InícioWeb SériesWeb NovelasGruposBuscarMembrosFAQGaleriaRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 15º Capítulo de O Internato - " Quem é vivo sempre aparece ! "

Ir em baixo 
AutorMensagem
Vinicius Gabriel
Prata
avatar

Idade : 26
Cidade : Campinas

MensagemAssunto: 15º Capítulo de O Internato - " Quem é vivo sempre aparece ! "   12.12.14 14:06

O INTERNATO
Fase Final
Capítulo 15
Lorenzo – Leve essa xarope até nosso carro. – Disse terminando de dopar a coitada. – Tenho que resolver um probleminha aqui antes.
Ciclope saiu carregando Cecília nos braços e desapareceu por de trás das árvores num gramado que seguia atrás do ponto de ônibus.
Manoela – Aconteceu alguma coisa, chefinho!
Lorenzo – Aconteceu sim! Eu sinto muito, mas não preciso mais dos seus serviços – E dizendo isso tirou do bolso uma pequena arma que atingiu o peito da garota em cheio que caiu estirada no chão. Agonizando. O Homossexual encarou aquela cena com uma felicidade desdenhada num sorriso aeróbico.
Lorenzo – Tá doendo muito, bebê ? – Ela derramou lágrimas de tortura. Ele levantou o pé e esfregou a sola do seu sapato na cara dela. Depois pegou um pouco de terra e jogou sobre o furo da bala – Quero que isso inflame e sinta bem totosinho o pus, antes de morrer.
Manoela – Por que vvvvocê está fazendo isso comigo ? – Murmura agonizando.
Lorenzo – Não é uma questão muito pessoal querida, apesar de que esse seu jeitinho pseud. religiosa eu ache super démodé, é sexual, detesto vocês mulheres, vocês só vieram ao mundo para roubar os homens de nós : gays carentes e recriminado pelos homens, por que não temos esse útero podre que vocês tem. Adeusinho perdedora. Vá para o inferno e diz ao Belzebu que eu agradeço ele por isso.
E acenando ironicamente a deixa ali agonizando, mas uma sombra  logo chega em sua face e um brilho de esperança surge em seus olhos.
Em um prédio abandonado...
Cecília acorda e percebe que Lorenzo está prestes a tesourá-la fitando seus olhos. Ela grita de desespero. Ele ri, largando a tesoura de jardinagem.
Lorenzo – Não minha querida, isso é pouco demais para sua raça !
Cecília – O que você quer de mim, sua bi...
Ele corre para tampar seus lábios.
Lorenzo – Não pronuncie essas palavras, me chama de Sr. Gay, é muito mais norte americano, ok woman ? ( rindo loucamente)
Cecília – Cala boca seu veado maluco !
Lorenzo – Cuidado com o que fala, por que você não sabe com quem está lidando !
Cecília – Está falando isso, por que foi você que matou a Cassandra, não é mesmo ?
Lorenzo parou um instante. Sentiu um leve calafrio e tornou a encará-la.
Lorenzo – Eu nunca faria uma coisa dessas.
Cecília – Imagina, se pode me sequestrar, o que mais poderia ter passado por essa sua cabecinha maluca ?
Lorenzo – Cala essa boca, sua cordada maldita. Eu, nunca faria aquilo contra minha diva, contra aquela que me deu a vida.
Cecília – Você pensa que eu não saquei a sua, seu verme asqueroso, você é enlouquecido de poder, igualzinho Hitler e mais é heterofóbico, deve ter ódio de mulher e por isso matou sua mamãezinha, fala a verdade, você ficou bravo por que ela te roubou o papai, não foi ?
Lorenzo – AGORA VOCÊ FOI LONGE DEMAIS SUA IGUANA DO HAVAÍ !!!
Cecília – E por acaso o Havaí tem iguanas ? Francamente, além de maluco, é um burro, retardado mental que...
Lorenzo – CALA ESSA BOCAAAAAAAAAAAAA...EU VOU TE MOSTRAR QUEM É O RETARDADO AQUI...
E tirando da pequena polchete, uma agulha e lã de carneiro, costura a boca da amarrada que urra de dor.
Lorenzo – Com bastante ferrugem, para ver se esses seus lábios caem e você vira uma sapona. Agora o gran finale. Pronta para ser explodida uma bomba atômica legítima ? Encomendei uma especialmente para você, diretamente do Iraque !
Cecília – Não, para com isso, para...
Lorenzo ri enquanto liga a bomba relógio.  – Nunca eu perderei a oportunidade de acabar com a pessoa que eu mais odeio do mundo. Mas quanto às mulheres acho que você acertou, quero exterminar todas, por que os homens vão ser só meus. Arrivederci, miele !  - E fecha a porta, trancando-a com felicidade. Ele sai do prédio em ruínas e entra no carro que Gigante está dirigindo.
A música Last Friday Night de Katy Perry...
Lorenzo – Já para  aquele lugar secreto, grandalhão !
Ciclope – Hoje vai ter...aquilo entre a gente machão ? – Abrindo a camisa e exibindo o peito peludo num tom afeminado. Seus cílios gigantes lhe dão um aspecto daquelas tias solteironas que vivem dando em cima de novinhos na rua.
Lorenzo – Nem pensar, aquilo ocorreu só uma vez, por que eu estava bêbado, nunca eu iria me dar ao desfrute de sair com um monstro como você.
Ele ri e levantando o topete e fixando um olhar cativante no retrovisor, realçando sua maquiagem que Lorenzo finge não ver, pisa no acelerador e vai embora.
Minutos mais tarde...
Cecília tenta se desamarrar mais não consegue. Ela olha para a bomba e percebe que falta apenas um minuto se desesperando. Então alguém aparece na janela de um helicóptero verde-água em toda velocidade. Era Tony. Ele, Abiel e Vivian estão apreensivos, pois não conseguem desatar o nó da corrente.
Abiel – Meu Deus falta 40 segundos !
Vivian – Achei um machado.
Eles conseguem quebrar e Cecília entra correndo no objeto, faltando apenas vinte segundos.
Tony fecha completamente o vidro e acelera o máximo que pode para impedir que a radiação os alcance, mas não dá muito tempo, Vivian começa a fritar e o corpo deles começam a arder. Tony tenta acelerar mais para impedir aquela fumaça espessa de alcança-los e até que com muito sacrifício encontram uma estação científica onde conseguem se abrigar em segurança. Era de um amigo de Tony.
Quando eles saem do helicóptero já em segurança na garagem coberta de um material que impede a perfuração pelos raios gamas. Cecília percebe que sua perna está com queimaduras sérias, Abiel com boa parte do corpo queimado e lesionado e Vívian.....MEU DEUSSSSSSSSSSSSSSS !!! A Menina estava definhando viva, seus órgãos começam aos poucos a diminuir. Primeiro os rins, o pâncreas, ela começava a passar mal. Logo enfermeiros vieram ajudar, mas a garota já estava num estado muito difícil.
Cecília – Meu Deus, ela vai morrer ! Ela se sacrificou para me salvar ! – Quando era contida pelos braços de Tony. Aquele colégio maldito, nunca deveríamos ter pisado nesse país. Como eu me arrependo! A Marieta, tadinha dela, que final foi aquele.
Tony – Você tem que ser forte e precisa voltar para o colégio!
Cecília – O QUÊEEEEEEEE? – Incrédula com o que acabara de ouvir.
Em um cemitério obscuro...
Lorenzo empurra um grande portão de enferrujado que range. Não havia ninguém na rua. Ele se vira para dizer os comandos para Ciclope.
Lorenzo – Aguarde aqui! Caso eu não volte em dez minutos, você prepara o pé-de-cabra e vai atrás de mim, está me ouvindo?
Ciclope – Sim, seu safadão.
Lorenzo suspira de tédio e se adentra, afrouxando sua gravata borboleta, com medo. Depois de seguir pelo corredor principal, entra na esquerda, atrás de uma árvore e vai seguindo até virar atrás de uma capelinha acesa a luz de velas. Escuta um barulho de corvo e solta um grito histérico.
Lorenzo – Maldita ave agourenta! – O pássaro no galho de uma árvore troncuda, solta um riso trágico.
Quando ele dobra um labirinto de colossais moitas, um jovem branco de cabelos crespos com uma franja cobrindo o olho em boa parte aparece no meio da escuridão, causando-lhe outro susto.
Mauro – Achei que não vinha mais, cavalo quatro olhos!
Lorenzo – Para sua informação, meu querido. Não uso mais aparelho ou tenho corcovas de dromedário na coluna, muito menos uso óculos, sou uma pessoa perfeita.
Mauro soltou uma risada – Realmente você melhorou muito, agora ficou com cara de mulher, apesar de que não sei por que, olho para você e ainda vejo no fundo no fundo uma gazela enrustida. Para que óculos escuros de noite?
Lorenzo se irritou – Eu não vim aqui discutir com você sobre o que você achava de mim no passado, ou o que pensa agora a meu respeito. Quero saber o motivo do nosso encontro e justamente por que tinha que ser num lugar justamente como esse – Disse olhando ao redor e fazendo uma cara de espanto.
Mauro – POR CAUSA DISSO !!! – Imperou com raiva – E jogou uma pasta avermelhada para o vilão, que resmungou ao pegar. Ele se dirigiu até o feixe de luz que vinha do poste de uma rua próxima, por trás do muro e abriu.
“EXAME DE DNA”
Estranhou. E berrou, jogando o objeto ao chão quando percebeu que era confirmado que ele era filho de Cassandra Belarux com Albert Macieira.
Mauro – Ficou espantada, doninha, foi? – Disse com irônia.
Lorenzo o fitou com desprezo.
Mauro – Não me vem olhando com essa cara não. Eu sei muito bem o que aconteceu com os dois, foram assassinados e de maneira muito parecida. Iriam ser crimes perfeitos, se eu não tivesse visto sair do prédio do meu pai no dia que ele foi encontrado morto. E AI VAI NEGAR ASSASSINO?
Lorenzo olhou para o relógio de pulso e sorriu, já haviam passado os dez minutos.
Mauro – Não tem problema, você negar. EU VOU ACABAR COM VOCÊ ! É POR ISSO QUE EU TROUXE AQUI HOJE. PARA TE ENTERRAR NUMA COVA, PRECISA SENTIR NA PELE, SEU DESGRAÇADO!
Lorenzo olhou para as unhas parecendo num estado de tranquilidade imensa – Anda assistindo muito Avenida Brasil, hein meu caro? Todavia, se você não percebeu no capítulo 102º, quem entra em cena é a Carminha, portanto meu querido, eu que sou o vilão dessa história vou acabar com você. E nem ouse roubar o meu papel.
Mauro – Cala a boca – Disse esmurrando o loiro. Não tem mais ninguém aqui. Sua força não é palia para mim.
Lorenzo – Pode até ser, mas quem disse que estamos sozinhos ?
Nesse momento por trás de Mauro Ciclope apareceu e o garoto não teve tempo de reagir, caiu estatelado no chão com a batida do pé de cabra.
Lorenzo – Agora me ajude a enterrar esse laráquio. Não vou cometer o mesmo erro da Carminha e deixar a Nina com o corpo de fora.
E jogando sua franja, olhou para a câmera naquela escuridão e soltou sua gargalhada seguida de seu bordão: Ai que delícia!
***
Mais tarde...
Na escola de Moscou...
Lorenzo chega a frente a sua porta do quarto – Bom, pode ir se deitar, boa noite! O dia foi exausto para mim, valeu por quinze minutos na esteira essas mortes de hoje.
Mas Ciclope não o escuta e ao invés disso, o tasca um longo beijo molhado de boa noite.
Ciclope – Te espero amanhã, diretor. – Saindo rebolando.
Lorenzo – Eu vou mandar esse gigantão para sarjeta, se ele continuar com essas intimidades e... ELE SE CHOCA COM O QUE VÊ.
Ao acender a luz de seu enorme quarto, encontra deitado em seu divã, vivinha da silva: Manoela.
Lorenzo – Mas o que significa isso ?
Manoela – Buu...meu querido assassino. Achou que realmente pudesse me matar  ?
Lorenzo – Pois se você não morreu, sua serpente, eu vou te matar agora ! – Mas antes que pudesse tirar a arma da bolsa, alguém o derruba no chão. Era Briele.
Briele – Se você acha que pode matar ela, está muito enganado! Eu tenho provas aqui, diretamente vindas do seu porão, foi você que escreveu os hieliógrafos !!!

Lorenzo – Meu Deus e eu pensando que éramos amigos. Mas isso não importa, eu vou acabar com as duas.
--- Ah, mas não vai mesmo ! – Do closet, saiu ninguém menos que Heitor encarando furiosamente ele – E então veado, vai encarar ?
O Rosto de Lorenzo se congela de surpresa.
CONTINUA...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Wagner Nascha
Gold
avatar

Idade : 21
Cidade : Formosa do Rio Preto

MensagemAssunto: Re: 15º Capítulo de O Internato - " Quem é vivo sempre aparece ! "   12.12.14 15:39

Ótimo capítulo, Lorenzo é meu malvada favorito kkkkk, parabéns amigo Wink I love you
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://webficção.forumeiros.com
Maspiron
Prata
avatar

Idade : 28
Cidade : Varzea Grande

MensagemAssunto: Re: 15º Capítulo de O Internato - " Quem é vivo sempre aparece ! "   17.12.14 8:42

A Vivian se sacrificou pela Cecilia num gesto de amizade, mais agora o Tony vem com essas história de que ela tem que voltar para o internato, não deve ser coisa boa, o Lorenzo matou o Mauro, mais agora ele está ferrado pois Manuela esta viva e Briele e Heitor parece que vão ajudar a acabar com ele.. Foi bom o capitulo
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: 15º Capítulo de O Internato - " Quem é vivo sempre aparece ! "   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
15º Capítulo de O Internato - " Quem é vivo sempre aparece ! "
Voltar ao Topo 
Página 1 de 1

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Séries de Web | Memória :: Web Séries :: O Internato-
Ir para: