InícioWeb SériesWeb NovelasGruposBuscarMembrosFAQGaleriaRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 Salamandra/ 30° Capítulo- Mônica faz revelações ao Padre Ottero, Roberta frente a frente com Romano!

Ir em baixo 
AutorMensagem
Wilson Bernardo

avatar

Idade : 34
Cidade : Santa Isabel

MensagemAssunto: Salamandra/ 30° Capítulo- Mônica faz revelações ao Padre Ottero, Roberta frente a frente com Romano!   10.10.14 23:16


Salamandra

30° Capítulo
1° parte:


Externa, Plano Geral, Interna, Penitenciária Sant’ Ana, Pavilhão 3. Dia, Fundo Musical de: “The Edge of Reality/ Jerry Goldsmith”.


Josefa- Humm!!! Valentona passando a pose de poderosa, mas vai ter o que merece, e sabe sua amiga já era!

Roberta- Do que esta falando sua louca? O que vocês fizeram com a rosinha? Fala sua hipócrita! (Josefa começa a rir descontroladamente).

Josefa- Sapatona foi muito generosa com Rosinha percebeu que a coitada estava tão carente que veja você, ela é magnífica não? Ela o a presenteou com vários homens, ela fazia tão bem o sexo naquela sela que você vai ficar que acabou sendo enforcada por uma sacola plástica! (Zoom In em Três Vezes em Câmera Lenta sobre Roberta que fica perplexa).

Roberta- Vocês mataram a Rosinha?

Josefa- Eu não!... O que achava?... Que eu e a Sapatona iríamos fazer isso, tocar naquela velha? Era uma imprestável não valia nem os duzentos em que foi vendida. (Josefa começa a rir, Câmera se Mexendo focando o rosto de Roberta enojada).

Roberta- Como vocês são frias, era um ser humano! Será que vocês não têm pena nem de si mesmas?! Olha para você seu monstro! Monstro! Monstro! (Roberta sai atordoada e chorando seguindo para sela de Rosinha e as risadas de Josefa são frenéticas ao gigantesco corredor penitenciário em Zoom Out). Corta Para:

Externa, Plano Geral, Interna, Penitenciária Sant’ Ana, Pavilhão 3. Dia, Fundo Musical de: “Horror/Alberto Rosenblit”, duas viaturas dão guarda a terceira viatura em frente à Penitenciária, um policial abre o porta malas logo sai uma Câmera e logo prossegue observando tudo a sua volta Câmera para e Foca três policiais e uma moça algemada entrando na Diretoria, logo Interno, Josefa se aproxima atrás da moça.

Josefa- Obrigada!... Podem ir. (Policiais saindo, Josefa rodeia a pobre moça que de costa esta algemada). ... Adília! Estes são os pertences da moça, o que temos aqui? Nome Completo, Alana Morales, joias, roupas estes são os pertences dela. Adília pode retirar estes trapos, e você? Anda sua lesma! Vamos! Vamos que eu tenho muito trabalho ainda para fazer. (Josefa conduz Alana até a sela de Roberta esta fica imóvel em sua cama, Sapatona se aproxima de Josefa).

Sapatona- E ai Josefa quem é a vadia?! (Sapatona puxa o cabelo de Alana que fica calada pronta para reagir). ...Vejo que esta deve ser uma valentona querendo reagir não é? Mas saiba de uma coisa ouviu bem? Eu mando nessa pora aqui entendeu? (Alana não responde Sapatona mais uma vez puxa o cabelo de Alana desta vez com mais força, Roberta se levanta e se próxima da sela). Entendeu sua piranha? (Roberta cospe em Sapatona que logo joga Alana do lado e gruda em Sapatona).

Sapatona- Sabe que você cada dia eu sinto mais necessidade de ver você e este bebe de proveta morta, e sabe no seu caso eu mesma vou me encarregar de fazer isso! Aqui dentro só eu e você e de preferência você a queda!

Roberta- Então se é um desafio que vença o melhor isso vai ser minha vingança contra a Rosinha sua maldita! Eu vou te destruir ao pó, e todas vão pedir redenção a começar pelas suas escravas né? Porque é isso que vejo aqui um bando de fracas que se rende aos caprichos de uma mulher!...

Josefa- Cala essa boca! Sua vadia!

Sapatona- Eu vou arrancar esse seu bebe e jogar na privada e dar descarga!

Roberta- Mulher! Que se banca a maioral, mas uma coisa te falo eu cansei de brincar de suas escravas! É lei da selva ta todo mundo louca aqui, e eu to ficando louca de vontade de matar é isso, eu quero ver vocês caindo ao pó e eu quero estar bem viva para testemunhar a queda maldita!

Sapatona- Você só fala vai viajar vai! Quer uma branquinha? Você esta precisando cheirar um pouquinho sabia esta muito assim descontrolada... (Risos entre elas, Margareth se aproxima, silêncio total, Sapatona olha para cara de Josefa).

Margareth- O que esta acontecendo por aqui Josefa? Porque entre todas as detentas esta permanece fora de sua sela? Dona Sapatona? (Corta para):

CTA, Externo, Tarde, Plano Geral, Câmera Aérea passa para Plano Médio, Fundo Musical de: “Maldição do Mal/ Alberto Rosenblit”.


Fundo Musical diminuindo... Romano vai até a sala de Cesar em suas mãos há pastas, Mônica liga para Juca:

Mônica- Juca será que você pode vir aqui em minha sala? Não consigo explicar por telefone... Não da para explicar é sério preciso que venha antes de Gerald ou Romano aparecer aqui em minha sala. (Esta coloca o telefone no gancho e preocupada senta sobre sua poltrona). Corta Para: Ante Sala de Cesar:

Cesar- Romano seja muito breve tenho que fechar estes contratos ainda hoje e estou atrasado!

Romano- Cesar! Amanhã vou à Penitenciaria pedir para que Roberta assine os documentos de separação legal...

Cesar- Outra coisa Romano, preciso que você entre com uma ação judicial de direito total a guarda de minha filha quando ela nascer eventualmente.

Romano- Sim claro!... Vou agora providenciar os documentos legais conforme a lei para acatar seu pedido!

Cesar- Por favor! Quanto mais antes melhor.

Romano- Bom então com licença! (Romano se retira ao que fecha a porta da sala de Cesar, então depara- se com Juca que segue a mesa de Mônica, ambos não percebe a presença de Romano que logo se esconde para escutar a conversa, Fundo Musical de;James Newton Howard/ Blindsided” Zoom In em Foco da Câmera que se mexe sobre Romano).

 2° parte:
Juca- O que houve? Ligou-me e senti que esta tensa!

Mônica- Hoje de manhã ao sair de casa aparentemente estava tudo em ordem, tudo em seu lugar horas depois Juca quando fui almoçar e cheguei em casa por Deus que esta no céu, minhas coisas estavam tudo bagunçada...

Juca- Deus!... Mas eu pensei que tinha? Eu pensei que esta historia tinha acabado? Mas roubaram alguma coisa?

Mônica- Pior! Muito pior Juca! Não roubaram nada apenas reviraram minhas coisas fizeram uma bagunça... Isso não foi uma eventualidade e sim foi premeditado.

Juca- Mônica você precisa se livrar daqueles documentos das cópias, esquece esta historia cada vez que você descobre alguma coisa perigosa acontecem fatos que comprometem nossas vidas.

Mônica- Sei que tudo uma grande loucura, mas preciso descobrir mais coisas que comprometem... (Romano fecha a porta, nervoso tranca sua porta, meio suspeito se agarra a porta de seu escritório e fica indagado à situação corre em direção a sua pasta olha todas suas folhas desesperado a conferir seus papeis algumas caem ao chão, encontra sua arma silenciadora este o a pega e mira de frente para a Câmera que Desfoca Romano e sua Imagem, Câmera se Mexendo Focando a arma em suas mãos).



Romano- Então ela esta de fato investigando e fazendo levantamento de tudo que nos cerca... Essa Mônica é mesmo uma vadia! Mas não podemos colocá-la contra parede poderia por em risco e expor tudo a tona, Gerald tinha razão! Só a morte a impediria de falar! De falar!... (Corta Para sala de Mônica).

Juca- Você leu todos aqueles documentos?

Mônica- Sim! Li todos entre eles fatos me intrigaram. É que você não viu Juca, mas tem fotos comprometedoras tudo nas mãos do Romano.

Juca- Fatos? Mas que fatos são estes? Tirando os desfalques que Gerald e Romano têm realizado com constantes frequências?

Mônica- E mais, numa pasta de Romano onde tirei copias encontrei vários dossiês de todos que tem participação nos negócios e lucros da empresa, todos confiscados por Lucia, por aquela mulher que morreu.

Juca- Mas como? Deus! Na pasta do seu Romano? Não é de se duvidar já percebeu que às vezes Romano chega agressivo ou demasiadamente irritado?

Mônica- Onde será que esta Lucia Morava? Juca pode demorar anos, mas preciso descobrir algumas informações sobre esta Lucia Venturini. (Corta Rápido Para).

Externa, Plano Geral, Interna, Penitenciária Sant’ Ana, Pavilhão 3. Tarde, Fundo Musical de: “Horror/Alberto Rosenblit”.

Margareth- Vamos Josefa responda? O que esta detenta esta fazendo fora de sua sela?

Sapatona- Calma ai tia! Eu estava no banheiro com diarreia foi quando se fecharam as outras selas cheguei agora. 

Margareth- Eu quero que sejam tomadas providencias é impossível é inadimplência pura que isso aconteceu por aqui hoje!

Josefa- Dona Margareth, eu em fim... Peço desculpa e...

Margareth- Não tem que se desculpar pela sua falha! Somos uma diretoria e bem sei você tem que ficar a tenta às estas situações, para a ré aqui presente será aplicado um castigo de jejum por dois dias eu fui clara Josefa?

Sapatona- Ah tia! Quer me matar de fome? Josefa você vai a deixar fazer isso?

Margareth- É seu emprego! Eu fui clara?! Olha para mim quando estou falando com você! (Margareth segura firme nos braços de Josefa que a olha amedontrada)... Eu disse se fui CLARA?!

Josefa- Sim! Sim senhora!

Margareth- Assim fica melhor... Agora quero todas em suas selas inclusive Sapatona! Se houver mais uma falha, você esta SUMARIAMENTE despedida!... Rápido! (Josefa empurra Alana na sela de Roberta que fica sentada em sua cama longe em seus pensamentos, e do outro Sapatona que se aproxima de Josefa).

Sapatona- Daqui a dois dias é o prazo para sairmos desta maldita cadeia, e você já fez uma oferta aos seguranças e aproveita que chegou mais um filé.

Josefa- Então, mas para fazer o que se precisa é necessário da grana da Madame.

Sapatona- Ela já fez o deposito, amanhã darei o dinheiro para você entregar para eles, eu só quero ver pegar fogo essa joça aqui! (Alana senta em outra cama fica olhando para Roberta que calada fica ao Fundo Musical de: “Hieroglyphics/ James Newton Howard”).

Alana- Olá!... Você já faz tempo que esta por aqui? (Alana se mostra modesta ao que Roberta levanta-se e olha para Alana).

Roberta- Porque quer saber?! O que importa saber? Sabe do que mais me deixe ficar quieta no meu canto, você não me conhece e eu não te conheço então somos duas estranhas, não perturbe mais! (Roberta deita- se para o outro lado e se cobre Alana retira uma foto onde esta ela ao lado de seu pai e coloca sobre o mural que fica em coma de sua cama). Corta Para:

Mansão dos Allamo e Baltarolli, Interna, Tarde, Sala de Estar, Fundo Musical de: “James Newton Howard/ School Nurse”.


O telefone toca Angelina atende...

Angelina- Sim? Mansão dos Allamo e Baltarolli! (Câmera se Mexendo, Foco em Doutor Noronha que olha para os lados, umas três enfermeiras passa ao seu lado sorrindo e coversando estas prosseguem).

Doutor Noronha- Dona Angelina sou eu Noronha!

Angelina- Já não falei para não me procurar mais? Pode levantar suspeitas, o que houve para me ligar a esta hora?

Doutor Noronha- A tal da Roberta Marques esteve sobre meus cuidados esta semana, estava muito mal, quase perdeu o a menina que ela esta esperando!

Angelina- A sonsa esta esperando uma menina?

Doutor Noronha- Sim esta! E logo mais tarde a tia do Cesar Annetta veio vela, na realidade ela não entrou na sala, apenas obervou de longe o estado em que Roberta estava e logo se foi com Carmela.

Angelina- A vadia também estava junto com aquela serpente da Annetta? Imprestáveis! Então morreram?! (Surge um sorriso maquiavélico por parte de Angelina).

Doutor Noronha- Quase morreram... Ela foi espancada por umas das detentas e seu estado de saúde ficou comprometido. Corta Para, Alguns Dias Depois:

Igreja Matriz Arcanjo Gabriel, Dia, Interna/Externa, Fundo Musical de: “Paul Schwartz/Horizon”.


O carro de Mônica estaciona em frente à Igreja, Câmera Detalhe na porta do carro que abre e logo salta as pernas de Mônica e seu sapato de salto fino e na cor pastel firme no solo caminha em direção à igreja Câmera vai se distanciando em Zoom Out e pegando o Ângulo do corpo inteiro de Mônica que para retira os óculos negros e olha para Igreja e segue reta, direta, disposta e segura um malote de pastas esta entra na Igreja.  

Mônica (Off)- Estará seguro aqui! Se estou correndo um grave risco não sei mais, só sei que estou livre desta tormenta eu e meu amor... Juca! (Padre Ottero ajusta alguns vasos com flores e depara- se com Mônica em sua frente).

Padre Ottero- Então viestes? Seja bem vinda à casa do Senhor eu te benzo em nome do pai, em nome do filho, em nome do espírito santo... Amem... Disse que queria se confessar?

Mônica- Padre tudo que esta aqui em minhas mãos tudo isso envolve escândalos, e que sinto que talvez seja a ultima vez que nos vemos, senti uma enorme necessidade em vir.

Padre Ottero- Por favor... Acompanhe-me até o confessionário... (Mônica caminha ao lado de Padre Ottero, Corta Imediato para CTA).


3° parte:
CTA, Externo, Tarde, Plano Geral, Câmera Aérea passa para Plano Médio, Fundo Musical de: “Tanto Tempo/ Bebel Gilberto”.



Fundo Musical diminuindo... Romano entra na sala de Cesar este, no entanto assinam vários papeis:

Cesar- Oi Romano algum problema? Um detalhe antes de você me pontuar algo... Eu encontrei estes boletos eles são cópias que tinha que ter passado pela Receita Federal, comprovando que este equipamento aéreo que foi enviado para uma multi-internacional que conforme o contrato entre as empresas visava à liberação dos cento e oitenta seis bilhões de reais sob a tutela da Receita...

Romano- Não Cesar todos os boletos eu confisco na Receita Federal!

Cesar- Romano eu preciso de mais seriedade! Eu vou ter que pagar uma multa por estes boletos que já foram gerados e que tem um mês cada parado?!

Romano- Mas Gerald...

Cesar- Romano esquece o Gerald se ele fez a falha em não finalizar o processo depois converso com ele, estou a falar da Receita Federal o que quer que a CTA passe?! Negligência publica?! Não Romano! Não é isso esta é uma empresa séria que paga os impostos conforme as leis, que fora esta rede ela possui mais 80 desta mesma multinacional, é meu patrimônio que esta em jogo, não se sabe como você vai resolver isto, mas eu quero urgência neste caso é pra ontem meninão!

Romano- Ok Cesar! Desculpa pela minha falha, vou pontuar este fator ainda hoje, mas o que me traz aqui evidentemente não se aplica no que acaba de acontecer...
Cesar- Então a que se refere?

Romano- Me refiro a sua separação com Roberta Marques e a guarda pela posse de sua filha, elas saíram... Como você havia dito antes em que não queria ficar frente a frente com Roberta sua solicitação foi atendida... Caso você queira já pode assinar as documentações. (Foco em Três Vezes em Câmera Lenta em Zoom In, sobre Cesar que em alguns segundos de pensamento diz).
Cesar- Então já estão prontos? (Cesar desacreditado, Romano reto).

Romano- Sim! Estão todos até porque você havia pedido antecedência nos documentos.
Cesar- E já posso assinar?

Romano- Sim! São as mesmas cópias, porém fiz mais uma para cada um na ciência dos desligamentos.

Cesar- Não tudo bem... Onde eu assino? (Romano abre a pasta retira os documentos e coloca na mesa de Cesar, Romano aponta onde Cesar terá que assinar logo este assina o documento ao Fundo Musical de: “Paul Schwartz/Horizon”).

Romano- Assinam se aqui, os de Roberta vou levar amanhã vou conseguir a permissão da diretora da penitenciaria, onde ela também vai assinar os mesmos, ai você estará para sempre livre.(Cesar termina de assinar e Romano guarda os documentos numa pasta e logo sai da sala de Cesar, Zoom In no rosto de Cesar que desconcentrado não resiste e chora demasiado ao que acaba de assinar derruba todos os documentos que estão sobre a mesa coloca a mão na cabeça como que em desespero).

Cesar- Acabou!... Acabou tudo que eu acreditava, no que sonhei, acabou o meu sonho como homem... De... De ter uma família, eu acreditei na inocência e pureza dela, eu fui além do que um homem poderia acreditar em uma simples mulher. Corta Para:

Igreja Matriz Arcanjo Gabriel, Dia, Interna/Externa, Fundo Musical de:  “Horror/Alberto Rosenblit”.

Padre Ottero lê algumas páginas de documentos e começa a tremer Mônica logo percebe que o Padre Ottero tem um mal pressagio.

Mônica- Padre esta tudo bem?! Não precisa continuar se estive passando mal, Padre, por favor, não continue!

Padre Ottero- Não! Não! Por favor, quero ler e continuar, é muito estranho tudo isso, então foi por isso que aquele rapaz estava naquelas condições? E como você conseguiu estes documentos?

Mônica- Padre por tudo que esta no céu proteja estes documentos com sua alma!

Padre Ottero- Eu! Eu! Não estou acreditando que o Romano e o Gerald estejam assim lesando a empresa do Cesar? E esta Lucia, eu bem que não colocava minhas mãos no fogo por esta mulher.

Mônica- Então padre até pensei em enterrar estes documentos, mas foi em vão, sei eu optei por deixa- lo em suas mãos, foi uma das opções de socorro padre! Eu estou com medo e principalmente preocupada.

Padre Ottero- Mas isso é uma confissão publica, se isso cair nas mãos do Ministério Público a CTA para sempre estará extinta do mercado mundial, e tão bem sei que Cesar ama esta empresa seria um choque e tanto. Vou te fazer uma pergunta...

Mônica- Sim Padre pode fazer.

Padre Ottero- Você acredita que Roberta Marques teria matado aquela mulher naquela noite no Navio?

Mônica- Não Padre! Não acredito que ela tenha matado esta mulher me lembro como se fosse hoje Padre aqueles tiros era o som mais terrível de uma noite de festa... (Flash- Back do dia do crime)...

...(Mônica se levanta de sua cama e fica com medo e abre a porta de sua suíte e corre em direção à suíte de Juca que não esta).

Mônica- Deus!... Escutei um tiro! Sua burra porque você saiu de sua suíte e Juca não esta aqui? (Juca se aproxima de Mônica que se assusta e grita e este tampa a boca desta).

Juca- Xiiiu!... (Assustado!). Você escutou? O tiro veio lá de cima de o outro andar, vamos entrar em minha suíte.

Mônica- Juca! Estou com medo! Abraça-me estou com muito medo! (Juca abraça Mônica que chora desolada, Imagens Pixualiza voltando em Mônica).

Padre Ottero- Santo Deus! Corta Para:

Externa, Plano Geral, Interna, Penitenciária Sant’ Ana, Pavilhão 3. Dia, Fundo Musical de: “Vampirical/Dark Music”.





Os Guardas abrem o gigantesco portão da Penitenciária, Romano entra com uma pasta caminha reto em direção a diretoria, Interna, Cores Frias, logo conversa com a Diretora Margareth que com um gesto pede para ele o a campanha- lo, numa sala meio escura Romano senta se sobre uma velha cadeira e coloca sua pasta numa mesa, aguarda com receio a chegada de Roberta este suspira de aflição, os olhos de Romano em Câmera Detalhe observa um lugar frio, sombrio, as paredes mofadas com tintura já envelhecida pelo tempo e a mesa toda rabiscada a porta abre-se e em Três Vezes em Câmera Lenta focando seu rosto, Roberta depara- se com Romano, o silencio é tomado pelo medo em Romano e logo por Roberta onde seus olhos revelam a dor e o ódio.

(Encerramento com os créditos finais por “Marina Lima/ Pierrot”).



Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
 
Salamandra/ 30° Capítulo- Mônica faz revelações ao Padre Ottero, Roberta frente a frente com Romano!
Voltar ao Topo 
Página 1 de 1

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Séries de Web | Memória :: Web Novelas :: Salamandra-
Ir para: