InícioWeb SériesWeb NovelasGruposBuscarMembrosFAQGaleriaRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 Entrevista com Pedro Paulo Gondim.

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
João de Oliveira
Gold
avatar

Idade : 15
Cidade : Maringá

MensagemAssunto: Entrevista com Pedro Paulo Gondim.   31.01.15 14:46

Confira a entrevista realizada com Pedro Paulo Gondim, indicado na categoria de Melhor Autor, atualmente com a série "Corujas Sem Asas", que promete novas temporadas: 


1. "Corujas Sem Asas" antes de postada no Portal, passou por um outro fórum. Você acha que com a obra inteira escrita, a segurança é maior?

- Não. O autor, ou até mesmo o leitor, podem fazer uma análise do que está sendo feito e, desta maneira, compreender melhor sobre o tema que está sendo proposto. Essa “segurança”, não é tão boa, nem mesmo para autores principiantes, em minha opinião. 

2. Falando agora da série, trata de um tema bastante discutido atualmente: a ecologia. Acha que um tema inovador, atrai novos leitores? 

- Sim! Na minha web, o tema é abordado de uma forma “escondida”, entre as falas dos 
personagens. Gosto de fazer essa “pausa”, principalmente em cenas de suspense, onde o público presta mais atenção, e foca-se, talvez, no que é proposto na cena.

3. Ainda sobre a ecologia, como você se posiciona diante do tema? 

- Acho um tema adorável, com essas palavras. Um tema de tão grande proporção, em minha opinião, tem bastante ao que ser escrito, explorado... E é novidade! A ecologia é o que “nos sustenta” de alguma forma. Um bom exemplo, em que me preocupo, é da falta de água pelo Brasil. Colhemos o que plantamos. Prejudicamos o meio em que vivemos, e agora, acho que já devemos nos conscientizar mais do que tudo.

4. Outro tema explorado é a homossexualidade, por meio dos personagens Bernardo e Gustavo. Pra você, qual a importância em tratar temas "polêmicos" assim por dizer? 

- Essa importância, tem de, talvez, atrair o público. Nossa “sociedade antiga” (e isso me refiro aos anos 60, 70, 80...), nunca pensaria nesse tipo de proporção de nossa população. Inovar sempre é bom, e até eu gosto, só que não devemos avançar demais para, depois de uma falha, destruirmos o planeta. A homossexualidade é um tema ótimo a ser tratado, pois representa o ponto de vista de cada um, seja do autor, do público, para essa “classe” (desculpem-me o termo) de nossa sociedade. Tenho vários amigos gays. Nunca tive preconceito, justamente porque me adequei ao novo “giro” da sociedade no século XXI. 

5. Também pude ver que "Corujas Sem Asas" foi postada anteriormente em um outro fórum, com segunda temporada inclusive. Ao seu ver, com a obra já pronta, fica mais confiante? Isso ajuda ou atrapalha? Considerando que o autor pode lê-la em outro lugar...

- Na realidade, minha web será finalizada esta semana, mas a 1ª temporada. Aqui para o Séries de Web, reescrevi a web... TOTALMENTE! Aliás, o outro fórum se deu por “encerrado”, e minha web, naquele site, não tinha nada a ver com o tema. Nem o rumo da história, alguns personagens, muitíssimas cenas e alguns outros temas abordados durante a web, eram os mesmos. Como o outro fórum se deu por encerrado, e lá, os capítulos eram só de uma única página no Word, escrito na letra “16”, a primeira temporada teve que se estender a uma segunda." Corujas Sem Asas” foi totalmente modificada, com acréscimo de, no mínimo, 20 personagens. Foi somente uma experiência, pois como minha primeira web, nunca tive essa “ansiedade” de escrever um episódio como hoje.

6. E quanto a segunda temporada? Você pretende investir nela no Portal Séries de Web? E terão outras? 

- Vixe! Até me canso! Dependendo da minha imaginação, que é mais fértil que um asfalto (brincadeira), a web terá no mínimo, quatro temporadas, contando com essa que já está sendo postada aqui no 
portal. E sim, as outras serão futuramente portadas aqui no Séries de Web. Essa outra temporada, não continuará mais retratando a ecologia, infelizmente, mas será uma temporada tão grande, tão cheia de suspense e drama... Ah! (que susto).

7. Reviravoltas acontecem durante a trama, como a descoberta de um assassino e em seguida a morte dele. Acredita que esses segredos e suas posteriores descobertas ajudam na construção de um bom potencial a trama? 

- Com certeza! Minha trama tenta ser direta, mas não a ponto de causar tamanho impacto! Sempre que um mistério novo entrar no ar, já saibam que ele será resolvido, mas nem eu saberei se as “posteriores descobertas”, serão benignas ou malignas.  

8. Falando em potencial, o que acha necessário para que ela se torne memorável? O que faz de uma história inesquecível?

- Aos meus olhos, uma trama memorável, ou “inesquecível”, é o que se sente “na alma”, enquanto você está lendo, ou assistindo (pela TV). “Corujas Sem Asas” não tem muito bem aquele forte drama das tramas memoráveis, mas quero pelo menos “deixar minha marca”, aqui no portal. Gosto realmente, é de tramas com mais drama, mas eu não tenho esse “melodrama” no sangue (risos). 

9. Muitos autores optam por algo "mais leve" para estrear. Você se enquadra no grupo? "Corujas Sem Asas" foi sua estreia?

- Acredito que sim. Eu me enquadro nesse grupo de “optar algo mais leve”, para que o verdadeiro desenvolver da trama, só chegue perto do final. Com um começo “pequeno”, as pessoas talvez se interessem, a saber, que o que tem mais a frente, e se espantam com o que um pequeno mistério no começo, leva à uma “bomba” no meio da web.

10. Qual o seu levantamento sobre "Corujas Sem Asas"? O que teve de bom, de ruim, e o que pode ser extraído da trama?

- Para mim, o “bom” é o mistério. Explorei bastante essa área, integrando quase...  Na verdade, todos os personagens. O drama e a ecologia seriam o que houve de “ruim”. Não quis me aprofundar em demasia nos assuntos, mas senti muita falta deles no decorrer da web. Pra mim, as melhores tramas envolvem choro. Você sente que o seu corpo chora junto com o personagem. E quando aquele drama, que eu coloco de vez em quando, não é explorado, tenho que, imediatamente, partir para o suspense.

11. Por fim, como é ter sido indicado como Melhor Autor? Pra você, qual o melhor disso?

-Para mim, é uma grande honra!  Saber que o meu “esforço” foi compreendido é uma 
verdadeira glória! O melhor disso, é que você acaba aprendendo que o “seu mundo”, a “sua imaginação”, merece um verdadeiro prêmio. Quando vi a indicação pela primeira vez, contei pra todos da minha casa. Saber que um “amador” foi considerado como, pelo menos, um “médio profissional”, é um avanço que seu espírito quase salta do corpo de felicidade.


Muito obrigado, João, por conceder-me essa entrevista, e mostrar um lado mais “real” daqueles fatos nada realísticos de “Corujas Sem Asas” (risos).

....................................................................................
JOÃO de OLIVEIRA
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
 
Entrevista com Pedro Paulo Gondim.
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Séries de Web | Memória :: Novidades :: Melhores do Ano-
Ir para: