InícioWeb SériesWeb NovelasGruposBuscarMembrosFAQGaleriaRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 Maria Madalena || Capítulo 29

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Vinícios
Administrador
Administrador
avatar

Idade : 28
Cidade : Americana

MensagemAssunto: Maria Madalena || Capítulo 29   30.08.13 22:40



Maria Madalena - Capítulo 029

Casa da Família Gouveia. De tarde.
Guilherme vê Edgar descendo as escadas e caminhando em direção à área da piscina. Em seguida Guilherme sobe as escadas em direção aos quarto. Atravessa o corredor e entra no quarto de Elizângela.
Ao entrar no quarto ele encontra Elizângela caída ao lado da cama e se baixa ao seu lado para ajuda-la.
GUILHERME: Elizângela, você está bem? – pergunta ajudando-a a se sentar.
Elizângela o abraça, envolvendo o pescoço dele com seus braços. Ele se afasta um pouco fazendo com que o rosto dele fique a poucos centímetros do dela. E os dois olham um no olho do outro.
Ali tão perto assim de Guilherme, Elizângela não reste e o beija.
Guilherme a principio fica sem reação, e em seguida tenta afasta a sogra. Mais depois acaba aceitando as carias da sogra e se rende ao beijo, que ficava cada vez mais quente.
Até que Guilherme se toca do que esta fazendo e se afasta.
GUILHERME: É melhor eu voltar para festa – disse se levantando. – Antes que aguem perceba minha ausência.
Elizângela tenta dizer algo, mais antes que consiga, Guilherme sai do quarto e bate a porte, que fica fechada.
...
Apartamento Anita/Madalena. Sala/cozinha De tarde.
Madalena entra no apartamento aflita. Com seus pensamentos tomados por Lucas, com a lembrança de Lucas chegando à casa da família Barreto acompanhado por uma mulher. Ela se joga no sofá fazendo fora para não chorar.
Anita, que estava na cozinha pegando um copo de água, vê Maria Madalena, que agora está com os cotovelos encostados no joelho e a mãos cobrindo o rosto.
Sem entender muito bem o que estava acontecendo, mais percebendo que Maria Madalena não parecia muito bem, Anita vai até a sala e se senta ao lado dela.
ANITA: Maria você está bem?
Maria Madalena balança a cabeça em negativa, tendo dizer que não. Mais não consegue evitar que as lágrimas escorram de seus olhos.
Anita vendo que ela ainda não está pronta para falar, só a abraça, colocando seu braço em volta do pescoço de Maria Madalena. Madalena aceita o carinho da amiga, enquanto chora.
...  
Casa da família Corona. Sala. À tarde.
Artur está andando, com um pouco de dificuldade devido a bota ortopédica em um dos pés, de um lado para o outro da sala, enquanto fala ao telefone celular com Bruno.
ARTUR E BRUNO AO TELEFONE:
ARTUR: Não, eles ainda não chegaram.
BRUNO: Mais nós já estamos muito atrasados.
ARTUR: Eu sei. Mais o que você quer que eu faça. Meu pai me obrigou a ficar em casa esperando... Você sabe muito bem que ele não é muito de me proibir de fazer as coisas, mais me proibiu de sair de casa até que eles chegassem.
MANUELA: Eles chegaram – disse desligando o telefone e correndo para sala, onde se sentou no sofá.
ARTUR E BRUNO AINDA AO TELEFONE:
ARTUR: Parece que eles chegaram.
BRUNO: É eu estou vendo o carro do seu pai entrar no prédio.
ARTUR: Beleza! Daqui a pouquinho eu chego ai, é só o tempo de dizer um oi e já desço.
BRUNO: Tudo bem então. Mais seja rápido – disse e desligou o telefone.
...
Apartamento Anita/Madalena. Sala/cozinha De tarde.
Após alguns momentos de choro silencioso. Maria Madalena enxuga suas lágrimas e olha para Anita que ainda está sentada ao seu lado. E então decide contar toda sua historia para Anita.
MADALENA: Não da mais para aguentar amiga.
ANITA: Aguentar o que?
MADALENA: Ele estava lá. – Uma lágrima escorre do seus olhos.
ANITA: Ele quem? Eu não estou entendendo nada do que você está falando... Acho melhor pegar um copo de agua pra você se acalmar primeiro. Depois você me conta o que esta acontecendo.
Anita se levanta e vai na cozinha pegar um copo de agua. Alguns instantes depois, ela volta para sala trazendo um copo cheio de agua e entrega para Maria Madalena.
Maria Madalena bebe um pouco de agua e depois devolve o copo para Anita, que pega o copo e coloca na mesinha ao lado do sofá.
ANITA: Agora me explica direito porque você está assim. E quem é que estava lá.
MADALENA: O homem por quem estou completamente apaixonada. E que pensei que nunca mais ia vê-lo novamente.
Vendo que Anita não consegui entender, Maria Madalena conta toda sua historia, desde de como ficou gravida do empresário João Barreto, de como conheceu o Lucas, que depois descobriu ser filho de João Barreto. Da conversa que teve com a mãe do Lucas, a Barbara. De como decidiu se afastar de Lucas até hoje quando o viu novamente na casa da família Gouveia, onde ele apareceu acompanhado por uma mulher.
ANITA: E você não sabe que era essa mulher?
MADALENA: Não, mais acredito que seja a ex-namorada dele. Provavelmente ele voltou para ela, como a mãe dele disse que ele faria.
ANITA: Essa mulher deve ser um nojo de pessoa.
MADALENA: Pode ter certeza que sim.
ANITA: Amiga, não da nem pra acreditar direito nessa historia. Parece novela.
MADALENA: Pode até parecer novela, mais essa sem final feliz.
ANITA: Mais ainda pode ter, você não o reencontrou a toa.
MADALENA: Não tem como, eu quero distancia dessa família e dessa confusão. Além de quer ele já esta com outra, ou com a mesma. Sei lá.
ANITA: Mais isso não que dizer que ele ainda não a ame. Você mesmo ainda o ama, porque ele também não pode ainda te amar.
...
Casa da família Corona. Sala. À tarde.
A porta do elevador abre e, Mario e Doroteia saem do elevador para o hall de entrada. Mario segurando uma bolsa de viagem de tamanho médio e Doroteia puxando uma mala, essa com rodinhas, também de tamanho médio.
No hall Mario tira um chaveiro com varias chaves, escolhe uma, e abre a porta do apartamento com ela.
Mario e Doroteia entram no apartamento, onde Artur e Manuela, já estão à espera deles na sala.
ARTUR: Até quem fim!
MARIO: Artur!
ARTHUR: O que foi, vocês demoraram mesmo.
DOROTEIA: Ele tem razão Mario – disse um pouco envergonhada.
MARIO: É que o vou da sua tia teve que esperar um tempo antes de poder pousar, teve um pequeno acidente a pista de pouso.
MANUELA: Acidente?
MARIO: Um probleminha lá com um avião, mais depois eu conto. Vocês não vão cumprimentar a tia de vocês não.
Manuela se aproxima de Doroteia e a abraça.
...
Em frete ao apartamento da família Corona. De tarde.
 
Artur sai do prédio, e caminha, meio que mancando, até o carro de Bruno. Abre a porta do passageiro e se senta no banco.
BRUNO: Até quem fim em!
ARTUR: Eu sei! Eu sei! Mais não pude fazer nada. Tive que esperar a caipira da minha tia chegar.
BRUNO: Caipira – ele repete rindo. – Olha o jeito que você se refere a sua tia.
ARTUR: Mais é mesmo. Você precisava te a visto lá em cima. Toda sem jeito, toda envergonhada. Ela Se encolhia todo vez que falava alguma coisa.
Bruno ri ao imagina a cena.
ARTUR: Agora deixe de enrolar e vamos logo que já estamos atrasados.
...
Apartamento de Ester. Sala. Inicio da noite.
Lucas sobe com Ester até o apartamento dela, ao saírem do elevador os dois param em frete a porta do apartamento de Ester.
LUCAS: Pronto está entregue – ele sorri.
ESTER: É estou – ela sorri também.
LUCAS: Obrigado por ter me acompanhado hoje.
ESTER: Não. Eu que agradeço por te me convidado.
LUCAS: Ok – ele sorri novamente. – Bom vou indo nessa. Mais uma vez obrigado por sua companhia.
ESTER: Você não quer entrar, tomar um café.
Lucas pensa por um tempo e decide que é melhor não.
LUCAS: Acho melhor não.
ESTER: Pode entrar – disse abrindo a porta do apartamento. – Eu não vou te morder. É só café.
LUCAS: Ok então – disse entrando. – Só café.
...
Casa da família Gouveia. Área da piscina. De noite.
Guilherme está andando próximo da piscina enquanto pensa no que aconteceu entre ele e a sogra, Elizângela. Pensa no beijo que deram e ao mesmo tempo pensa que ama muito sua esposa, Eduarda.
Ele se senta em uma das cadeiras e volta a lembrar do beijo.
GUILHERME: Porque que eu estou pesando nisso – sussurrou – Porque esse beijo mexeu tanto comigo.
...
Casa da Família Gouveia. Quarto Edgar/Elizângela. De noite.
Da janela de seu quarto, Elizângela observa Guilherme sentado na cadeira, na beira da piscina. Ela olha para cama e vê seu Marido Edgar, dormindo, inclusive roncando.
Ela então decide descer até a área da piscina.
...
Casa da família Gouveia. Área da piscina. De noite.
Na área da piscina, Elizângela se aproxima de Guilherme sem que ele perceba.
Elizângela: Você também não está conseguindo dormir?
Guilherme se vira rapidamente para o lado onde Elizângela está parada, meio assustado.
GUILHERME: Pois é.
ELIZÂNGELA: E a Duda.
GUILHERME: Ela já dormiu.
Elizângela então se vira e caminha em direção a entrada dos fundos da garagem.
Guilherme continua sentado na cadeira, pensando se deve ou não seguir a sogra. Ele decide que sim. Se levanta e também caminha em direção a garagem.
...
Casa da Família Gouveia. Garagem. De noite.
Ao chegar à garagem, Guilherme encontra Elizângela dentro de um carro sentada no banco do carona. Ele da a volta no carro, abre a porta, e senta no banco do motorista.
GUILHERME: E não sei o que estou fazendo aqui.
ELIZÂNGELA: Eu também não. Só sei que não consigo evitar.
GUILHERME: É eu sei.
Os dois começa a se beijar. Devido à posição incomoda dos dois estarem se beijando, sendo que cada um está em um dos bancos do carro, Elizângela se senta no colo de Guilherme, ficando de frete para ele.  
Eles continua a se beijar. Elizângela tira a camisa de Guilherme. Em seguida ela começa a tirar a blusa e fica só com os seios amostra.
Guilherme beija os seios de Elizângela e em seguida volta a beija-la.
De repente a Luz da garagem acende e Guilherme e Elizângela para de se beija instantaneamente.
...
Continua...  
   
 


 
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
 
Maria Madalena || Capítulo 29
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Séries de Web | Memória :: Webs Encerradas :: Finalizadas :: Maria Madalena-
Ir para: