InícioWeb SériesWeb NovelasGruposBuscarMembrosFAQGaleriaRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 Maria Madalena || Capítulo 23

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Vinícios
Administrador
Administrador
avatar

Idade : 28
Cidade : Americana

MensagemAssunto: Maria Madalena || Capítulo 23   09.08.13 20:12



Maria Madalena - Capítulo 023

Ruas de São Paulo. À noite.
A frete do carro do Bruno e do Artur tem somente um carro, do qual eles estão quase se aproximando.
ARTUR: Acelera mais ou você não vai conseguir ultrapassa-lo.
BRUNO: Cara você já esta me enchendo. Estou já te jogando pra fora do carro. Por acaso eu fico falando como você deve dirigir quando é você que está correndo?
ARTUR: Claro que fica, e não é pouco não.
Os dois riem juntos.
ARTUR: Puta merda! Você viu? – perguntou ao vê pelo espelho retrovisor um dos carros que vinha atrás capotar após bater em um outro carro.
BRUNO: Eu devo para pra ajudar?
ARTUR: Você nem pense em uma coisa dessas, você não vai poder fazer nada mesmo, ele vão chamar o resgate. E nos temos que ganhar essa corrida a qualquer custo.
...
ARES. Salão/Banheiro Funcionários. À noite.
Anita desse do palco, após te dança uma coreografia com mais duas garotas.
Vai para perto do bar, passa pela porta perto do balcão e sai do salão.
Maria Madalena a vê passando e vai atrás. E entra no banheiro dos funcionários onde viu Anita entrando.
MADALENA: Achei muito legal vê você dançando.
ANITA: Que bom que você gostou porque em breve você vai participar das coreografias também.
MADALENA: Oi? Eu o que?
ANITA: Esta no seu contrato, você não viu, a garota que trabalham aqui, todas tem que dançar, é um atrativo a mais do ARES.
Maria Madalena se encosta em uma das pia, sem acreditar no que tinha acabado de ouvir.
ANITA: Eu vi que tinha um cara falando com você no bar. Algum conhecido seu?
MADALENA: Não, só um babaca que veio encher o saco.
ANITA: Você ainda vai vê muitos deles por aqui.
MADALENA: Eu imagino.
...
Ruas de São Paulo. À noite.
Já perto do ponto determinado como ponto de chegada Bruno consegue acompanhar o carro que estava a frete e fica emparelhado com ele.
ARTUR: Você precisa passar por ele a qualquer custo.
O carro a lado encosta no carro deles.
BRUNO: Ei! O que é isso? – grita para o motorista do carro ao lado.
O motorista do carro ao lado, que aparentava ter a mesma idade dos dois rir sozinho dentro do seu carro.
ARTUR: É assim é! Você vai vê só – disse colocando a mão no volante e virando ela para a esquerda, fazendo com que o carro deles vá para cima do carro do outro motorista.
BRUNO: O que você está fazen... – antes que ele terminasse de falar o carro bate com muita força no carro do outro motorista fazendo com que ele perdesse por um instante o controle do carro e que o carro subisse na calçada e batesse em um poste.
ARTUR: Bem feito – disse rindo.
BRUNO: Ou Você tá louco? – ele podia ter se machucado, ou até mesmo agente.
ARTUR: Eu só ensinei uma lição para ele, se ele só sabe ganhar jogando sujo e sei jogar também.
...
ARES. Salão. De Noite.
Vinícius entra no sai do escritório juntamente com Sal e vai para o salão do ARES. No Salão Vinícius vê os funcionários fazendo uma limpeza. Luan e Maria Madalena limpando o bar e, Anita e mais duas garotas limpando as mesas, e dois garotos fazendo a limpeza dos banheiros.
Vinícius se aproxima do bar e se senta em um dos bancos. Sal faz a mesma coisa.
VINÍCIUS: O movimento foi muito bom hoje não foi – disse se dirigindo para Luan.
LUAN: Foi sim senhor.
VINÍCIUS: Eu já falei que não precisa me chamar de senhor.
Luan assente com a cabeça.  
SAL: Bom eu vou indo nessa, tenho que resolver uns problemas amanhã logo cedo.
Vinícius faz cara de “que problemas”
SAL: Nada de mais, só um probleminha de família.
VINÍCIUS: Ok então. Até mais tarde!
Sal se despede dos funcionários com um tchau coletivo.
VINICIUS: Maria – disse olhando para Maria Madalena – E ai? Como foi seu primeiro dia? Gostou?
MADALENA: Foi bem agitado, mais foi bom, gostei bastante.
VINICIUS: Que bom que você gostou – Eu já estou de indo embora, você não quer uma carona até a sua casa.
MADALENA: Não obrigada! Mais ainda não terminamos a limpeza aqui.
VINICIUS: Não tem problema, o Luan termina.
MADALENA: Eu prefiro ajudar até que acabe.
VINICIUS: Tudo bem então
Vinicius se despede e vai embora, enquanto que os funcionários continuam a limpeza do Salão do ARES.
...
Ruas de São Paulo. De manhãzinha.
O Sol está nascendo no Horizonte e, pelas ruas desertas de São Paulo, o carro de onde estão Bruno e Artur segue a uma boa velocidade.
No carro Bruno que está sentado no banco do motorista, controla o carro, enquanto que Artur está sentado no banco de Passageiro.
Artur abaixo o vidro da janela do passageiro, solta o cinto, põe a cabeça para fora do carro, e começa a gritar o mais alto que conseguia. Gritos de felicidade.
BRUNO: Você está louco? – disse rindo.
ARTUR: Não só estou feliz – ele dar outro grito.
BRUNO: Já chega, antes que agente arrume alguma confusão.
ARTUR: Falando em confusão é melhor você se acelerar mais. Temos que chegar em casa antes que meu pai acorde. Se ele perceber que eu passei a noite todo fora de casa no estado em que estou, é capaz de que ele me interne no hospital novamente só para poder me vigiar melhor.
...
Apartamento ANITA/ALELUIA/MADALENA. Sala/Quarto. De manhã.
Aleluia entra no apartamento que divide com mais duas garotas, sendo que ela ainda não conhece uma delas, a Maria Madalena.
Ela tranca a porta, passa pela sala e entra no quarto. Como ela não escuta nenhum barulho no apartamento acredita está sozinha.
No quarto ele abre uma gaveta da penteadeira e, estranha as peças que estão colocadas ali, nenhuma é dela.
MADALENA: O que você está fazendo?
Aleluia da um grito ao ouvir a voz de Maria Madalena e acaba escorregando, puxando a gaveta da penteadeira junto, que acaba caído por cima dela.
ALELUIA: Ai! – disse Olhando para porta.
Ela vê uma mulher parada na porta, enrolada em uma toalha.
ALELUIA: Quem é você?
MADALENA: Eu é quem pergunto – disse correndo para perto de Aleluia e se abaixando perto dela para ajudar - Quem é você?
ALELUIA: Eu sou a dona do apartamento – disse tirando a gaveta de cima de suas pernas.
MADALENA: Ah! – disse ao perceber que ela deviria ser a Aleluia – Então você é a ALELUIA? Meu nome é Maria Madalena. Eu estou dividindo o apartamento com vocês.
ALELUIA: Ok. Muito prazer.
MADALENA: O prazer é meu.
...
Casa da família Corona. Quarto Manuela/corredor. De manhã.
Manuela acorda, se espreguiça na cama, procura o celular que está jogado em algum lugar da cama. Ela pega o celular, entra no Facebook, depois no Tweet, e em seguida no Instagram para vê as novidades de seus amigos naquela manhã.
Após satisfazer sua curiosidade ele se levanta da cama e vai até a porta do seu quarto. Abre a porta e passa por ela, caminha até a porta do banheiro.
...
Apartamento ANITA/ALELUIA/MADALENA. Quarto. De manhã.
Aleluia se levanta e com a ajuda de Maria Madalena se senta em uma das duas camas presentes no quarto.
MADALENA: O que você estava procurando nas minhas gavetas.
ALELUIA: Minhas coisas. Até onde eu sei, essas são minhas gavetas.
MADALENA: Foi a Anita que retirou suas coisas, ela me disse que vocês duas iram dividir o quarto e elevou suas coisas para o quarto dela.
ALELUIA: É, ela tinha me falado, só não achei que chegaria em casa e não acharia mais minhas coisas onde eu deixei.
MADALENA: Me desculpa, eu não sabia que ela não tinha te avisado.
ALELUIA: Não tem problema – fez uma pausa – E seu filho, a Anita me falou que você tem um filho e que ele viria morar com agente.
MADALENA: Tenho sim, o nome dele é LEONARDO, mais chamamos ele de Léo.
ALELUIA: Que legal! E ele já está aqui.
MADALENA: Ainda não, eu estou procurando uma escola para coloca-lo, assim que eu achar eu vou busca-lo em ilha comprida para vir morar aqui.
...
Casa da família Corona. Quarto Manuela/Banheiro. De manhã.
Ao abrir a porta do banheiro Manuela vê Bruno, que acabara de sair do banho, pelado se enxugando ao lado do box. Por sorte na hora em que ela abriu a porta do banheiro Bruno estava secando suas partes intimas e estava com a toalha por cima delas.
MANUELA: Me desculpe! – ela disse, fechando na mesma hora a porta do Banheiro.
...
Continua...

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
 
Maria Madalena || Capítulo 23
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Séries de Web | Memória :: Webs Encerradas :: Finalizadas :: Maria Madalena-
Ir para: