InícioWeb SériesWeb NovelasGruposBuscarMembrosFAQGaleriaRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 Maria Madalena || Capítulo 2

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Vinícios
Administrador
Administrador
avatar

Idade : 28
Cidade : Americana

MensagemAssunto: Maria Madalena || Capítulo 2   22.05.13 22:11



São Paulo – SP.
Construtora Barreto Gouveia. Escritório de João Barreto. De Manhã.

DR. FERAZZO: Mais você não esta pensando em deixar essa criança na mão né?
JOÃO BARRETO: Clara que não, você me conhece muito bem pra saber que eu não faria isso. O que eu não entendo é porque ela não me procurou depois que descobriu que estava gravida.
DR. FERAZZO: E como você queria que ela te achasse se nem seu nome verdadeiro você disse para ela.
JOÃO BARRETO: Eu sei, mas ela sabe que eu moro em São Paulo.
DR. FERAZZO: E você acha que mesmo que ela viesse te procurar, ela conseguiria te achar em uma cidade grande como São Paulo.
JOÃO BARRETO: Bom, agora já foi. Não tenho como voltar atrás. O que posso fazer é dar um bom futuro para essa criança. E você vai me ajudar.
DR. FERAZZO: Claro, depois você me falar o que você deseja fazer. – ele dar um sorriso malicioso – Quero só ver a cara da Bárbara quando souber disso, ela vai te matar.
JOÃO BARRETO: E eu não sei disso!
Dr. Ferazzo rir
DR. FERAZZO: Preciso ir, tenho um almoço com um cliente daqui a pouco. Se precisar de alguma coisa me avisa.
Ao chegar à porta.
DR. FERAZZO: Só mais uma coisa, agora eu entendo o porquê que isso aconteceu.
JOÃO BARRTO: Ela é incrível não é.
DR. FERAZZO: E encantadora. – Ele sai da sala e fecha a porta.

João Barreto põe as pernas em cima da mesa e se inclina para trás na sua cadeira, buscando sua mente as lembranças que tem de Maria Madalena.

...

Agência de turismo. Sala de Lucas. Começo da tarde.

Lucas está sentado na cadeira atrás de sua mesa conversando com Beto, seu amigo e gerente de sua agência de turismo, que está sentado um uma das cadeiras a frete da mesa de Lucas sobre o casamento de Lucas cujo dia se aproxima.

BETO: Você tem certeza que quer se casar?
LUCAS: Acho que já estar mais que do na hora, não é.
BETO: Acha que já esta na hora, nossa quanta animação.
LUCAS: Não. Claro que estou animado, afinal já faz 10 anos que estamos juntos, não posso mais continuar enrolando a Ester.
BETO: Isso não é motivo, você tem certeza que a ama. Nunca vi você realmente entusiasmando com esse namoro.
LUCAS: Olha quem fala! Eu nunca ouvi você falar que esteve apaixonado por alguém.
BETO: Isso porque nunca encontrei uma pessoa que realmente mexesse comigo. – Risos – Mais ao contrario de você eu soube aproveitar bem a vida, e ainda aproveito.
LUCAS: Contra isso eu posso argumentar que você ainda não sabe como é ter alguém que está ali por você, ter alguém com quem contar, alguém com quem dividi sua vida, seus erros e acertos, seus sonhos e medos...
BETO: E você realmente sabe o que é se apaixonar – disse, interrompendo Lucas - Como eu já disse, não consigo vê-lo assim tão apaixonado. E se for por ter alguém com quem contar eu tenho você, ou não, ou você não vai me estender à mão quando eu precisar de você?
LUCAS: Claro que não – risos.
BETO: Não!
LUCAS: Não seja besta. Você é meu melhor amigo, claro que vou estar sempre aqui quando você precisar. Mais não é a mesma coisa.
BETO: Eu sei! ... Mais então – mudando de assunto - Marquei com uns amigos de na baladinha hoje a noite, tá afim de ir?
LUCAS: Não sei se vai dar, tenho um jantar na casa dos meus pais hoje. E eu não posso deixar de ir. Mas vou ver com a Ester, dependo talvez eu der uma passadinha lá depois.

Beto se levanta, com intenção de ir até a porta da sala.

BETO: Sozinho – disse, já se encaminhado para porta.
LUCAS: Com a Ester é claro.
BETO: Falando nela – disse, ao ver Ester entrando pela porta.

Ester entra na sala e passa direto por Beto indo ao encontro de Lucas, que agora já se encontra de pé.

ESTER: Oi meu amor – abraçando Lucas.
LUCAS: Oi Ester... Aconteceu alguma coisa?
ESTER: E precisa aconteceu alguma coisa para que eu possa ver meu noivo.
LUCAS: Claro que não
BETO: Oi Ester.
ESTER: Oi Beto, desculpa. Foi mau não ter te cumprimentado. Tudo bem com você?
BETO: Muito bem e você?
ESTER: Bem também.
LUCAS: Então Ester, você precisa de alguma coisa?
ESTER: Nossa amor! O que deu em você hoje?
LUCAS: Desculpa, é que estou cheio de trabalho hoje.
ESTER: É, estou vendo... Mais e o nosso almoço?
LUCAS: Que almoço?
ESTER: O que agente combinou pra hoje, você esqueceu. A Lia e o namorado dela já devem esta esperando.
LUCAS: Nossa verdade, tinha me esquecido.
ESTER: Mais então, vamos.
LUCAS: Então Ester. Acho que não vai dar! Como falei estou muito ocupado hoje. Pede desculpa pra Lia por mim.
ESTER: Mais amor.
BETO: Vai lá Lucas, eu seguro as pontas pra você enquanto você almoça.
LUCAS: Mais...
BETO: Mais nada.
ESTER: E mais nada... Ele já falou que te cobre, vamos...

Ester sai puxando Lucas pela sala, que manda um olhar de desaprovação para Beto, que fica rindo da situação.

...

Ilha Comprida – SP.

No restante/bar beira de praia, o RICO’S. Começo da tarde.

Rodrigo entra no RICO’S, se aproxima de Madalena que esta próxima a uma mesa atendendo a um casal de clientes. Pega ela pela cintura e levanta ela uns 10 centímetros do chão e a roda.

RODRIGO: Oi Madá. Você viu meu irmão? – pondo Madalena no chão.
MADALENA: Sai agora pouco, disse que ia passar no banco.
RODRIGO: Hum, tendi! – coça a cabeça – E o pequeno Léo, com vai? Já faz uns dois dias que não o vejo.

Madalena termina de atender os clientes da mesa e se aproxima de Rodrigo que se encaminhou para trás do balcão.

MADALENA: Claro, você não para mais aqui. Deve esta atrás de um rabo de sai novo não é?
RODRIGO: Por quê? Você se incomoda se eu estiver?
MADALENA: Claro que não, e você sabe muito bem disso.
RODRIGO: Você também sabe que só preciso dizer uma palavra que eu largo essa vida pra ficar com você.
MADALENA: Rodrigo agente já conversou sobre isso.
RODRIGO: Eu sei Madá, mais não quer dizer que por isso deixei de gostar de você – fala olhando para umas garotas que estão sentadas em uma mesa no canto do restaurante.
MADALENA: É estou vendo isso mesmo!
RODRIGO: Ué! Não é porque estou esperando por você que tenho que parar de viver.

Madalena rir.

MADALENA: Você não toma jeito. – Madalena entra na cozinha para pegar o pedido que o casal fez há pouco.

...

São Paulo – SP.

Construtora Barreto Gouveia. Escritório João Barreto. De tarde.

No escritório de João Barreto, Bárbara está sentada em uma cadeira de frete para mesa de João Barreto, que está sentado atrás da mesa. João Barreto tenta entender o que a sua esposa, Bárbara, realmente está pretendendo o jantar que oferecerá logo mais a noite em sua casa.

JOÃO BARRETO: Eu não entendo o porquê de você dar esse jantar para o Lucas e a noiva dele. Eu sei que você não está gostando nada dessa ideia.
BÁRBARA: E não estou mesmo. Mais se ele decidiu se casar, o mínimo que posso fazer é oferecer esse jantar para os amigos em para anunciar esse casamento.
JOÃO BARRETO: Espero que nosso filho consiga ser feliz com esse casamento.
BÁRBARA: Pois eu espero que ele perceba o erro que cometeu e se separe dela o quanto antes. Isso se esse casamento realmente vier a acontecer.
JOÃO BARRETO: Como assim, se vier a acontecer.
BÁRBARA: Até o dia do casamento muito coisa pode acontecer.
JOÃO BARRETO: Você não está pensando em fazer nada para atrapalhar esse casamento. Eu proíbo você de fazer qualquer coisa para impedir que nosso filho se case.
BÁRBARA: Primeiro você não me proíbe de nada, e segundo é claro que eu não faria nada para atrapalhar a felicidade do meu filho.
JOÃO BARRETO: Eu espero Realmente que não! ... Eu espero que agora que ele decidiu se casar, eu consiga ver um maior interesse dele pela Ester.
BÁRBARA: Como assim interesse?
JOÃO BARRETO: Amor Bárbara! Eu nunca percebi um grade amor entre eles! Acho que na verdade esse romance sempre foi mais para te agradar do quer por vontade dele mesmo.
BÁRBARA: Agora a culpa é minha! Que eu me lembre, eu nunca o obriguei a ficar com essa moça.
JOÃO BARRETO: Não, mas não parava de inferniza-lo para que arrumasse uma namorada, que largasse um pouco a vida que ele tinha antes.
BÁRBARA: E isso não foi bom! Hem? Não foi bom ele ter largado aquela vida de bebedeira e festa quase toda noite para ficar mais tempo com a namorada.
JOÃO BARRETO: Claro que foi! Só estou dizendo que eu não consigo vê-lo sendo feliz com esse casamento.
BÁRBARA: Então converse com ele!
JOÃO BARRETO: Com certeza eu vou! Pode espera.
BÁRBARA: Quer saber faça como quiser! Só não se esqueça do jantar de hoje – Se levantado e indo embora. Para na porta - E ver se não se atrasa – Ela sai e fecha a porta.

João Barreto pega o telefone e liga para secretaria.

JOÃO BARRETO: Carol, liga pro Dr. Ferrazo e ver se ele pode passar aqui anda hoje. Fala que eu preciso falar urgente com ele.

...

Agência de turismo. Sala de Lucas. Fim de Tarde.

Lucas entra na agência de turismo, após ter almoçado com Ester. Antes de subir par sua sala cruza com Beto, que quer passar algumas informações sobre um cliente. Lucas para pra ouvir o que ele tem a dizer.

BETO: Lucas, o senhor Almeida ligou, queria falar com você sobre um problema que ele teve na viagem dele.
LUCAS: Ele falou mais alguma coisa?
BETO: Sim...
LUCAS: Então vamos a minha sala e já aproveito e ligo para ele para resolvermos logo isso.

Eles começam a subir as escadas em direção à sala de Lucas.

BETO: E ai, como foi o almoço com a noivinha.

Beto rir

LUCAS: Você é muito cara de pau!

Beto continua rindo.

LUCAS: Você sabia muito bem que eu não estava nem um pouco a fim de ir nesse almoço.

Lucas abre a porta da sala e entra, seguido por Beto que vinha ao seu lado.

BETO: Ah! Mais você precisava se distrair um pouco, você tá trabalhando muito.
LUCAS: E de quebra ainda tenho esse jantar hoje a noite.
BETO: Mais se você não quer ir porque não desmarca?
LUCAS: E você não conhece minha mãe! Você quer me ver morto?
BETO: Verdade – ele rir – com certeza ela te mata.
LUCAS: O que mais o senhor Almeida falou – disse se sentando.

Beto se senta e começa a falar sobre a ligação do senhor Almeida.

...

Alguns dias depois.

Construtora Barreto Gouveia. Escritório João Barreto. De Manhã.

DR. FERAZZO: Já está tudo pronto. Você tem certeza disso?
JOÃO BARRETO: Tenho sim...
DR. FERAZZO: Então é só assinar aqui – apontando para uma linha na segunda folha de um bloco de papel - e nas demais folhas seguintes.

Após assinar todas as folhas, João entrega os papeis para o Dr. Ferazzo.

JOÃO BARRETO: Abrigado por sua ajuda e discrição.
DR. FERAZZO: Claro, você sabe que pode sempre contar comigo.
JOÃO BARRETO: Eu sei.
DR. FERAZZO: Você vai contar para Bárbara e para o Lucas?
JOÃO BARRETO: Ainda não sei, mas por via das duvidas...
DR. FERAZZO: As cartas!
JOÃO BARRETO: Pois é, as cartas.

...

Continua...



Última edição por Vinícios em 02.06.13 15:13, editado 2 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Vinícios
Administrador
Administrador
avatar

Idade : 28
Cidade : Americana

MensagemAssunto: Re: Maria Madalena || Capítulo 2   22.05.13 22:17

Pessoal,
Desculpe o atraso, tive uns probleminhas de ultima hora.
Mas o capítulo está ai, espero que gostem!

Não esqueçam de comentar!
Seu comentário, critica ou sugestão será muito bem vinda.


Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
 
Maria Madalena || Capítulo 2
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Séries de Web | Memória :: Webs Encerradas :: Finalizadas :: Maria Madalena-
Ir para: