InícioWeb SériesWeb NovelasGruposBuscarMembrosFAQGaleriaRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 Realeza || Capítulo 35

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Rodrigomes
Gold
avatar

Idade : 18
Cidade : São Paulo

MensagemAssunto: Realeza || Capítulo 35   09.01.15 21:21

TRIGÉSIMO QUINTO CAPÍTULO





Cena 1- Mansão Corte Real- Dia.
Marisa se desespera. Pierre, Regina e Nelson tentam acalmá-la.
 
Marisa: E agora meu Deus? O que eu faço? – Ela se ajoelha e eleva as mãos para o alto. – Não quero ficar sem ti meu maninho. Não quero, não posso, e não vou. – Ela beija o rosto do irmão.
Nelson: Calma dona Marisa. – Ele a ampara. – Não temos nada a fazer. Só podemos esperar pela ambulância.
Marisa: Não. Vamos pegar o carro e levar ele. – Ela se levanta. – Anda Nelson. Pega o carro.
Regina: Não é recomendado que façamos isso, dona Marisa. As coisas podem se complicar. Pode ser que ele quebre alguma coisa. Vamos esperar a emergência... eles sabem o que fazer.
Marisa: Eu não posso esperar. Não posso ver meu irmão morrendo e não fazer nada. – Ela chora, e fica desesperada. – Alberto.
Pierre: Eu vou preparar água com açúcar para ela. – Ele vai para a cozinha.
 
Cena 2- Mansão Sales Couto de Sá- Dia.
Roberto não se deixa intimidar por Antonella e Simone.
 
Roberto: O que vocês pensam que estão fazendo? – Ele se levanta, dando um soco forte na mesa. -  Assim como você, Daniele também é minha filha. Não que eu goste dela, muito menos das atitudes peçonhentas da mesma. Mas, eu não posso expulsar ela de casa.
Antonella: Você prefere ela do que eu? – Ela fala chocada. – Não posso acreditar numa coisa dessas.
Roberto: Larga a mão de ser mimada Antonella. Eu não vou ceder a um capricho seu e da sua mãe. Parecem até que querem me dar mais problemas. Vocês sabiam que se ela quiser, a Daniele pode entrar na justiça para cobrar a pensão que eu não paguei durante todos esses anos?
Antonella: Eu também poderia ir embora daqui, e fazer o mesmo contigo. – Ela se levanta revoltada. – O problema é que você gosta mais dela do que de mim.
Roberto: Você não sabe o que está falando. Eu nunca amarei ela como amo você.
Simone: Chega. Vamos arrumar as nossas malas imediatamente, minha filha. – Ela fala com raiva. – Além de me trair, você ainda dá cobertura para a bastarda? Isso é demais para mim.
Roberto: Querem sair? Então saiam. Mas, eu só quero ver onde vocês irão morar. E como irão sobreviver sem o meu dinheiro. – Ele tripudia da cara delas.
Simone: Você está nos chantageando. Seu vigarista. – Ela parte para cima do marido, dando vários tapas nele.
Roberto: Contenha-se sua louca. – Ele a segura pelos braços. – Você sabe que estou certo, e disse somente a verdade.
Simone: É guerra que você quer, não é?
Antonella: Pois então é guerra que ele terá. – Ela completa. – Vamos mamãe.
Roberto: Então vocês querem guerrilhar? Veremos quem sairá vitorioso. – Ele solta a mulher, e sai cheio de fúria.
 
Cena 3- Aeroporto- Dia.
Maria Letícia começa a passar mal e Celso a socorre.
 
Maria Letícia: Não sei o que aconteceu. Já era para ter surtido efeito. – Ela sente uma pontada no coração. – Ai, que dor no peito.
Celso: Talvez você tenha errado na dose. – Ele analisa. – É a décima vez que você se queixa dessas pontadas no peito. Não acha isso estranho?
Maria Letícia: Não tem nada de estran...
Clotilde: Ouviram? – Ela se aproxima deles. – Acabaram de anunciar o meu voo. – Ela comenta contente.
Maria Letícia: Você não está sentindo nada? – Ela desconfia.
Clotilde: Não foi desta vez que você conseguiu me matar, priminha. – Ela a manda um beijo. – Nem foi preciso te entregar a polícia. Nós nos encontramos no inferno Maria Letícia. – Ela acena e vai embora, resplandecente.
Maria Letícia: Ela trocou as xícaras, Celso. Só pode ter sido isso o que aconteceu. – Ela conclui com os olhos arregalados. – Por isso que estou sentindo essas pontadas no... ai. – Maria Letícia cai no chão, e Celso a socorre.
Celso: Maria Letícia fala comigo. – Ele tenta reanimá-la.
 
Cena 4- Clube Realeza- Dia.
Daniele vai embora. Frederico encontra Leonardo e Cléber.
 
Daniele: Então está combinado? Jantaremos juntos amanhã? – Ela se levanta, depois de dar um beijo na boca dele. – Gostei de passar um pouco do meu tempo com você. E, aliás, você beija muito bem.
Frederico: É claro que está combinado. – Ele também se levanta. – E eu só não beijo melhor do que você. – Ele dá um selinho nela.
Daniele: Agora eu preciso ir. Até mais ver. – Ela vai embora. Frederico avista Leonardo e Cléber, não muito distantes.
Leonardo: Ele está vindo para cá. Eu vou me segurar para não dar na cara dele. – Ele fala cheio de raiva.
Cléber: Calma, amigo. Vamos ouvir o que o canalha tem para falar. – Frederico se aproxima deles.
Frederico: Vocês por aqui? – Ele se senta ao lado de Leonardo, que disfarça a raiva. – Não acha arriscado ficar perambulando por ai? Seu pai conseguiu pagar fiança, e tenho certeza que ele não deixará barato o que você fez com ele.
Leonardo: Não finja que se preocupa comigo. – Ele se levanta raivoso. – Por que você não vai procurar pela sua namoradinha? Ela deu um “perdido” em você? – Ele se vira. – Vamos Cléber.
Frederico: Ei espera. – Ele pega Leonardo pelo braço, e o aproxima de seu corpo. – Você entendeu tudo errado.
Leonardo: Eu vi você beijando ela Frederico. – Leonardo se afasta. – Não tente mentir para mim, pois eu vi tudo.
Frederico: Não faz assim comigo Léo. – Ele pega o rosto de Leonardo com as mãos, e aproxima do seu. – Olhe nos meus olhos. Eu não seria capaz de mentir para você. Porque eu te amo. – Ele sussurra.
Leonardo: Então por que você estava beijando aquela garota? – Ele se segura para não chorar. – Por quê?
Frederico: Se você quer saber o porquê, eu te contarei o porquê. Senta ai, vamos conversar.
 
Cena 5- Cobertura Queiroz Galvão- Dia.
Célia faz uma visita a Luciana. Riginaldo não gosta da presença da mulher.
 
Luciana: Já vai. – Ela atende a porta. – Célia? – Ela fala surpresa.
Célia: Olá querida. Faz tempo que não lhe faço uma visitinha, não é mesmo? Além do mais, você sumiu do clube. – Ela é falsa. – Não vai me convidar para entrar?
Luciana: Entra. – Célia entra e se senta no sofá. – Realmente, faz um bom tempo que você não me visita. Também, nos encontrávamos sempre no clube. – Ela se senta próxima a Célia. – Mas, eu me cansei. Estou tornando-me uma mulher mais caseira.
Célia: Percebi. – Ela olha para os braços de Luciana, que estão com algumas manchas roxas. – Não me diga que isso foi por causa do sol? É por isso que não está indo mais ao clube, e decidiu tornar-se uma mulher caseira?
Luciana: Imagina. – Ela fica sem graça. – Eu bati com os meus braços na porta do guarda roupa. – Ela mente.
Célia: Não minta para mim, Luciana. Aliás, somos ou não amigas? – Ela sorri. – Todos no clube estão comentando sobre as agressões que você vem sofrendo do seu marido. E, pelo que escutei... o seu filho é gay? – Ela vai direto ao ponto.
Riginaldo: Sim. Ele é um baitola. – Ele fala com uma voz aterrorizante. Fazendo Célia se levantar com o susto. – Repare só Luciana: Célia voltou a nos visitar, mas logo agora que estão circulando vários boatos com o nosso nome. – Ele faz uma pausa. – Já te disse como você me enoja? Além de velha, é fofoqueira. Não acha isso muito feio para a sua idade? – Ele se aproxima de Célia, que recua.
Célia: Eu acho que já vou indo, Luciana. – Ela treme de medo. – Depois conversamos melhor.
Riginaldo: Espera. – Ele se senta no sofá. – Sente aqui ao meu lado. Vamos conversar um pouquinho. Não foi para confirmar os boatos que você veio? Pois então, irei te contar tudo.
Célia: Você está fazendo uma má imagem de mim, Riginaldo. Eu não sou nenhuma fofoqueira como você pensa. – Ela se faz de vítima. – Adeus. – Ela vai embora.
 
Cena 6- Casa de Maria José- Dia.
Michele recebe uma ligação de Roberto. Maria José a aconselha.
 
Maria José: Quem era? Seja quem for te deixou muito feliz. – Ela pergunta depois de Michele ter desligado o celular.
Michele: Era o Roberto. – Ela diz sem graça. – Ele me convidou para jantar.
Maria José: Parece que estou vendo o passado diante de meus olhos. – Ela comenta desanimada. – A Denise ficava do mesmo jeito quando ele ligava. Era Deus no céu, e Roberto na Terra.
Michele: Ele também era cliente da sua irmã. E eles acabaram tendo muito mais que um programinha, assim como está acontecendo comigo agora. – Ela se senta ao lado de Maria José. – Já que você viu este filme anteriormente, você saberá me aconselhar. O que eu devo fazer José?
Maria José: Depois do que aconteceu com a minha irmã. – Um filme passa em sua cabeça. – Nem sabíamos que aquele traste era casado. E ela se envolveu com ele de uma forma tão avassaladora. Morreu sem saber que ele tinha uma esposa. Mas mesmo assim, a decepção foi inevitável: ele sumiu para não assumir a criança que ela aguardava. – Ela faz uma pausa. – Ele sumiu sem deixar rastro algum. Enfim, eu não aconselho você a continuar tendo um romance com aquele canalha.
Michele: O problema é que eu já me envolvi até demais José. – Ela fala decepcionada. – E isto é um grave problema, porque não conseguirei seguir o seu conselho. Mesmo tendo pedido para que você me desse um. – Ela vai para o quarto, chorando.
 
Cena 7- Hospital- Dia.
Celso descobre que Maria Luiza também está internada no local. O médico diz para ele que conseguiu salvar a vida de Maria Letícia.
 
Melissa: Isso. O nome completo da paciente é Maria Luiza Lemes Corte Real. – Ela fala para a atendente, que libera a visita dela.
Celso: Então quer dizer que é aqui que Maria Luiza está internada? – Ele se pergunta. E olha Melissa indo visitar a prima. – Ainda bem que ela não me viu.
Médico: O senhor é o acompanhante de Maria Letícia Lemes Corte Real? – Ele diz com uma prancheta em mãos.
Celso: Sim, sou eu. – Ele está visivelmente preocupado. – O que aconteceu com ela doutor? Foi algo grave?
Médico: Felizmente, conseguimos reverter o quadro da paciente. Ela estava à beira da morte, pois ingeriu um medicamento altamente perigoso e prejudicial à saúde. A sorte dela é que não foi ingerida a quantidade suficiente para acabar com a vida dela de imediato.
Celso: Eu já posso visitá-la, doutor? – Ele pergunta aflito. – Já tem previsão de alta?
Médico: É capaz de que amanhã mesmo ela já volte para casa. Quanto à visita, espere só mais um pouquinho. Até que ela se recupere um pouco mais do susto.
 
Cena 8- Mansão Corte Real- Dia.
Pierre, Regina e Nelson conversam sobre o acontecido.
 
Nelson: Eu não estou acreditando até agora no que eu vi. – Ele parece estar incrédulo. – Ver o seu Alberto caído ali... foi a pior sensação que tive em toda a minha vida. Um homem tão bom.
Regina: Nem consigo crer que ele se foi. – Uma lágrima cai de seu olho. – Mas, eu sabia que isso não tardava a acontecer. Ele estava muito abatido ultimamente. Depois do enterro do Marcelo, parece que o homem ficou mais depressivo ainda.
Pierre: E para completar, Maria Luiza está internada. – Ele se recorda de algo. – Mas, já era para ela ter saído. Não eram apenas sete dias?
Regina: Sim, mas parece que o doutor aumentou a quantidade de dias. – Ela fala ainda abatida. – Não quero nem ver o sofrimento dessa menina ao saber que o pai se foi.
Pierre: Ela terá que ser muito forte. – Ele faz uma pausa. – Se a “Madame” estivesse por aqui, também estaria se desfazendo em prantos.
Nelson: Larga a mão de ser bobo, Pierre. Você ainda não entendeu que Maria Letícia nunca gostou do seu Alberto?
Pierre: Vocês acreditam em qualquer coisa que dizem para vocês. Aquela tal mulher deve ter inventado toda essa história.
Regina: A Maria José mora lá na rua onde eu moro. E te garanto que ela nunca inventaria uma história dessas. Além do mais, a Maria Letícia confirmou tudo o que ela disse. E outra, ela é tão boazinha que nem apareceu no enterro do próprio filho.
Pierre: Talvez porque ele não tenha merecido a ilustre presença dela no enterro dele. – Ele se retira revoltado.
 
Cena 9- Hospital –Tarde.
Melissa fala para Maria Luiza que Alberto morreu. Ela tem um surto.
 
Melissa: Malu. Que bom te encontrar acordada. – Ela parece abatida, e Maria Luiza percebe. – Preciso muito falar com você.
Maria Luiza: O que aconteceu? A sua cara não me parece nada boa. – Ela se senta. – Anda Melissa, fala. – Ela começa a ficar preocupada.
Melissa: É que eu não sei por onde começar. – Os olhos delas enchem de lágrimas. – O tio Alberto... ele andava muito abatido... primeiro descobriu quem realmente era a mulher dele... você ficou doente... depois o enterro do Marcelo...
Maria Luiza: Então o Marcelo morreu mesmo? Por que ninguém me contou isso antes?
Melissa: Foi o seu pai que preferiu não te atormentar com este assunto. – Ela faz uma pausa. – Prima, você terá que ser forte... eu vim te falar que... o seu pai morreu.
Maria Luiza: Não. – Ela parece não acreditar. – Você só pode estar brincando com a minha cara. E com coisa séria não se brinca Melissa. – Ela começa a chorar. – Diz para mim que você está só brincando. Por favor. – Melissa não responde, apenas chora. – Melissa. Não, não. – Ela grita. Maria Luiza se levanta da cama, arrancando todos os tubos que estavam nela. – Eu quero ver ele. Cadê o meu pai? – Melissa a segura, mesmo não tendo muita força. – Pai. – Ela grita e chora ao mesmo tempo.
 
Cena 10- Mansão Sales Couto de Sá- Tarde.
Simone fica surpresa com o que Célia lhe diz sobre Luciana.
 
Célia: O Riginaldo só faltou fazer comigo, o que ele faz com a mulher dele. – Ela fala apavorada. – Eu senti o vento da morte passar por de baixo do meu nariz.
Simone: Isso é para a senhora parar de ser intrometida. Mas, sobre o que disse da Luciana... ela está mesmo apanhando do marido?
Célia: E a coisa parece estar feia ali. – Ela bebe um pouco de água. – Aquele homem é bruto demais. Eu vi umas marcas nos braços dela. Sem contar que os olhos continuam roxos. – Ela faz uma pausa. – O que foi que Antonella conseguiu de Roberto?
Simone: Gente. Estou pasma. – Ela comenta surpresa. – O Roberto declarou guerra contra nós duas.
Célia: No caso, nós três. Pois estarei do lado de vocês até o fim. – Daniele desce a escada. – Por falar nisso, onde anda aquele traste?
Daniele: Que bom saber que vocês estão unidas contra o meu papai. – Ela fala com ironia. – Ele vai adorar saber disso.
Simone: Ele já sabe. Foi ele quem declarou guerra contra nós, e não o contrário. – Daniele se joga no sofá e liga a TV. Está passando um noticiário com a morte de Alberto, elas ficam surpresas.
 
Cena 11- Mansão Garcia Albuquerque- Tarde.
Marillu chora ao ver no noticiário que Alberto morreu. Frederico consola a mãe.
 
Marillu: Eu não posso acreditar. – Ela aumenta o volume da TV. – Frederico, diz que estou tendo um pesadelo. – Ela fala sem chão.
Frederico: Infelizmente não mamãe. – Ele não desgruda os olhos da TV. – Pelo que estão falando... o Alberto está morto.
Marillu: Olha. É a Marisa. – Ela começa a chorar. – Então é mesmo verdade.
Frederico: Vem aqui mãe. Não fique assim. – Ele encosta a cabeça dela em seu peitoral.
 
Cena 12- Casa de Maria José- Tarde.
Maria José também vê o noticiário junto com Gaby. Elas falam sobre Alberto.
 
Maria José: Olhe Gaby. – Ela aponta para a TV. – Aquele ali era o homem que Maria Antônia era casada.
Gaby: Nossa. Coitado, ele morreu. – Ela adota uma expressão de susto. – Será que foi ela quem matou ele? Pelo que você me disse, essa mulher não é flor que se cheire.
Maria José: Não foi ela não. Está escrito ali que ele se matou. – Ela continua assistindo. – Pelas duas palavras que troquei com ele, senti que era um homem de bom coração.
Gaby: É tão triste ver pessoas de bem indo embora. Enquanto que quem não presta fica por aqui atormentando a vida dos outros.
Maria José: Concordo totalmente com você.
 
Cena 13- Hospital- Tarde.
Marisa e Melissa dão de cara com Celso.
 
Marisa: Acabei de dar uma entrevista para a imprensa, que está em peso lá fora. – Ela se aproxima de Melissa. – Como foi a sua conversa com a Malu? Ela está bem?
Melissa: Tiveram que dar sedativos para ela. A coitada ficou tão transtornada com a notícia. – Ela faz cara de pena. – Já liberaram o corpo para o enterro?
Marisa: O Alberto, quando jovem, me fez jurar que se ele partisse antes de mim... eu deveria cremar o corpo dele.
Melissa: E a senhora vai fazer isso mesmo? – Ela se assusta.
Marisa: Para fazer essas coisas, é preciso que a pessoa antes de morrer, faça um registro no cartório... alegando que quer ser cremado, ao invés de enterrado.
Melissa: Então não tem como a senhora ir contra a vontade dele.  E o velório? Quando vai ser?
Marisa: Você sabe que depois da morte do Rodolfo, eu fiquei muito traumatizada com isso tudo. – Os olhos dela enchem de lágrimas. – E velar o corpo dele... foi tão destruidor. Consumiu-me aos poucos. E por isso eu decidi que não farei velório para o Alberto.
Melissa: Talvez seja melhor assim. Pelo menos nos poupa de tanta dor. – Celso, que acabara de visitar Maria Letícia, esbarra nela.
Celso: Desculpe-me senho... – Ele percebe que é Melissa. – Ah! É você.
Marisa: O que vocês tá fazendo aqui? – Ela pergunta assustada. – Vai me dizer que veio tirar sarro de nossa cara pela morte do meu irmão?
Celso: O Alberto morreu? Eu nem sabia disso. – Ele se vira. – Aliás, eu tenho mais o que fazer do que ficar cuidando da vida de vocês. Poupe-me, né? – Ele sai, antes que Marisa e Melissa comecem a discutir com ele.
 
Cena 14- Clube Realeza- Tarde.
Jonathan e Rafael ficam tristes ao saberem da morte de Alberto.
 
Jonathan: E lá se foi o chefão. – Ele diz desligando a TV. – Ele era um homem tão bom. Não merecia isso.
Rafael: Tem razão. Ele foi a pessoa que mais nos ajudou. – Ele se emociona. – Mas, Deus sabe o que faz. Vamos voltar ao trabalho, tem muitas mesas a serem servidas.
Jonathan: Maria Luiza deve estar completamente desolada. – Ele comenta triste. – Queria tanto estar ao lado dela nesse momento difícil.
Rafael: Depois do que você fez. É bem capaz que ela não queira te ver nem pintado de ouro. Aliás, você não foi visitar ela um dia desses?
Jonathan: Sim. Mas, a prima dela não deixou que eu entrasse. O jeito vai ser esperar ela ter alta para... tentar consertar o que fiz.
Rafael: Depois que descobriu que ela não está grávida, você quer voltar? – Ele dá um sorriso. – Se eu fosse ela, não te perdoaria tão fácil. – Ele é sincero.
 
Cena 15- Apartamento de Leonardo- Tarde.
Leonardo e Cléber conversam sobre Frederico.
 
Cléber: Fiquei espantado com a história do seu boy. Dar golpe, eu nunca pensei que ele fosse disso.
Leonardo: Uma coisa é certa, ele só está fazendo isso porque a mãe dele o pressiona com esse papo de dinheiro. – Ele é compreensivo. – E pensar que ele queria dar um golpe na Malu, minha ex “noiva”.
Cléber: E nós pensando que ele estava te traindo. – Ele dá uma gargalhada. – Hoje ele mostrou que gosta muito de ti. Se eu fosse você dava valor, mas sempre com um pé na frente e outro atrás. Pois ele tentou enganar uma, não conseguiu, e agora está em outra.
Leonardo: É porque ele é bissexual, e poderia sim estar me traindo com aquela moça. Por que eu devo ficar com um pé na frente e outro atrás?
Cléber: Por que ele enganou duas meninas. Uma até se livrou das garras dele, mas a outra... está caindo no papo fiado do Fred. E assim como ele enganou ambas, ele pode enganar você. – Ele faz uma pausa. – Se é que já não está fazendo isso.
Leonardo: Acho que ele não seria capaz. – Ele tenta confiar em Frederico. – Porém, ele sabe fingir que está apaixonado muito bem.
 
Cena 16- Mansão Sales Couto de Sá- Noite.
Roberto revela que trouxe sua amante para jantar com a família.
 
Roberto: Boa noite, família. – Ele chega todo contente. Todas estão sentadas a mesa, jantando. – Nem me esperaram para o jantar. – Ninguém fala nada.
Daniele: Acho que sou a única que ainda falo com você por aqui. – Ela é falsa. – Não vai me dar nem um beijinho por isso? – Irônica.
Roberto: Enfim, eu trouxe uma companhia para jantar conosco. – Ele se vira. - Venha até aqui. – Michele entra e fica ao lado dele. Daniele se engasga ao vê-la. – Esta daqui é a minha amante, o nome dela é Michele.
Simone: Mas que palhaçada é essa? – Ela se levanta da cadeira, furiosa.
Roberto: Não foi você quem disse que queria saber quem era a minha amante? A atual? – Ele beija Michele na boca. – Este é só o começo de nossa grande e bela guerra.
Célia: O que você está querendo insinuar com isso?
Roberto: Eu não sou homem de insinuações. – Ele faz menção ao que ela já havia lhe dito há alguns capítulos. – Se Michele estiver de acordo, eu pretendo trazê-la para morar conosco. O que acham? – Há uma surpresa geral.
 
CONTINUA...




....................................................................................
Rodrigomes
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Wagner Nascha
Gold
avatar

Idade : 20
Cidade : Formosa do Rio Preto

MensagemAssunto: Re: Realeza || Capítulo 35   11.01.15 12:21

Letícia tomou do próprio veneno, que pena que não morreu hahahaha!!!! Cleotilde conseguiu ir embora sorte dela.
Todos estão em estado de chok com a morte do Alberto, coitada da Maria Luiza, agora está sozinha Sad
Célia ficou apavorada, também, vai se meter com o Reginaldo viu no que deu.
Leonardo e Fred, gente esses dois dão um bafafá soooo hehe.
Agora veremos como sucederá a Realeza king Very Happy Razz
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://webficção.forumeiros.com
Rodrigomes
Gold
avatar

Idade : 18
Cidade : São Paulo

MensagemAssunto: Re: Realeza || Capítulo 35   14.01.15 9:47

Wagner Nascha escreveu:
Letícia tomou do próprio veneno, que pena que não morreu hahahaha!!!! Cleotilde conseguiu ir embora sorte dela.
Todos estão em estado de chok com a morte do Alberto, coitada da Maria Luiza, agora está sozinha Sad
Célia ficou apavorada, também, vai se meter com o Reginaldo viu no que deu.
Leonardo e Fred, gente esses dois dão um bafafá soooo hehe.
Agora veremos como sucederá a Realeza king Very Happy Razz

Maria Letícia tomou do próprio veneno kk Clotilde foi bem esperta, agora está livre da prima. Malu realmente está sozinha, mas não por muito tempo. Isso foi para a Célia deixar de ser curiosa, que mulherzinha mais petulante. Se bem que o Riginaldo não é lá essa flor que se cheire kk Pois é, Léo e Fred já ganharam o troféu dos mais polêmicos da web haha E que seja reerguida esta Realeza!! Obrigado por comentar, Wagner Very Happy

....................................................................................
Rodrigomes
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Victor Morais
Gold
avatar

Idade : 20
Cidade : São Bernardo do Campo

MensagemAssunto: Re: Realeza || Capítulo 35   16.01.15 12:28

Coitado do Alberto, era um bom homem mas se foi...Quem será o próximo? Daniele me irrita cada vez mais e parece que ficará no meio de uma guerra entre Roberto e Simone, Célia e Antonella. E pelo visto a guerra vai tomar grandes proporções. Já o Riginaldo, não duvido que persiga o filho a partir de agora. Se eu fosse o Léo não confiaria tanto no Frederico assim. Marillu viu o homem que amava indo-se sem ela realizar seu sonho. Coitada, até deu pena dela Sad 

....................................................................................
POR VICTOR MORAIS
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Rodrigomes
Gold
avatar

Idade : 18
Cidade : São Paulo

MensagemAssunto: Re: Realeza || Capítulo 35   16.01.15 12:41

Victor Morais escreveu:
Coitado do Alberto, era um bom homem mas se foi...Quem será o próximo? Daniele me irrita cada vez mais e parece que ficará no meio de uma guerra entre Roberto e Simone, Célia e Antonella. E pelo visto a guerra vai tomar grandes proporções. Já o Riginaldo, não duvido que persiga o filho a partir de agora. Se eu fosse o Léo não confiaria tanto no Frederico assim. Marillu viu o homem que amava indo-se sem ela realizar seu sonho. Coitada, até deu pena dela Sad 

O Alberto era mesmo um bom homem, mas foi preciso se livrar dele para que a história andasse Sad Acho que o próximo não virá tão cedo, hein! Sim, parece que a Dani ficará no meio dessa guerra, mas não sem fazer nada kk  Digamos que proporções cabíveis. O Riginaldo não presta!! Só tenha essa certeza em mente. Será que ele não está sendo sincero? Tadinha, também morri de dó. Obrigado por comentar, Victor Very Happy

....................................................................................
Rodrigomes
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Realeza || Capítulo 35   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Realeza || Capítulo 35
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Séries de Web | Memória :: Web Novelas :: Realeza-
Ir para: