InícioWeb SériesWeb NovelasGruposBuscarMembrosFAQGaleriaRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 Maria Madalena || Capítulo 51

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Vinícios
Administrador
Administrador
avatar

Idade : 28
Cidade : Americana

MensagemAssunto: Maria Madalena || Capítulo 51   12.01.14 21:36




Maria Madalena - Capítulo 051


Casa da Família Barreto. Sala. De noite.
DR. FERRAZO: Bom, vamos começar então a leitura do testamento. - Ele pega sua maleta e tira um envelope de dentro.
BARBARA: Ia começar sem mim Dr. Ferrazo. – Disse parada na parte de cima da escada.
Todos se viram para olhar para Barbara, que começa a desce a escada bem de vagar, aproveitando todos os olhares, e de cabeça erguida como dana da casa que é.
DR. FERRAZO: Claro que não!
Após descer a escada Barbara se senta ao lado do filho.
Dr. Ferrazo mostra o envelope para os presentes, para mostra que o laquê do envelope ainda não foi rompido. Em seguida quebra o lacre do envelope e tira as folhas do testamento de dentro dele.
DR. FERRAZO: Bom, vou da inicio a leitura do testamento.
Ele ler o cabeçalho, com as informações do de João Barreto e o nome dos herdeiros citados no testamento.
DR. FERRAZO: Agora vou ler a ultima vontade de João Barreto.
Eu João Barreto em plena consciência deixo aqui meu ultimo desejo por escrito e confio que todos vocês o farão ser valido...”
BARBARA: Eu quero só ver o que ele aprontou.
LUCAS: Mãe!
BARBARA: O que?
LUCAS: Nada! Vamos deixar o Dr. Ferrazo continuar.
DR. FERRAZO: Obrigado Lucas.
...

Apartamento de Ester. De noite.
Ester está deitada na cama e atende o telefone no primeiro toque.
ESTER: E ai?
JÚLIO: Já começou a leitura do testamento.
ESTER: então fique de olho em tudo, quero saber de tudo depois
...

Casa da Família Barreto. Sala. De noite.
DR. FERRAZO:”... Quero deixar claro aqui também que não quero que seja feita nenhum contestamento a qualquer uma de minhas vontades. Dito isso quero que meus bens sejam divididos da seguinte maneira:”
Beto segura na mão de Maria Madalena. Lucas vê e fica morrendo de ciúmes, mas se controla.
DR. FEZARRO: Antes de prossegui tem umas informações para passar. Foi realizado um inventario em todos os bens de João Barreto, de até dois meses antes de seu falecimento. Para que respeitando a lei sua esposa recebesse a totalidade de 50% de sua fortuna.
BARBARA: Como assim? Eu não vou ficar com a metade de tudo que ele tinha.
DR. FERRAZO: Não necessariamente a metade de tudo, mais uma totalidade equivalente a metade da fortuna dele.
BARBARA: Não sei se estou entendendo.
EDGAR: Barbara ele que dizer que se o João tinha 100 milhões de reais, você vai ter direito a 50 milhos.
DR. FERRAZO: Isso mesmo, só que isso não quer dizer por exemplo a metade de todas as coisa. Você vai entender melhor de acordo com que eu for lendo a divisão dos bens.
BARBARA: Ok... Mas não sei se to gostando disse historia.
...

ARES. De noite.
No banheiro Bernardo lava o rosto na pia. Ao olhar para o espelho ele observa que um garoto o observa.
O garoto ao perceber que Bernardo percebeu os olhares, fica sem graça e entra em um dos Box do sanitário.
Bernardo se enche de coragem e vendo que não tem mais ninguém no banheiro vai em direção do Box que o garoto entrou, e antes que o garoto traçasse a porte ele entra.
GAROTO: O que você está fazendo?
BERNARDO: Eu vi você me olhando, eu sei que você quer isso também.
Em seguida Bernardo tranca e porta e beija o garoto.
...

Casa da Família Barreto. Sala. De noite.
Dr. Ferrazo: “Para meu querido amigo e sócio Edgar Gouveia vou deixar algo que eu sei que ele sempre quis muito...”
Por um momento Edgar chegou a achar que ele receberia mais partes das ações da empresa.
DR. FERRAZO: “... algo que construímos juntos...”
Edgar chega até a cruzar os dedos.
DR. FERRAZO: “... A casa na praia do Guarujá, a primeira casa que construímos juntos quando fundamos a construtora...”
Edgar tenta disfarçar a decepção com um sorriso forçado.
DR. FERRAZO: ”... Eu sei Edgar que você sempre quis ter essa casa, agora ela é sua. Junto com ela, deixo a coleção de carros que tem nela, pois sei que você gosta deles e que minha família não estão nem ai pra eles. Então prefiro que fique com um amigo, do que deixa-los abandonados em algum lugar por ai.”
EDGAR: Muito atencioso e gêneros como sempre meu amigo.
DR. FERRAZO: “... Para meu sobrinho Júlio deixo o apartamento em que ele mora em Londres e o apartamento da avenida paulista aqui de São Paulo pro caso dele quere voltar para o Brasil, quero que fique registrado também que se for da vontade dele e sempre terá um bom emprego na construtora.”
“Bom a parti de agora, para que os herdeiros recebam suas partes, algumas condições terão que ser cumpridas...”
BARBARA: Condições? Que condições? – disse se levantando.
LUCAS: É também não entendi essa parte de condições.
DR. FERRAZO: Peço que tenha calma, tudo será explicado no decorrer do testamento.
LUCAS: Mãe sentisse, por favor!
BARBARA: Eu não quero me sentar! Eu não sei nem se quero ouvir o que ainda está por vir. Estou começando a achar tudo isso ridículo.
DR. FERRAZO: Barbara peço que me deixe terminar tudo antes de qualquer coisa, depois que terminar de ler o testamento estarei a sua total disposição para esclarecer qualquer duvida que você tenha.
Barbara se senta novamente.
DR. FERRAZO: “... Para minha querida esposa Barbara deixo 10% das ações da contrutora...”
BARBARA: Como assim 10%? – disse se levantando. - Eu tenho direito a metade das ações dele, eu tenho direito 40% e não 10%. – Ela chega perto do advogado. - Isso está muito errado. – disse tentando vê se estava escrito isso mesmo no testamento.
DR. FERRAZO: Como eu expliquei antes, foi feito um inventário, um levantamento de todos os bens e feito um calculo para saber o que seria equivalente à metade da fortuna do seu marido.
...

ARES. De noite.
Bernardo e o garoto continuam se beijando.
Bernardo tira a camisa.
GAROTO: O que você esta fazendo?
Bernardo começa a tirar a camisa do garoto também.
GAROTO: Para! Eu acho que não quero.  
Mas Bernardo continua a tentar tirar a camisa do garoto.
BERNARDO: Eu sei que você quer isso também?
GAROTO: Não! Não aqui! – disse abrindo do a porta do Box e saindo.
Bernardo sai do Box também, ainda sem camisa. Um homem que estava no banheiro olha para olha para ele.
BERNARDO: O que foi? Nunca viu um homem se camisa não.
Em seguida ele sai do banheiro.
...

Casa da Família Barreto. Sala. De noite.
DR. FERRAZA: Seu eu puder continuar acho que você vai entender melhor.
BARBARA: Tudo bem – mas desse vez ela não quis sentar novamente, vem vez disso, vai para perto da janela, como que se quiser tomar um ar fresco.
DR. FERRAZO: “... Além desses 10% da empresa, deixo essa mansão onde moramos por tantos anos, e que vale um fortuna...”
BARBARA: Pelo menos isso né!
Dr. Ferrazo olha pra ela, vendo que ela não ia falar mais nada continua:
DR. FERRAZO: ”... Todas as outras propriedades que temos fora do Brasil, com exceção do apartamento deixado para o Julio. O dinheiro que tenho nas duas poupanças que tenho, tanto no banco nacional quanto no banco internacional. As propriedades do Brasil estão divididos em uma outra lista, que depois o Dr. Ferrazo mostrará para os interessados, sendo dois apartamentos para meu filho Lucas, dois para meu filho Leonardo, e os outros cindo para minha esposa Barbara.” – O advogado faz uma pausa e depois continua: - “Barbara antes que você comece a reclamar ai, depois o doutor ferrazo vai lhe mostrar o balanço dos bens, onde fica claro que você vai recebe o equivalente a 50% de minha fortuna, como é de direito por lei.”
BARBARA: E como você quer que eu não reclame de uma palhaçada dessas.
DR. FERRAZO: Dando continuidade: “... O restante das ações da construtora será divido meio a meio entre meus dois filhos, ou seja, 35% para meu filho Lucas e 35% para meu filho Leonardo.”
BARBARA: O que? Essa mulher vai ter 35% das ações da minha empresa.
DR. FERRAZO: Até que o filho dela faça 21 anos, de certa forma ela será a responsável pela a parte da herança do filho sim.
BETO: Como assim de certa forma?
DR. FERRAZO: Como o João Barreto deixou escrito no testamento, os herdeiros terão que cumprir umas condições para receberem a herança.
LUCAS: Que condições?
DR. FERRAZO: É o que vou ler agora.
BARBARA: Isso tudo é uma palhaçada. Você acha mesmo que vou aceitar isso. Eu não vou deixar que essa mulher ai recebe sequer um sentava do que me pertence e ao meu filho.
MADALENA: Não precisa se preocupar com isso – disse se levantando. – Pois não faço um pingo de questão de receber nada dessa herança, eu não preciso de nada disso. Muito menos de ter que aturar todos você.
Maria Madalena olha para o Advogado.
MADALENA: Desculpa doutor. – disse e em seguida caminha em direção à porta.
Beto levanta e acompanha Maira Madalena.
Lucas também se levanta e vai atrás.
DR. FERRAZO: Calma, vocês ainda precisam ouvir as condições.
...

Casa da Família Barreto. Em frete a casa. De noite.
LUCAS: Madá espera!
Maria Madalena se vira.
MADALENA: O que é que você quer Lucas?
LUCAS: Não precisa ir embora.
MADALENA: Eu não tenho nada o que fazer aqui. Eu não quero nada disso pra mim.
LUCAS: Entendo, mais por favor, espere pelo menos até a fim do testamento, depois não vou te impedir de ir embora se você quiser.
BETO: É Maria, acho que você deveria ficar até o final ouvir tudo até o fim. Já viemos até aqui mesmo.
MADALENA: Tudo bem então.
...

Casa da Família Barreto. Sala. De noite.
Lucas, Maria Madalena e Beto entra na casa novamente.
BARBARA: E depois vocês ficam olhando para mim quando interrompo a leitura do testamento. Mas que foi que deu uma de diva e sai.
LUCAS: Mãe!
BARBARA: O que? Agora também não posso falar mais nada.
Depois de todos votarem ao seus lugares o Dr. Ferrazo continua.
DR. FERRAZO: “Como falei antes, para que minha esposa e meus filhos recebem as partes que lhe cabem da herança eles vão precisar seguir algumas condições.”
“Primeiro para Barbara, minha querida esposa, você não pode contestar meu testamento, vinha vontade.
Segundo para Lucas, meu primogênito. Para que você recebe sua parte da herança você precisará assumir os negócios da família, assumir a presidência da empresa, cargo deixado vago por mim. Sendo que ele não poderá vender suas ações antes do prazo de 3 anos. E tenho certeza que o Edgar ira te auxilia em tudo que puder...”

EDGAR: Claro que sim! – disse, mas por dento estava segurando um grito de fúria, afinal tudo que ele quer é a construtora só pra ele.
LUCAS: Não precisa se preocupar porque eu não faço um pingo de questão de assumir os negócios da família.  
DR. FERRAZO: Lucas é melhor você ouvir até o fim antes de expressar sua opinião.
LUCAS: Desculpa Ferrazo, não quis atrapalhar.
DR. FERRAZO: Bom. “... Além disse gostaria que o Júlio viesse para o Brasil para ajudar o Lucas na empresa também, claro se ele quiser.
“ Além disso, enquanto meu outro filho Leonardo não completar 21 anos, o Lucas fica responsável por administrar as ações dele, a não ser que a mãe do Leonardo, a Maria Madalena se casa, passando assim a administração das ações para o marido dela, sendo expressamente proibido a venda dessas ações, tanto pelo meu filho Lucas quanto pelo futuro marido da Maria. Essa ações só poderão ser vendias quando Leonardo atingir a idade de 21 anos e se for da vontade dele.
Para encerrar, caso uma dessas condições seja quebrada, a herança será interditado e será feito um novo inventario e levado ao poder judiciário, sendo então a partilha dos bens decidida por um juiz, o que pode levar anos para se concretizar e para que a herança seja entregue, já que criei vários empecilhos para que um novo inventario seja realizado.”

BARBARA: Você não pode está falando serio?
DR. FERRAZO: Por mais que seja difícil de acreditar é sim. Eu também achei tudo isso muito estranho quando ele me pediu para fazer o testamento. Ele realmente não vai facilitar a entrega dos bens, se essas condições não forem atendidas.
BARBARA: Mais ele está morto, como ele pode fazer algo assim.
DR. FERRAZO: Isso que é o mais estranho. É como se ele soubesse que ia morrer, ele preparou tudo para que o testamento fosse como ele queria.
LUCAS: Como assim, como se ele soubesse que ia morrer.
...

Continua...

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
hugobrt19

avatar

Idade : 23
Cidade : Sumaré

MensagemAssunto: Re: Maria Madalena || Capítulo 51   17.01.14 23:21

um pouquinho complicado esse testamento não ta não
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Vinícios
Administrador
Administrador
avatar

Idade : 28
Cidade : Americana

MensagemAssunto: Re: Maria Madalena || Capítulo 51   18.01.14 21:17

Hugo, eu sei que ficou mesmo, espero que no decorrer dos próximos capítulos fique um pouco mais claro o porque dele.

Obrigado por acompanhar Maria Madalena.

Forte abraço.

Vinícios Aguiar.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Maria Madalena || Capítulo 51   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Maria Madalena || Capítulo 51
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Séries de Web | Memória :: Webs Encerradas :: Finalizadas :: Maria Madalena-
Ir para: