na cabeça de Otto, nesse momento há luz da mansão é cortada..todos ficam no escuro. Há um tumulto.;.só ouve vozes
___O que aconteceu? Quem apagou a Luz?___Se ouvia a voz de Viviane.
___Gente calma por favor ___Se ouvia Eleildes falando.
___Que brincadeira é essa,acendam as luzes agora se não eu mato o Otto...Droga___ Lealdo grita no escuro
CORTA PRA:
Os seguranças correm para dentro da mansão e vão ao sistema de energia e ligam as luzes;
VOLTANDO AO GABINETE
As luzes se acendem...Todos estavam confusos, quando notam o sumiço de Otto.
___Onde está o Otto?__Indagava Eleildes, ao notar que Lealdo estava no chão com um soco no rosto.
___O desgraçado escapou...mais eu pego ele ___Lealdo se levanda de arma em punho e sai do gabinete, todos os acompanha...Viviane sobe as escadas., Dora procura pelas salas,Eleildes e Breno correm por outro lado..Lealdo abre a biblioteca...começa um corre, corre dentro da mansão..quando de repente se ouve um tiro..dois tiros...Eleildes pára...analisa o som e sobe as escadas,corre por entre os corredores e entra num quarto que estava com a porta aberta, e encontra Otto Caido no chão.
___Ottooooooooooooooo!!!!___Ela corre para o lado dele___Otto fala comigo...Otto..socorro...socorro..alguém me ajude....Otto meu amor fala comigo....fala comigo...Socorro,alguém me ajude ___Eleildes se desespera ao ver o sangue escorrendo pelo tapete do quarto___Socorro... ___ de repente Breno aparece na porta do quarto, ele para e fica estarrecido.
___Otto....Otto ___Ele se aproxima do quarto.

___Mataram ele Breno....mataram o Otto.
___Não pode ser ___Breno checa o pulso e constata a morte___Ele está morto.
___Não...nãoooooooo!!!!!!___Eleildes se desespera com a morte de Otto___Não pode ser...Mataram o Otto...não..não Breno ___Eleildes abraça Breno que também estava triste os dois choram abraçados no quarto,ao lado do corpo de Otto.

CORTA PRA;
Uma ambulancia levava o corpo de Otto ao Hospital dentro da ambulancia...Breno e Eleildes, rapidamente a ambulancia chega ao Memorial hospital...Otto é levado com urgencia para a sala de cirurgia....uma hora depois.o médico saí e convida Breno para um particular..
___Eu posso conversar com o senhor
___Claro...claro
___Como esta o Otto...diga doutor?como está o Otto?
___Infelizmente..ele não resitiu ___Eleiledes pára—Close no rosto de Eleildes...que não acredita na morte de Otto..a porta do hospital se abre e sai Eleildes,completamente desesperada, ela chora compulsivamente, ela entra no carro,mais não consegui ligar o carro e chora ao volante.

ENQUANTO ISSO:
Viviane entra em seu quarto assustada..ela tranca a porta,respira fundo...tenta resistir mais acaba chorando debruçada a cama,

NO OUTRO DIA:
Bem cedo..paranorama da mansão...há um silencio em toda casa..os policias estavam por toda a parte,os investigadores tiram fotos,e captam todos os detalhes da sala do assacinato..um deles encontra um documento,rapidamente ele ler e passa para Warley que examina o documento..os dois comemtam o fato e guardam o documento numa bolsa plástica. do lado de fora jornalistas estavam atentos a qualquer novidade
___Ainda é um misterio o assassinato do mega empresário Otto Maldonatto,segundo algumas informações o empresraio foi morte com dois tiros,após uma discursão familiar. Os policias estam dentro da mansão procurando pistas, o corpo do empresario já foi levado para o IML ontem mesmo...não se há confirmação da data do sepultamento.
EM SAMALLTOWN:

Luciana estava com uma xicara de chá nas mãos quando ouve a noticia.
__Otto!!! Assassinado ___Sem querer ela deixa cair a xícara de chá no chão ___Meu Deus!! E o Breno? Como ele deve estar?
VOLTANDO A MANSÃO
Os peritos examinam a cena do crime, enquanto Eleildes dava explicações sobre o fato ocorrido.
___E foi isso que aconteceu, estavamos todos nervosos com aquela situação,. Quando a luz apagou..o Otto conseguiu escapar, foi um corre corre e eu ouvi os tiros...corre..e encontrei ele..ele já estava morto ___Eleildes se emociona.
___Então a filha do Otto, mais a esposa e o Lealdo estavam armados.
___Sim..O lealdo queria as senhas de segurança para transferencia de dinheiro..a filha estava com ódio do Lealdo pelo rompimento do casamento e Dora também estava furiosa com Lealdo...era um clima terrivel...assustador;
___Muito bem...não foram encontrada nenhuma arma na casa...apenas a dona Viviane permanece aqui?
__Sim...mais ela esta abalada....é o pai dela.
__Entendo..eu vou mandar chamar o senhor Lealdo e dona Dora para averiguar...por favor me de o endereço deles sim;
__Sim senhor.
NO QUARTO DE VIVIANE
Ela estava em pé olhando da janela a movimentação. A porta se abre e entra Alfred com uma bandeja.
___Dona Vivi...trouxe seu café da manhã
___Eu não quero nada...me deixe em paz
___Mas a senhorita precisa comer
___VOCE E SURDO!!! QUERO FICAR SOZINHA ___Alfred não diz nada e sai cabisbaixo....Viviane volta a olhar a janela,seus olhos estavam rsos d’água..ela desaba em choro___E agora o que vai ser de mim.o que meu Deus!!! O que!!!

NO APARTAMENTO DE BRENO
Havia um silencio...a mesa posta.mais ele mal conseguia comer Adeam ao seu lado observa
___O senhor não vai comer?
___O Otto era como um pai pra mim.
___Eu sei senhor...
Breno levanta-se vai a janela observa a paisagem de Nova Iorque
___Quando eu cheguei aqui...eu não conhecia ninguém,nada, ele abriu as portas dessa cidade..foi ele que me fez ser quem eu sou...e agora..ele está morto ___Breno se emociona
___O senhor tem idéia de quem o matou?
___Foi tudo muito rápido...quando as luzes se apagaram...o Otto conseguiu fugir do cerco de Lealdo...mas infelizmente..ele foi mais rápido.
___O senhor acha que foi o Lealdo?
___Seja quem for Adam..eu juro..eu juro por Otto que eu vou descobrir..enquanto vida eu tiver...eu vou descobrir quem matou o Otto..ah vou.

NA CASA DE LEALDO
___Você matou o Otto?___ Indagava Normando
___Você esta louco..eu não queria matar o Otto,eu só queria que o Breno me desse as senhas só isso.
___AS policia vai vim atrás de você.
___Eu sei...mais eu estou com a minha cabeça tranquila, eu não matei o Otto.
___Não é a mim,que você tem que dar explicações meu caro..e sim a policia..e se eu fosse você contrataria um bom advogado...por que agora o Breno vai cair em cima de você,com tudo. Enquanto a mim Tô fora...vou sair dessa cidade hoje mesmo.
___Vai pular do navio,antes que ele afunde? É isso?
___Vocês tem costas quentes, eu não...por tanto...boa sorte Lealdo...voc~e vai precisar dela. ___ Normando sai,Lealdo fica pensativo.
VOLTANDO A MANSÃO
Warley o investigador...tirava fotos do quarto onde Otto foi assasinado..quando aparece outro investigador.
__Warley... a filha de Otto esta lá embaixo,como você pediu.
__Ótimo..continue tirando as fotos,eu vou falar com ela.
EM BAIXO:
Viviane estava olhando a foto de Otto,quando Warley desce as escdas.
___Senhorita Viviane Maldonatto...sinto muito pelo que aconteceu.
___O que o senhor quer? Me interrogar?
___É apenas algumas perguntas de praxe
___Com certeza acha que eu matei o meu pai,é isso?
___As investigações ainda estão no incio senhorita,não posso descartar nada que venha a elucidar esse caso.
___Pois bem,,se quer saber o nome do assassino,eu digo...Lealdo..foi ele quem começou tudo..em vez do senhor esta aqui me investigando...deveria procurar ele..ele que chegou aqui com uma arma ameaçando meu pai;.
___Mais a senhora também estava armada?
___Eu estava defendendo o meu pai;
___E onde está a arma?__Viviane pára
___Não sei...quando as luzes se apagaram,alguem tomou a arma de mim e desapareceu com ela.
___Muito interessante.
___Porque acha que eu esotu mentindo..procure na casa,vasculhe ela por inteiro e verás que eu não estou mentindo.
___Os meus homens estão procurando.
___Mais alguma coisa?
___A senhorita não me parece muito abatida para quem perdeu um pai dessa maneira.
___Eu sou como meu pai...eu sou uma Maldonatto..somos a elite dessa cidade meu caro...o que,querias, que eu me descabelasse toda...que chorasse pelos cantos.
___Claro que não.
___Mais alguma pergunta?
___Por enquanto não.
___Estarei no meu quarto..agora te digo...em vea de estar aqui...vá atras do Lealdo..ele sim foi responsável por tudo isso...ele é o assassino.
___E sua mãe onde está?
___Ela não é minha mãe...a essa altura eles estão juntos,tentando sair do país...com sua licença ___Viviane sobe as escadas,fica Warley pensativo...a porta do quarto se abre entra Viviane, ela se deita na cama,tinha um olhar frio.
___Foi o Lealdo..eu tenho certeza..foi ele...foi ele.
APARTAMENTO DE LEALDO
Alguém toca a campanhia..Lealdo pára, já sabia o que se tratava
___Pois não!!___Dizia Lealdo ao abrir a porta
___Meu nome é Warley eu sou investigador de policia,posso entrar e falar com o senhor um momento.
___Claro..entrem já estava esperando por voc~es, por favor sentem-se
___O senhor já deve estar sabendo do motivo de estarmos aqui.
___O assassinato de Otto...por acaso eu sou um dos suspeitos...___Warley olha para o outro companheiro.
___São algumas perguntas,que gostariamos de fazer.
___Sou todo ouvidos.
___Por que o senhor fugio do local do crime
___Por ser um local de um crime...quem matou o Otto,poderia muito bem matar a todos que estavam lá..concorda?
___Mais o senhor estava armado...ameaçando o Otto.
___O senhor tem provas sobre isso.
___Todos foram unânimes em dizer isso senhor.
___Todos quem? A louca da Viviane...a Dora? Ou quem sabe o Breno...eu estava armado sim,pra me defender da louca da Viviane que simplesmente perdeu a cabeça quando o casamento foi cancelado. Contaram isso o senhor.
___Me contaram que o senhor estava ameaçando o Otto,para que o senhor Breno desse os numeros das senhas.
___Há alguma prova disso?
___Só comentários das testemunhas.
___Pois muito bem...eu vou dizer uma coisa ao senhor.a partir de agora...eu só falo diante do meu advogado.___Lealdo levanta-se indo a porta
___O senhor tem todo direito, mais uma coisinha só...a arma que o senhor estava usando...onde está
___Eu vou pegar..com sua licença ___Lealdo sai..minutos depois ele volta, Warley coloca ela numa bolsa plastica
___Muito obrigado senhor Lealdo, voltaremos a conversar.
___Estou as ordens ___Lealdo abre a porta,os investigadores saem..furioso ele tranca a porta ___Se pensam que vão me pegar estão enganados...cambada de idiotas.

ENQUANTO ISSO:
Na delegacia Warley e Rafael conversam sobre o crime
___Então o que achou dos depoimentos doutor?
___Muito vagos...tem alguma coisa nessa história que não esta se encaixando ___Warley sai de sua mesa e dar voltas no escritório ___3 pessoas estavam armados...duas contra o Lealdo,o Lealdo ameaçando o Otto...as luzes são cortadas...Otto foge do gabinete mais é morto num quarto.
___O que o senhor quer dizer com isso?
___Elementar meu caro!! Quem matou o Otto, não estava na sala...quem matou o Otto foi o mesmo que cortou a energia da mansão.
___Então tinha uma quarta pessoa na casa?
___Exatamente...temos que descorbir quem é essa quarta pessoa.
A porta abre entra outro policial
___Acabaram de entregar o laudo da arma de Lealdo...não houve nenhum disparo dela.
___Mais a arma do crime não foi encontrada?
___Vasculhamos a mansão toda.
___Tem uma pessoa que não encontramos ainda?__indaga Warley
___Quem?
___Dora Maldonatto...a onde ela está? __Todos ficam pensativos.
NO APARTAMENTO DE ELEILDES:
Gessica leva uma xícara de chá para ela no quarto.
___Tome..você precisa relaxar
___Foi horrivel Géssica..aquele clima,todos armados..eu pensei que ia morrer
___Eu nem acredito que mataram o Otto..e agora como ficará a empresa?
___Eu não sei...com certeza o Breno irá assumir a presidencia, porque...se depender da Viviane..essa...coitada esta arrasada.
___Mais Eleildes....pra nós aqui ___senta-se na cama__Você tem alguma suspeita?
___Quando o Lealdo apontou aquela arma,antes do apagão..eu já estava vendo o Otto morto, mais depois..foi uma confusão,pessoas gritando...O otto conseguiu fugir das mãos do Lealdo, e quando eu ouvi os tiros que corri..era tarde demais...qualquer um poderia matar o Otto...motivos todos tinham. Todos.
NA DELEGACIA:
Alfred dava seu depoimento.
___A dona Dora sempre foi uma mulher muito calada senhor...muito centrada.
___E como ela, era com o esposo?
___Aparentimente viviam bem...o problema dela era a Viviane, essas nunca se bicaram.
___E porque?
___Na verdade,dona Viviane não é fácil de se conviver.mimada muito pelo pai e Dora não aceitava isso.
___Eles costumavam brigar?
___Nossa!!! Quase todos os dias.;.era raro não haver brigas entre as duas.
___Quando ela descobriu o relacionamento dela com Lealdo?
___Foi um escandalo...com isso o casamento de Viviane foi pro espaço,era o sonho dela se casar...
___Então ela amava o Lealdo?
___Na verdade o casamento para a Viviane era mais a festa...há mesesque ela vinha se preparando, 500 convites foram enviados toda a nata da sociedade estaria lá. E era isso que ela queria..festa...pombas e circustâncias. Com o cancelamento desse casamento...Viviane acusou o Lealdo de ter estragado os planos dela.
___Por isso ela estava armada contra ele.
___Se não fosse aquele apagão,certamente ela teria matado o Lealdo...
___ER o pai dela.ela teria motivos para mata-lo?
___Não!!!! Eles viviam muito bem o Otto era louco por ela..fazia todas as suas vontades..não acredito que Viviane possa ter matado o Otto.
___Quem sabe por acidente...soubemos que,o Otto fugiu do gabinete e houve uma perseguição pela mansão....
___O senhor acha que a Viviane possa ter matado o pai sem querer?
___Não podemos descartar nenhuma hipotese.
___Eu conheço a Viviane..ela não farias isso e se fizesse ela estaria traumatizada..não senhor...não acredito que tinha sido ela.
___Tem alguma suspeita?
___Prefiro não comentar,não quero acusar ninguém sem provas.
___Alfred...quantas pessoas estavam na mansão na hora do crime?
___Bem senhor...tinha o senhor Otto, dona Dora,Viviane a Estilista de Viviane, eu a cozinheira,os seguranças
___Isso eu sei...mais quem chegou na mansão naquela noite.
___Bem..chegaram o senhor Breno, dona Eleildes,Brunelly, Lealdo.e um homem..que eu não sei o nome
___Muito bem, na mansão havia cameras de segurança?
___Tem sim senhor
___Ótimo..eu vou mandar pegar as gravações dessas camaras...algo que me diz..que apartir dai, veremos que havia mais gente naquela mansão do que pensamos.
MINUTOS DEPOIS
Warley estava pensativo, a porta abre e entra um investigador
___Então..o que achou do depoimento do mordomo
___Ele disse que o Lealdo,chegou com um homem, mande chegar atraves das cameras...
___Sim senhor. ___O outro sai,fica Warley
___Onde será que está Dora? Onde?
CORTA PRA;
VOLTANDO A DELEGACIA
Warley estava vendo as fotos do local do crime...quando o telefone toca..ele atende
___Alô....é sim...___Ele estranha__ Quem esta falando? ESCUTA AQUI, eu não estou de brincadeira não...sei..sei pode falar estou ouvindo...como? sei..sei...você tem certeza disso? Eu vou investigar ___Desliga,pega o interfone___ Rafael a minha sala ( Minutos depois )
___O que foi?
___Vamos num local...recebi um telefonema anônimo informando a onde esta a arma do crime
___E se for um blefe?
___E se não for ?...vamos ___ Os dois saem apressados
MINUTOS DEPOIS:
Breno estava em seu apartamento,quando ouve a campanhian...Adam vai abrir...entra Warley e Rafael
___Pois não....
___O senhor Breno Sherman sim!!!
Breno aparece na sala:
___Sou eu....em que posso ajudá-lo?
___Meu nome é Warley Thompson, eu sou investigador de policia e estou no caso do assassinato do senhor Otto Maldonatto
___Sim,eu sei..o que o senhor deseja.
___Eu tenho aqui um mandato de busca e apreensão,para vascvulhar o seu apartamento.
___Tudo bem..eu já esperava por isso...entrem pode vasculhar a vontade...Adam...mostre a eles todos os quartos e salas sim
___Sim senhor ___Os investigadores entram no apartamento.Breno fica sentado no sofá esperando.
ENQUANTO ISSO NUMA RODOVIARIA DE NOVA IORQUE
De Óculos escuros,Dora comprava uma passagem de onibus, depois com uma mala pequena nas mãos ela se dirige a plantaforma de embarque...olhava pros lado..estava nervosa olhava constantimente o relogio...o onibus entra na plataforma..alguns passageiros começam a subir,imediatamente ela sobe e vai sentar no último banco da cateira,fechando logo a janela...o onibus sai da cidade lentamente e ela fica observando tudo.

VOLTANDO AO APARTAMENTO DE BRENO
Os policiais acabam de fazer a inspeção e voltam a sala.
___Então...acharam alguma coisa? Ou ainda vão invadir meu apartamento.
Warley mostra uma arma dentro de uma sacola plástica.
___Achamos isso aqui....é do senhor___ Breno ´pára diante da arma
___Onde encontraram isso?
___O senhor não respondeu a minha pergunta
___Não..eu não tenho armas em casa.
___Senhor Breno o senhor terá que ir a delegacia prestar alguns esclarecimentos.
___O que!!! Com quem vocês pensam que estão falando..vocês implantaram essa arma no meu apartamento.
___Isso é uma acusação muito grave senhor Breno..o senhor pode ser preso por desobodiencia a lei..desacato a autoridades...
___Mais isso é um absurdo,eu não tenho armas em casa
___Essa arma aqui tem o mesmo calibre da arma que matou o senhor Otto Maldonatto..como o senhor explica isso senhor Breno Shermam...___Breno fica sem ação diante de tal fato,ele olha para Adam,que não compreende a situação.
___Pois então...o senhor pode nos acompanhar a delegacia...ou o senhor quer..que eu dê ordem de prisão agora mesmo.
___Você não te atreveria.
___Pois muito bem senhor Breno...como autoridade do Estado de Nova Iorque...eu estou ordenando a sua prisão imediatamente ___Warley pega as algemas..os outros policiais pegam Breno e colocam as algemas nele.
___Isso é um absurdo..me soltem,eu não matei o Otto, eu o tinha como um pai..isso é um absurdo..é abuso de autoridade,eu vou processar o senhor por isso.
___faça o que o senhor quiser...mais agora o senhor está preso...nos acompanhe sim.
NO APARATMENTO DE ELEILDES:
Ela acaba de desligar o telefonema.
___Eu não acredito.
___O que foi Eleildes,você esta com uma cara.
___Prenderam o Breno....estão acusando ele de matar o Otto.
___O que!!! O Breno matou o Otto....não pode ser!!
___Acharam a arma do crime no apartamento dele, e levaram ele para a delegacia. Meu Deus...não pode ser..o Breno assassino do Otto...não..não.

Fim do 18º capitulo


Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
 
Começar de Novo || Capítulo 18
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Séries de Web | Memória :: Webs Encerradas :: Finalizadas :: Começar de Novo-
Ir para: