InícioWeb SériesWeb NovelasGruposBuscarMembrosFAQGaleriaRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 CAPÍTULO 55|| SABER VIVER

Ir em baixo 
AutorMensagem
Gabriel Adams
Platinum
avatar

Idade : 22
Cidade : Rio das Ostras

MensagemAssunto: CAPÍTULO 55|| SABER VIVER   26.12.14 19:00

Capítulo 55, Saber Viver


CENA 1. RIO DE JANEIRO/ PETRÓPOLIS – CASA DO ENZO/TARDE
Enzo coloca Aline dentro do carro. Ele entra do carro. De longe, Edu e Lukas observam tudo.
EDU                           Pronto! Agora você já pode ir. – ele percebe a confusão. – Que confusão é aquela?
LUKAS                     Não sei, mas eu vou agora. – Quando Alice vai entrar no carro ele dá um grito. – MÃE! – ele grita, alto.
Alice olha para trás e vê Lukas.
ENZO                        ALICE, ANDA LOGO! – ele grita. Alice entra no carro e parte.
Lukas vê o carro indo embora e chora.
EDU                           Calma! – ele o abraça. – Você viu que estava tendo alguma confusão ali. Ela vai voltar e a gente fala com ela.
LUKAS                     Mais uma vez eu fui rejeitado! Qual motivo de tanto ódio?! – ele abaixa a cabeça.

CENA 2. RIO DE JANEIRO/ IPANEMA – RECANTO DOS IDOSOS/TARDE
TÁRSIO                    Isso, Jacyr, meu pai! – ele estranha. – Aconteceu alguma coisa com meu pai?
NILTON                   Eu sinto muito, mas seu pai morreu! – ele é direto.
TÁRSIO                    Como assim morreu? E VOCÊS NEM ME AVISARAM? CADÊ MEU PAI, FALA AONDE ESTÁ MEU PAI!
NILTON                   Eu sinto muito! A gente nem sabia que o senhor Jacyr tinha parente.
TÁRSIO                    E quando foi isso? – ele pergunta, segurando o choro.
NILTON                   Foi hoje! Hoje à tarde.
Cristina aparece no momento que Társio abaixa a cabeça. Vítor fica horrorizado.
CRISTINA               Nilton, aqui a ficha do paciente que morreu.
Társio reconhece a voz e ergue a cabeça.
TÁRSIO                    CRISTINA?! – ele fica horrorizado, e Cristina se apavora. – Claro, como não pensei nisso, foi você! – Cristina não entende nada. – ASSASSINAAAAAAAAAA! – ele corre e segura Cristina pelo pescoço, ela fica vermelha, tentando sair dos braços de Társio.

CENA 3. RIO DE JANEIRO/ CENTRO DO RIO – DELEGACIA/TARDE
Amaral e Diego chegam na delegacia. Heitor já havia saído ao saber do acontecido com a Aline. Hugo já está sentado na sala.
AMARAL                 Agora é só esperar esses dois soltar os podres. E pronto!
DIEGO                      Mas será que eles vão falar assim. Eles não vão nem desconfiar?
AMARAL                 Claro que não! – ele se senta. – Cadê Heitor, já foi?! Mas está tão cedo.
HUGO                       A esposa do Heitor passou mal, ele foi atrás dela no hospital.
AMARAL                 Entendi. – ele pega o controle e liga a televisão. – Agora é só esperar eles contarem tudo!

CENA 4. RIO DE JANEIRO/ PETRÓPOLIS – APT. DO GABRIEL/TARDE
Rafaela e Gabriel chegam em casa depois da praia.
RAFAELA               Ai, estou toda me ardendo! – ele senta no sofá. – Adorei hoje a praia, mesmo saindo de lá toda queimada.
GABRIEL                Fiquei foi com dor de cabeça! Será que ainda tem dipirona?
RAFAELA               Eu vi dentro da caixinha de remédio, procura lá.
GABRIEL                Espero que tenha. – ele se levanta.
Rafaela continua sentada no sofá.

 CENA 5. RIO DE JANEIRO/ IPANEMA – RECANTO DOS IDOSOS/TARDE
CRISTINA               SOCORRO! – ela tenta gritar mas não encontra forças, ela está vermelha, sem ar.
TÁRSIO                    ASSASSINA, EU VOU TE MATAR, ASSASSINA! – ele grita, Vítor consegue tirar ele e Cristina cai no chão, tossindo muito, sem ar. – FOI VOCÊ, CONFESSA.
NILTON                   Espera, ESPERA! Como você sai acusando ela de assassina assim?
TÁRSIO                    ESSA MULHER JÁ FOI PRESA, FOI DADA COMO MORTA, ASSASSINA, FOI ELA, EU TENHO CERTEZA!
CRISTINA               Eu não te dou esse direito, eu posso te denunciar.
TÁRSIO                    VOCÊ VAI PARA LÁ SIM, MAS VAI SER ALGEMADA, QUANDO A POLÍCIA CHEGAR!
NILTON                   Cristina, isso que ele está contando é verdade? Você foi presa, você é uma assassina?
CRISTINA               FUI SIM! – ela gargalha. – E TAMBÉM MATEI AQUELE VELHO IDIOTA, MAS EU NÃO SABIA QUE ERA TEU PAI! – ela grita. – Se eu soubesse, ah, se eu soubesse! TERIA FEITO PIOR, MUITO PIOR!
NILTON                   Eu vou te entregar para a polícia. VOCÊ ESTÁ DEMITIDA, SUA ASSASSINA! – Cristina corre e ele ainda tenta ir atrás. – VOLTA AQUI, ASSASSINA, ASSASSINA!
Cristina consegue entrar nas ruas e consegue despistar Nilton.
TÁRSIO                    EU VOU PROCESSAR ESSE RECANTO, ME AGUARDEM! VOCÊS MATARAM MEU PAI, MATARAM! SEUS ASSASSINOS!
Társio e Vítor saem. Társio está chorando, e Vítor furioso.

CENA 6. RIO DE JANEIRO/ PETRÓPOLIS – HOSPITAL SÃO PEDRO/TARDE
Dra. Michele chega com o resultado dos exames de Aline.
ALICE                      E então, Dra. como está minha filha? E o bebê dela?
DRA. MICHELE     Eu sinto muito, mas a Aline perdeu o bebê. E ela ainda contraiu uma infecção no útero. Ela vai passar por uma cirurgia para retirar o útero.
HEITOR                   Espera! Deixa ver bem se eu entendi, ela não vai poder mais ser mãe? – ele pergunta, triste.
DRA. MICHELE     Eu sinto muito, mas não! E ela corre sérios riscos de não suportar a cirurgia. Eu lamento mesmo pela Aline.
ENZO                        Mas quais são as chances dela sobreviver?
DRA. MICHELE     Se eu disser 15% é muita coisa. – eles se assustam. – Se a Aline sobreviver, é um milagre divino!
A Dra. sai e Heitor se senta, chorando.
HEITOR                   Eu não quero perder a minha esposa. E DE PENSAR QUE ISSO É CULPA MINHA, NÃO, ALINEEEEE! – ele chora, desesperado.
Enzo e Alice assistem o sofrimento de Heitor, e também choram.

 CENA 7. RIO DE JANEIRO/ CENTRO DO RIO – DELEGACIA/TARDE
AMARAL                 Essa conversa deles está indo para um lado estranho. Vamos ver onde isso vai chegar...
Paralelo a cena...
CENA 8. RIO DE JANEIRO/ PETRÓPOLIS – APARTAMENTO POWER/TARDE
Apartamento 604...
DAN                          Você sabe muito bem do que eu estou falando. Não vem querer se pagar de santa.
MEIRE                      Do mesmo jeito que EU MATEI A CELESTE, você também roubou a empresa. Crimes são crimes!
DAN                          Você está comparando um roubo com assassinato? Para né, para! Você é uma criminosa e ainda pega mais ano de pena do que eu.

CENA 9. RIO DE JANEIRO/ CENTRO DO RIO – DELEGACIA/TARDE
AMARAL                 DIEGO, foi ela! Ela confessou, a Meire que matou a mãe da Alice. Bem que a Alice contou que a Meire começou a ter ciúmes do Carlos!
DIEGO                      Eu nunca esperava que a Meire fosse a verdadeira assassina da Celeste. A Alice precisa saber disso. – ele vai até a porta. – HUGO! – ele grita e Hugo chega. – Liga para a Alice, ela precisa vir aqui agora, chame ela!
HUGO                       Mas a filha dela está no hospital, será que ela vai ter tempo?
DIEGO                      Tem isso. Diz a ela que assim que der, ela apareça na delegacia, é sério o caso!
HUGO                       Tudo bem.
Hugo sai e Diego fecha a porta.
AMARAL                 Agora tudo se encaixa. Meire assassina e Dan um ladrão! Dupla perfeita.

CENA 10. RIO DE JANEIRO/ PETRÓPOLIS – HOSPITAL SÃO PEDRO/TARDE
Quarto de Aline...
Aline está deitada na cama. Ela está no soro e com alguns aparelhos ligados para respirar melhor.
ALICE                      Aline! – ela bate na porta e entra. – Como você está se sentindo?
ALINE                      Péssima! – ela sussurra. – Mãe, diz para o Heitor que eu amo ele.
ALICE                      Aline, isso é uma despedida? – ela diz, com a voz embargada.
ALINE                      Mãe, eu sei que não vou sobreviver! – ela tosse, fazendo muita força. – É combati o bom combate, cumpri minha missão e agora guardo minha fé. – uma lágrima escorre o rosto dela. – Diz para o Heitor que eu amo muito ele, mãe! – ela aperta bem forte a mão de Alice, que chora.
ALICE                      Minha filha, calma! Você vai sair dessa. – ela diz, chorando, olhando para os aparelhos.
ALINE                      Acabou, mãe! Eu fui tão cruel comigo mesma. – ela tosse novamente, fechando os olhos. – Eu destruí a minha vida com essa de lutar pela empresa, e olha onde eu vim parar. Não me adianta nada as riquezas desse mundo, eu não vou levar nada daqui, mãe! – ela sussurra, abrindo os olhos lentamente.
ALICE                      ALINE, CALMA! – ela altera a voz, chorando, desesperada e abraça Aline. – Você vai sair dessa, minha filha. Você vai sair dessa!
ALINE                      Deixa eu olhar pela última vez no rosto do Heitor, mãe! Chama ele para mim, por favor. – ela vira o rosto, chorando.
ALICE                      Eu te amo minha filha! – ela dá um beijo no rosto de Aline e sai, chorando.
Alguns minutos depois... Heitor entra, cabisbaixo.
HEITOR                   Aline! – ele sorri, prendendo o choro. – Queria falar comigo?
ALINE                      Heitor! – ela chora ainda mais ao pronunciar o nome. – Me abraça! – eles se abraçam, chorando. – Heitor, eu te amo, eu te amo muito!
HEITOR                   Aline, calma você vai sair dessa! – ele diz, deixando as lágrimas escorrerem.
ALINE                      Heitor, não se engane! – ela tosse muito e Michele observa. – Eu te amo mais que tudo! – ela chora e tosse. – Chama o meu pai, deixa eu falar com ele. – ela sussurra.
HEITOR                   Eu te amo! – ele dá um beijo na testa de Aline e sai, chorando.
De longe, Dra. Michele está emocionada. Alguns minutos depois, Enzo entra.
ALINE                      Meu pai! – ela sorri. – Senta aqui do meu lado.
ENZO                        Minha filha! – ele diz, já emocionado. Ele se senta ao lado dela. – Já está chorando? – ele enxuga as lágrimas de Aline.
ALINE                      Pai, eu vou morrer, pai! – ela diz, chorando.
ENZO                        Não, você não vai morrer!
ALINE                      Pai! – ela sorri. – O meu tempo acabou, eu já fiz tudo o que eu tinha que fazer aqui. Acabou!
DRA. MICHELE     Eu sinto muito, Enzo, mas o tempo de visita já acabou. A Aline vai se preparar agora para a cirurgia.
ENZO                        Fica bem minha filha! – ela beija a testa da filha. – Eu te amo!

 CENA 11. RIO DE JANEIRO/ PETRÓPOLIS – CASA DO ENZO/TARDE
Na rua...
LUKAS                     Vamos ficar plantados aqui? – ele ergue a cabeça. – Já deu por hoje, vamos!
EDU                           É, pelo jeito o que aconteceu foi sério. A gente volta aqui outro dia.
LUKAS                     Mais uma vez fui rejeitado, é isso mesmo?
EDU                           Lukas, aconteceu alguma coisa séria. Ela não iria fazer isso, a gente volta aqui depois.
LUKAS                     É, pode ser... – eles saem.

CENA 12. RIO DE JANEIRO/ TAQUARA – CASA DA DITA/TARDE
DITA                         Como assim, MORTO?! – ela se levanta, apavorada.
TÁRSIO                    E A CRISTINA CONFESSOU TUDO, VACA!
VÍTOR                      A Cristina se tornou uma pessoa nojenta. Como ela teve coragem de fazer isso?
DITA                         Gente, coitado do Jacyr, era um homem tão bom. Meus pêsames, Társio. Mas e o que o Recanto disse, e o enterro?
TÁRSIO                    Eles deram um sumiço no corpo do meu pai. Mas isso não vai ficar assim, eu vou processar esse recanto, ah vou!

CENA 13. RIO DE JANEIRO/ PETRÓPOLIS – CASA DO ENZO/TARDE
Rebeca, Lorenzo, Davi e Carolina estão sentados na sala, aflitos.
LORENZO               O que será que está acontecendo, ninguém dá notícias!
REBECA                  Não faço ideia. Que tal se ligarmos para a mãe?
DAVI                         Para de arrumar ideia, deixa que daqui a pouco ela liga.
CAROLINA             Concordo, o melhor que temos a fazer é rezar pela Aline.
REBECA                  Cala a boca, nem da família você é!
DAVI                         Olha como você fala com ela. É da família sim, casada comigo!
Rebeca “vira os olhos” debochando deles.

CENA 14. RIO DE JANEIRO/ PETRÓPOLIS – HOSPITAL SÃO PEDRO/TARDE
Na recepção...
DRA. MICHELE     Antes da Aline ir para a sala de cirurgia, alguém deseja falar com ela?
HEITOR                   Eu! – ele olha para Alice e Enzo. – Deixa eu ir falar com ela, por favor.
DRA. MICHELE     Então vem comigo.

Quarto de Aline...


HEITOR                   Consegui um tempinho. – ele sorri.
Aline não responde, ela está com o pescoço virado. Heitor olha no aparelho e percebe os batimentos cardíacos zerado.
HEITOR                   ALINEEEEEEEEEEEEE! – ele grita, desesperado, chorando.
Foca em Heitor, desesperado, chorando. 

FIM DO 55° CAPÍTULO!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Gabriel Adams
Platinum
avatar

Idade : 22
Cidade : Rio das Ostras

MensagemAssunto: Re: CAPÍTULO 55|| SABER VIVER   26.12.14 19:03

É, acabou para a Aline! Segunda tem a cena do enterro, está bem triste.  Sad
Falando em triste, ela se despediu de um por um, coitada gente! E acho que vocês não desconfiavam da Meire/Meira, ela é a ASSASSINA! Só para constar que não foi um erro o nome, foi proposital e vocês saberão o motivo em breve. Társio quase matou a Cristina gente, que fugiu por mais uma vez! :O
Onde será que ela vai se refugir agora... Agora só segunda com os capítulos 56/57. Comentem o que acharam e até segunda, galera!!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Wagner Nascha
Gold
avatar

Idade : 21
Cidade : Formosa do Rio Preto

MensagemAssunto: Re: CAPÍTULO 55|| SABER VIVER   27.12.14 12:04

Aline morreu gente Sad coitada dela.
Mais um capítulo de arromba, Cristina confessou tudo, pelo menos agora já sabem que ela está viva. Társio devia ter matado ela logo.
Descobriram que Meire foi a responsável pela morte da mãe da Alice. Aguardo os próximos capítulos Smile Razz
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://webficção.forumeiros.com
Victor Morais
Gold
avatar

Idade : 21
Cidade : São Bernardo do Campo

MensagemAssunto: Re: CAPÍTULO 55|| SABER VIVER   27.12.14 13:06

Nossa, se ao menos o filho de Aline tivesse sobrevivido, mas que tragédia Sad Coitado do Heitor! A Cristina é uma nojenta mesmo, e ainda conseguiu escapar? Estou incrédulo!!! O Lukas tem que compreender o que aconteceu com Alice! Falando nela...Perdeu uma filha. Que tristeza.

....................................................................................
POR VICTOR MORAIS
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Rodrigomes
Gold
avatar

Idade : 19
Cidade : São Paulo

MensagemAssunto: Re: CAPÍTULO 55|| SABER VIVER   27.12.14 14:35

Lukas pensou que foi rejeitado mais uma vez... coitado.
Cretina acabou se ferrando. Se o Társio tivesse colocado só mais um pouquinho de força... talvez ela tivesse morrido.
Que emoção!! Não acredito que a Aline partiu desta para melhor Sad Tadinha.
Dan e Meire estão se entregando. Eles que não se cuidem não... logo mais estão sendo presos.
Eita ferro, Gabriel e Rafaela estão doentes? Quando um não está com dor de cabeça... a outra está com enjoo. Algo estranho tá acontecendo? Ou é só coisa da minha cabeça? hehe

....................................................................................
Rodrigomes
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
João de Oliveira
Gold
avatar

Idade : 16
Cidade : Maringá

MensagemAssunto: Re: CAPÍTULO 55|| SABER VIVER   04.01.15 16:03

ALINE MORREU Sad Só sei sentir. Mas como ela disse, desperdiçou boa parte da vida com a tal Dan Quadros. Espero que os outros, Rebeca, principalmente, tomem essa lição consigo. E em homenagem a morte dela, peço que Davi seja o próximo, nem que seja pelas mãos de Cristina, que fugiu! Seria o primeiro ato louvável dela.

....................................................................................
JOÃO de OLIVEIRA
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: CAPÍTULO 55|| SABER VIVER   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
CAPÍTULO 55|| SABER VIVER
Voltar ao Topo 
Página 1 de 1

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Séries de Web | Memória :: Web Novelas :: Saber Viver-
Ir para: