InícioWeb SériesWeb NovelasGruposBuscarMembrosFAQGaleriaRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 Maria Madalena || Capítulo 72 - Penúltimo Capítulo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Vinícios
Administrador
Administrador
avatar

Idade : 28
Cidade : Americana

MensagemAssunto: Maria Madalena || Capítulo 72 - Penúltimo Capítulo   28.03.14 22:14

.
.

.

Maria Madalena – Penúltimo capítulo
Capítulo 072

.

Delegacia de Policia. De manhã.
Barros: Mas onde to querendo chegar é que, além do Edgar Gouveia, mais duas pessoas participaram direta ou indiretamente na morte do seu pai.
Lucas olha para Maria Madalena e Depois para o detetive Barros.
Maria Madalena segura na mão de Lucas.
Barros: Nas gravações das fitas releva que foi o Vinicius quem sabotou o freio do carro a mando do Edgar. E em uma das gravações mostra a Barbara pedindo ao Edgar que mate o João Barreto e ele combinado para ela abrir o portão para Vinicius entrar e sabotar o carro.  
Lucas: Minha mãe ta envolvida nisso tudo, não pode ser.
Barros: Eu sinto muito. Mas não temos duvida de que ele está envolvida. Ele mesmo confessa em uma das gravações.
Lucas: Eu não entendo, a mulher que me criou não seria capaz de uma coisa dessas.
Barros: Eu não sei o que te dizer agora. Nós só estamos juntando os fatos.
Lusca: E vocês vão prender ela?
Barros: Assim que a encontramos, vamos sim. Só essa fita não é prova suficiente para condena-la, mas vai servir para abrir uma investigação.  
Lucas: Deve ser por isso então que ela desapareceu, ela deve ter desconfiado de algo.
Barros: Possivelmente.
Madalena: Eu sinto muito Lucas. – disse ainda segurando a sua mão. Por mais que eu não goste da sua mãe, eu não esperava por essa.
Lucas: Eu sei.
...


Delegacia de Policia. Banheiro feminino. De manhã
Ester entra no banheiro.
Ester: Não pode ser verdade!
Ester liga a torneira da pia e joga um pouco de água no rosto. Em seguida ela se olha no espelho.
Ester: Eu passei esse tempo todo odiando o Lucas e a família dele. Como eu fui ingênua.
Ester coloca a mão na cabeça após sentir uma forte dor.
Ester: Aii!! – disse se apoiando na bancada da pia. - Meu Deus me ajude. Ta doendo muito... Ai!
Ester tenta caminha até a porta mais sente fraqueza no corpo.
Ester: Socorro... – chama baixinho.
Ester desapoia da pia tentando chegar na porta do banheiro. Sem o apoio da bancada da pia, A Ester cai no chão.
Ester: Ai!! – disse colocando as mãos na cabeça.
Ester desmaia por causa da dor.
...


Delegacia de Policia. De manhã.
Madalena: Ok detetive barros, mas o que essas gravações tem haver comigo.
Barros: Na verdade no seu caso, é uma confissão feita pelo Julio. Que já investigamos e confirmamos que é verdade.
Madalena: Eu não to entendendo. O que ele pode ter dito a meu respeito. Eu nem o conheço.
Barros: Foi ele que atropelou seu filho a mando do Barbara.
Madalena: Eu sabia que tinha sido ela. Aquela assassina!
Barros: Calma.
Madalena: Calma, como você quer que eu tenha calma. – disse se levantando.
Lucas se levanta e a abraça.
Lucas: Eu sinto muito. Me desculpe por não te acreditado em você.
Madalena: Isso não muda nada.
Lucas: Eu sei – disse se sentando.
Maria Madalena também se senta.
Barros: Posso continuar?
Lucas: Tem mais detetive?
Barros: Sim. Ele também confessou que adulterou o resultado do exame de DNA feito por vocês.  
Lucas: Mais como?
Barros: Ele a manda de Barbara pagou a um funcionário da clinica onde foi feito o exame, e trocou seu sangue e o seu cartão de exame por outros.
Lucas: Mas como ele fez isso. Os cartões são assinados mão.
Barros: Aparentemente ele é muito bom em falsificar assinaturas.
Madalena: Mas como vamos ter certeza que ele está dizendo a verdade.
Barros: Como já falei, já investigamos isso. O funcionário da clinica foi preso e confessou tudo. Mas certeza mesmo, vocês só vão ter fazendo um novo exame.
Lucas: Mais eu pensei que você tivesse dito que ele não ia falar nada enquanto não falasse com a Ester.
Barros: Eu não falou nada referente ao Edgar, parece que ele tem uma devoção cega pelo padrinho dele. Mas trocou essas informações pela pedido de poder falar com a Ester pessoalmente.
Lucas: Mas porque, eu não sei o que ele pode ter pra falar com ela.
Barros: Isso eu não sei te dizer, ele também não nos disse.
...


Apartamento da família Corona. Quarto Gabriela. De manhã.
Gabriela: Eu ainda não consigo acredita que meu pai vai trazer uma mulherzinha qualquer para vir morar aqui. Na casa da minha mãe.
Doroteia: Calma Gabi. Você precisa fazer como eu te falei para não deixar seu pai bravo.
Gabriela: Ele que fique.
Doroteia: Não, quanto mais você for contra, mais ele vai se impor. Ele é seu pai. Você precisa ir com calma. Na frente dele figa que aceita essa casamento. Mas sem que ele perceba vamos fazer da vida dessa mulherzinha um inferno. Vamos fazê-la se arrepender de tentar tomar o lugar da sua mãe.  
Gabriela: É você tem razão.
Doroteia: Se pelo menos o Artur ajudasse.
Gabriela: Acho meio difícil. Mas não custa tentar, eu vou falar com ele.
Doroteia em pensamento: Isso mesmo faça tudo como eu quero e logo eu serei a nova senhora Corona.
...


Delegacia de Policia. De manhã.
Lucas e Maria Madalena saem da sala do delegado/detetive Barros.
Mario: Você está bem? – pergunto se aproximando de Maria Madalena.
Madalena: To sim.
Lucas: E a Ester, ainda não votou?
Mario: Voltou sim, mas depois foi no banheiro. Na verdade já faz um tempinho que ela foi lá.
Lucas: Madá você pode e vê se ela está bem? Ela está bem abatida por causa da gravidez.
Madalena: Eu sei. Vou sim.
Lucas: Obrigado.
Maria Madalena vai ao banheiro feminino a procura de Ester.

No Banheiro:
Maria Madalena entra no banheiro e vê Ester caída no chão.
Ele se aproxima rápido, se abaixando no chão para vê como ela está.
Madalena: Ester! O que aconteceu? Ester.
Ester não responde.
Maria Madalena sai correndo do banheiro.
Na sala de espera:
Maria Madalena entra correndo na sala de espera.
Madalena: A Ester ta caída, desmaiada no banheiro.
Lucas e Mario correm em direção ao Banheiro.

No banheiro:
Lucas e Mario entram no banheiro e Mario começa a examinar Ester.
Mario: Eu não to sentindo o pulso dela. Chame uma ambulância urgente.
Lucas: Eu vou ligar na emergência.
Mario começa a fazer massagem cardíaca em Ester.
Lucas: A ambulância já ta vindo.
...


Hospital São Lourenço. De manhã.
Maria Madalena e Lucas estão na sala de espera.
Lucas está impaciente. Vendo a aflição de Lucas Maria Madalena fala.
Madalena: Calma ela vai ficar bem, vai da tudo certo.
Lucas: Obrigado.
Madalena: Ela vai consegui sai dessa.
Lucas: Madá me desculpe por não acreditar em você. Você tentou me alertar sobre a minha mãe, mas eu não acreditei.
Madalena: Eu entendo, ela é sua mãe, é normal você ficar do lado dela.
Lucas: Mais se eu tivesse sido mais forte, tudo teria sido diferente.
Madalena: O que... – ela para ao ver Mario se aproximando.
Mario entra na sala de espera, agora vestindo um jaleco branco por cima da roupa.
Lucas: E então doutor.
Mario: Ela já está estável, mas o estado dela é muito grave. A doutora Fonseca fez o possível, mas infelizmente não deu pra salvar o bebê. Eu sinto muito.
Lucas: O importante agora a Ester.
Mario: O Doutor Carvana está acompanhando como ela vai reagi à medicação para saber como seguir daqui pra frente. Pelo que eu souber o câncer dela está muito avançado. Mas por causa da gravidez, ela não estava tendo o tratamento adequado.
Madalena: Câncer? Como assim?
Lucas: A Ester tem um tumor maligno no cérebro.
Madalena: Eu não... Porque você não falou nada. – disse abraçando-o.
Mario observa a cena sem falar nada.
Lucas: Mas agora que ela perdeu a criança, ela já pode ser tratada não é?
Mario: Ela já recebeu a primeira dose de medicação, dependendo de como ela reagir, entraremos com a quimioterapia.
Lucas: Certo. Obrigado Doutor pela ajuda.
Mario: Eu já falei com Doutor Jorge Fonseca como você pediu. Ele está em uma cirurgia agora, mas assim que acabar ele vem falar com você.
Lucas: Obrigado.
...


Apartamento Anita/Madalena. De tarde.
Anita: Você tem certeza disso?
Madalena: Tenho sim.
Mario passa pela sala com duas malas.
Mario: Maria, eu vou te esperar lá embaixo com o Léo... Tchau Anita.
Anita: Tchau Mario.
Madalena: Vai ser melhor assim.
Anita: Eu entendo.
As duas começam a chorar.
Anita: Me desculpa Maria, por tudo.
As duas se abraçam.
Madalena: Me desculpa você também. Me desculpa por te julgar. Você fez o que precisava pra salvar sua mãe.
Anita: Maria você é minha melhora amiga.
Madalena: E você a minha. Eu te amo.
Anita: Eu também.
Maria Madalena pega a mala que está no chão. E caminha para porta.
Anita: Boa sorte.
Madalena: Obrigada. Se cuida.
Maria sai do apartamento.
...


Em frente ao Apartamento Anita/Madalena. De tarde.
Maria Madalena, Léo e Mario, estão dentro do carro de Mario.
Mario: Você tem certeza que quer continuar com isso? Eu vou entender se você mudar de ideia depois de tudo que aconteceu hoje.
Madalena: Tenho sim, a não ser que você esteja arrependido.
Mario: Não estou.
Madalena: Então vamos.
Mario liga o carro.
...


Apartamento da família Corona. De tarde.
Mario abre a porta do apartamento.
Mario: Bem vinda a sua nova casa.
Maria Madalena entra no Apartamento.
Na sala estão Doroteia e Gabriela.
Mario: Pessoal essa é a Maria Madalena, e o pequeno aqui – disse passando a mão na cabeça do Léo – É o Léo, filho dela.
Doroteia em pensamento: Maria Madalena, que nome de vagabunda.
Mario: Maria, essa aqui é minha filha Gabriela e a tia dela Doroteia. A Doroteia é a irmã da minha falecida esposa.
Madalena: Muito prazer! – diz um pouco envergonhada.
Ana, a empregada entra na sala.
Mario: Essa aqui e Ana, ela já trabalha aqui a muito anos.
Madalena: Muito prazer Ana.
Ana: Muito prazer senhora.
Mario: A partir de hoje Ana, a Maria vai ser sua nova patroa.
Ana: Eu já preparei tudo Mario, como você me pediu.
Mario: Obrigado Ana... E o Artur cadê. Eu falei que queria todo mundo em casa.
Gabriela: Ta no quarto dele.
Mario: Ana, você pode ir chama-lo por favor?
Madalena: Não precisa Mario, deixa seu filho descansar.
Mario: Precisa sim, por favor, Ana.
...


Ruas de São Paulo. De tarde.
Barbara vaga pelas ruas, sozinha. Com as roupas sujas e rasgadas. Com os cabelos sujos e assanhados.
Ela para em frente a uma lanchonete e fica olhando para os salgados na vitrine.
Barbara põe a mão na barriga, ao ouvi-la roncar.
Atendente: Cai fora daqui sua louca. Vai-vai, cai fora, não tem nada pra você aqui não.
Barbara continua andando com medo da reação do atendente da lanchonete.
...


Apartamento da família Corona. Sala. De tarde.
Artur entra na sala.
Mario: Esse é o meu filho mais velho o Artur, mas vocês já se conhecem não é.
Artur: Você? – disse ao vê Maria Madalena.
Nesse momento todos os sentimentos que Artur achou te sumido, voltaram a tona. A imagem de quando ela a viu em em sua mente e seu coração disparou.
Gabriela: Você já a conhece Artur?
Artur: Com ela não pai, você não pode se casar com ela.
Mario: E por que não?
Artur: Porque não – disse passando por eles e saindo do apartamento.
Doroteia em pensamento: Isso não poderia ter saído melhor. – Ela faz faça para não ri.
Mario: Artur volte aqui.
Artur ignora o pai e entre no elevador.
Mario: Eu já volto. – disse saindo do apartamento.
...


Hospital São Lourenço. De tarde.
Lucas entra no quarto de Ester, e chora ao vê-la nesse estado.
Dr. Jorge: Eu falei com o doutor Carvana e ele disse que ela Ester Reagindo muito bem aos remédios. Se continuar assim, amanhã mesmo ela começa com a quimioterapia.
Lucas: Obrigado por ter vindo Jorge.
Dr. Jorge: Eu sinto muito pelo que você ta passando e pela perda do bebê.
Lucas: Eu posso ficar com ela?
Dr. Jorge: Pode sim. Eu vou só checar os sinais dela e depois deixo você sozinho.
Lucas: Obrigado Jorge.
...


Apartamento da família Corona. De tarde.
Mario consegue alcançar o filho no hall de entrada do prédio.
Mario: Artur! Espera.
Artur para e se vira para olhar para o pai.
Mario: O que foi tudo isso.
Artur: Eu não sei! É que quando eu a vi, eu não sei explicar.
Mario: Você gosta dela.
Artur: Eu... Como você...
Mario: Como que eu sei? Eu sou seu pai, eu te conheço, e lembro de você falando dela, depois do acidente, o encanto que você sentia por ela. Mas pensei que isso já tivesse passado.
Artur: Eu também achei, mas na hora que ao vi ali para. Eu a procurei por um tempo depois do acidente, mas não a encontrei e hoje ela tava ali, na minha casa.
Mario: Eu entendo. E como você se sente agora?
Artur: Eu não sei.
Mario: Você quer que eu desista do casamento?
Artur: Eu não... Eu não sei.
Mario: Se você acha que a ama, e que vai ser difícil pra você vê-la lá em casa todo dia eu vou te entender. Eu gosto muito dela. Mas você é meu filho, e eu te amo, você é muito mais importante pra mim do que qualquer mulher.
Artur se emociona ao ouvir o que o pai disse, e o abraça chorando.
Artur: Eu também te amo pai. E você também merece ser feliz, e se você acha que sua felicidade está ao lado dela, vai em frente.  
Mario emocionado abraça o filho.
Mario: Obrigado filho.
...


Praça em algum lugar São Paulo. De tarde.
Anita caminha pela praça com uma mochila nas costas.
Ao passar ao lado de um banco, o homem de capuz preto que estava no banco se levanta e segura no braço de Anita.
Anita: Me larga! – disse assustada.
Vinicius: Calma sou eu – disse tirando a capuz da cabeça.
Anita: Nossa, que susto que você me deu.
Vinicius: Você trouxe o que pedi?
Anita: Sim – disse tirando a mochila das costas.
Vinicius: Está tudo aqui?
Anita: Sim.
Vinicius: Certo. – ele põe a mão no bolso e tira alguma coia. – Toma, entrega esse celular para o Sal, para que eu posso me comunicar com ele, acho que o dele está grampeado pela policia.
Anita: Ok, mas depois disso chega.
Vinicius segura o braço de Anita com força.
Vinicius: Chega quando eu disse que chegou.
Anita: Me solta você ta me machucando.
Vinicius: É pra machucar mesmo.
...


Apartamento da família Corona. Sala. De tarde.
Mario e Artur entram no apartamento.
Artur para em frente à Maria Madalena e a abraça.
Artur: Bem vinda à família Maria!
Doroteia em pensamento: O que? Traidor.
Madalena: obrigada.
Artur: Ah! Eu me lembro de você baixinho. – Desse se abaixando na frente do Léo. – Lembra que você falou que ia ser meu amigo?
Léo: Sim, você o homem de cueca.
Artur: Sou sim – disse rindo. – Agora além de amigos vamos ser irmão. Você quer ser meu irmão.
Léo: Sim.
Artur abraça Léo e o pega no colo.
Gabriela: Homem de cueca?
Artur: Há um tempo atrás fiquei com um garota, e quando acordei de manhã no apartamento dela, eu fui beber água e cruzei com essa carinha aqui. Pelo visto era você que era amiga de quarto dela. Bem que achei a sua voz família.
Madalena: A Anita.
Artur: É, acho que era esse o nome dela.
Gabriela: Espera. Então vocês se conhecem mesmo?
Artur: Foi ela quem me salvou quando sofri o acidente do mote. Que pediu ajuda, que ficou do meu lado na ambulância. Ela só sai de perto de mim, quando me entregou ao nosso pai.  
Mario: E foi assim que eu a conheci.
...


Hospital São Lourenço. De tarde.
Lucas se levanta da cadeira assustado ao ver que a Ester estava acordando.
Lucas: Calma! Calma! – disse para Ester que parecia assustada ao abrir os olhos. - Você está no hospital. Você se lembra do que aconteceu.
Ester balança a cabeça negativamente.
Lucas: Você passou mal e desmaiou no banheiro da delegacia.
Lucas segura na mãe de Ester.
Lucas: Já está tudo bem Ester. Eu to aqui com você.
...


Apartamento da família Corona. Quarto Mario. De tarde.
Mario: O Léo vai ficar no quarto com o Artur – disse abrindo a porta do seu quarto.
Mario e Maria madalena entram no quarto.
Mario: A partir de hoje esse vai ser seu novo quarto, nosso quarto.
Madalena: Nós vamos dormir no mesmo quarto? Mesmo antes de casarmos.
Mario: Sim, o quarto de hóspedes já está ocupado pela Doroteia. Mas não se preocupe. Não vou pedir que seja minha mulher na cama também. Inclusive se você preferir posso dormir nesse sofá mesmo.  
Madalena: Imagina, se alguém tem que dormir no sofá sou eu.
Mario: Deixa disso.
Madalena: Você é medico e precisa ter um bom descanso. Nós podemos dividi a cama mesmo, não tem problema.
Mario: Por mim tudo bem. Mas como te fali, não se preocupe, eu sei que por enquanto vamos ser só amigos, eu vou te da o tempo que você precisar, até você se sentir a vontade para ser minha mulher de fato, mesmo depois do casamento eu vou te respeitar até que você esteja pronta, como te prometi.
Madalena: Obrigada.
Mario a abraça.
Mario: A partir de hoje você pode contar comigo pro que você precisar.
...


Praça em algum lugar São Paulo. De tarde.
Vinicius e Anita estão sentados no banco da praça conversando.
Vinicius: Agora que você acalmou, me conta, como está a Maria?
Anita: Eu não sei, acho que bem.
Vinicius: Como assim, não sei, acho que bem?
Anita: A Maria descobriu que eu estava vigiando ela pra você, e sai do apartamento.
Vinicius: Como você foi deixar isso acontecer sua...
Anita: Ela apareceu de surpresa e me ouvi falando com você pelo telefone.
Vinicius: E pra onde ela foi? E está com o Lucas?
Anita: Não, eu já falei pra vocês que eles terminaram.
Vinicius: E é definitivo?
Anita: Acho que sim. O Lucas ta de casamento marcado com a Ester, a ex dele.
Vinicius: Então pra onde ela foi?
Anita: Parece que pra casa do Medico que cuidou do Léo. Ele a pediu em casamento.
Vinicius: O que? – disse se levantando.
Anita: É sou o que eu sei, depois disso ela saio de casa. O Medico que foi busca-la lá. Mas não sei pra onde ela foi, ela não me disse.
Vinicius: Pois trate de descobrir.
Anita: Mais porque o interesse. O Edgar ta morto, porque você quer sabe da vida da Maria.
Vinicius: Isso não é da sua conta.
...


Apartamento da família Corona. Quarto Gabriela. De tarde.
Doroteia: Você viu seu irmão todo amiginho da Maria e do filho dela.
Gabriela: Você ouviu o que ele disse. Ela salvou a vida dele, talvez ela não seja tão ruim assim.
Doroteia: Como é? Você já se esqueceu da sua mãe. Será que você não vê que ela quer tomar o lugar da sua mãe dentro dessa casa.
Gabriela: É você tem razão.
...


PASSAGEM DE TEMPO

Hospital São Lourenço.
Ester está sentada numa cadeira, fazendo sua primeira seção de quimioterapia.
Lucas está sentado ao seu lado, apoiando.
Ester enjoa e vomita em um balde.
...

Apartamento família Corona.
Maria Madalena se senta no sofá da sala ao lado de Gabriela.
Gabriela se levanta e vai para o seu quarto.
Maria Madalena fica triste.
Doroteia sorrir ao vê de longe a cena.
...

Apartamento de Gabriel.
Gabriel finalmente finaliza a pintura de Eduarda. E fico olhando admirado.
O seu celular toca e corre para vê quem ta ligando, mas ignora a ligação ao ver que não era a Eduarda.
...

Escritório do Doutor Ferrazo.
Lucas aperta a mão do advogado.
Lucas: Obrigado Ferrazo eu sabia que podia contar com você.
Dr. Ferrazo: Em dois dias o dinheiro do segura será depositado na sua conta, e você vai poder reformar a agencia de turismo.
Lucas: E quanto ao outro assunto?
Dr. Ferrazo: Eu consegui a autorização. Amanhã mesmo você já vai poder fazer o exame de DNA com o João Barreto e com o Edgar.
...


Ruas de São Paulo.
Barbara está sentada em uma calçada pedindo esmola.
Barbara: Um esmolinha por favor? Eu estou com fome. – Fala para um homem que estava passando.
O Homem dá duas moedas para Barbara.
...

Clinica de exames.
Lucas tira uma amostra de sangue para fazer o exame de DNA.
...

Apartamento família Corona.
Artur brinca com Léo em seu quarto.
Mario passa pela porta e sorri ao vê a cena.
...

Apartamento de Lucas.
Ester esta tomando banho, e percebe que seus cabelos estão caído.
Ela começa a chora, e se senta no chão, em baixo do chuveiro.
...

Hospital São Lourenço.
Mario acompanha Maria Madalena em sua consulta com o ginecologista.
Medico: Está tudo bem. O Bebê está saudável.
Maria Madalena sorri para Mario e ele segura na mão dela.
...

Apartamento de Lucas.
Ester passa mal. E sente fortes dores de cabeça.
Lucas a ajuda a sai do apartamento para irem ao hospital.
...

Apartamento desconhecido.
Vinicius entra com uma garota no apartamento.
Os dois se beijam e vão caminhando para cama.
Vinicius tira a camisa se deita por cima da garota.
...

Agencia de Turismo.
Lucas acompanha a reforma da agencia.
Lucas: Quanto tempo ainda você acha que vai levar.
Empreiteiro: Pouco mais de um mês eu acho.
...

Apartamento família Corona.
Maria Madalena e Gabriela conversam toda animadas na sala.
Doroteia se enfurece vendo que Gabriela está se deixando iludir por Maria Madalena.
...

Hospital São Lourenço.
Ester está deitada na cama, abatida, ligada em vários aparelhos.
...


DIAS DEPOIS.
...


Apartamento família Corona. Sala. De tarde.
Artur e Mario estão conversando.
Artur: Você está nervoso.
Mario: Um pouquinho eu confesso.
Artur: É compreensível. Daqui a dois dias você será um homem casado novamente.
Mario: Pois é, só mais dois dias.
Artur: Pai você está feliz?
Mario: Muito.
Artur: Mas você a ama?
Mario: Amo sim, não é um amor igual a que senti por sua mãe, mas amo sim. É um amor diferente sabe, eu me sinto completo com ela aqui.
Artur: Entendo. Eu fico muito feliz de saber que você esta feliz.
Mario: E você como vai seu coração?
Artur: Eu estou bem. Uma outra hora falamos sobre isso.
...


Escritório do Doutor Ferrazo. De tarde.
Dr. Ferrazo: Lucas eu já estou com o resultado do seus exames de DNA, os dois.
Lucas: Obrigado por ter cuidado disso pra mim Ferrazo.
Dr. Ferrazo: De nada.
O advogado pega os dois envelopes com o resultado dos exames e entrega para Lucas.
Lucas: Segundo o Júlio, ele falsificou o exame que fiz com o Léo, mas inda assim tenho medo do que pode ter nesses envelopes.
Dr. Ferrazo: É compreensível.
Lucas: Aqui pode dizer que toda minha vida foi uma mentira.
Lucas abre o envelope do exame de DNA com Edgar. Tira o resultado e ler.
Lucas: Negativo.
Dr. Ferrazo: Ótimo, como esperávamos você não é filho do Edgar Gouveia. Isso quer dizer que o João é realmente seu pai.
Lucas: Melhor eu confirma antes, pelo que descobri da minha mãe, não da pra confiar muito.
Lucas abre o segundo envelope e tira o resultado.
Lucas: Positivo. Eu sou filho do João.
...


Apartamento família Corona. Quarto de Doroteia. De tarde.
Doroteia: Droga. Ela esta me vencendo. Já ta todo mundo caidinho por ela. É Maria isso, Maria aquilo. Que raiva, que raiva.
Ela pega o copa com água que está na penteadeira e joga na parede.
Doroteia: Eu a odeio.
Ela abre a gaveta da penteadeira e pega um frasquinho escuro.
Doroteia: Eu não vou deixar você roubar o meu lugar nessa casa, não vou.
Ela olha fixamente para o frasquinho.
Doroteia: Ainda bem que trouxe esse frasquinho com veneno.
Doroteia ri.
Doroteia: Quero vê agora Maria Madalena.
...


Escritório do Doutor Ferrazo. De tarde.
Dr. Ferrazo: Você tem certeza disso?
Lucas: Tenho sim. Você é a melhor pessoa para assumir a construtora. Eu nunca quis trabalhar lá, e nem quero. E você conhece bem a empresa, já trabalha aqui há bastante tempo. Pode preparar a procuração para você me representar na empresa para que eu assine.
Dr. Ferrazo: Mais eu não sou arquiteto nem nada.
Lucas: A empresa já tem um grupo de arquitetos, agora só falta alguém que possa administra-la. E eu acredito que você é a pessoa certa para isso.
Dr. Ferrazo: Então eu só tenho que agradecer por sua confiança.
Lucas: Eu que tenho que agradecer por sua amizade.
...


Apartamento da família Corona. Quarto Mario. De noite.
Mario e Maria Madalena estão deitados na cama, abraçados.
Madalena: Mario eu confesso, que no começo e tinha duvidas sobre me casar com você. Mas não sinto mais.
Mario se vira para olhar para Maira Madalena.
Madalena: Esses dias me fizeram muito bem, o seu cuidado e respeito comigo.
Mario: Você sabe que eu gosto muito de você.
Madalena: Eu também gosto de você, ainda mais agora.
Maria madalena beija Mario.
Mario: Você tem certeza? – pergunta depois do beija.
Madalena: Tenho sim. Estar aqui com você me fez esquecer um pouco de tudo que já passei, esquecer dos meus problema. Me fez mais feliz. Não, Eu estou feliz. Feliz de está aqui com você.
Mario: Eu também estou muito feliz de ter você em minha vida.
Mario beija Maria Madalena, os dois se abraçam e se beijam.
Maria Madalena se senta e tira a camisa.
Madalena: Eu estou pronta para embarcar de vez nessa relação.
Mario passa a mão pelo corpo dela.
Alguém bate na porta.
Mario: Oi?
Gabriela: Pai, a Ana já preparou a mesa para jantar, estamos esperando só vocês dois.
Mario: Nos já vamos.
Mario e Maria Madalena olham um para o outro e riem.  
...


Hospital São Lourenço.
Lucas entra no quarto de Ester.
Ester: Oi você chegou – fala com dificuldade.
Lucas: Como você está.
Ester: Bem.
Lucas da um beijo na testa de Ester e se senta na cadeira ao lada da cama dela.
Lucas: Descanse eu to aqui com você.
...


Apartamento da família Corona. De noite.
Depois do jantar todos se sentam na sala, para conversarem um pouco.
Doroteia: Eu vou pegar um café para agente. Você quer Maria.
Madalena: Sim obrigada Ester.
Gabriela: Pra mim precisa tia, eu vou pro meu quarto tenho que estudar um pouco.
Doroteia vai na sala de jantar. E serve quatro xícaras de café. Da garrafa que está em cima da mesa.
Ela olha para a sala, e vendo que estão todos distraídos e pega a garrafinha escura e despeja o conteúdo em uma das xícaras. Depois esconde a garrafinha no bolso novamente.
Doroteia pega a bandeja com as xícaras de café e volta para a sala.
Doroteia: Uma colher de açúcar né Maria?
Maria: Sim.
Doroteia: Do jeito que eu gosto também.
Doroteia coloca uma colher de açúcar em uma das xícaras e entrega para Maria Madalena.
Madalena: Obrigada – disse mexendo o açúcar na xícara.
Doroteia serve Mario e Artur e se senta ao lado de Maria Madalena.
Mario: To estranhado Artur. Te vendo aqui sentado uma hora dessa.
Artur: To cansando hoje.
Doroteia toma um gole de café e põe a xícara na mesinha de centro.
Maria Madalena aproxima a xícara para beber o café, mas:
Léo: Mãe eu não to achando o meu lápis.
Madalena: Você procurou direito?
Léo: Sim.
Maria Madalena coloca o xícara na mesinha de centro ao lado da xícara da Ester e se levanta.
Madalena: Eu vou lá ver o que ele está aprontando.
Doroteia: Droga – fala baixinho.
Madalena: O que?
Doroteia: Nada.
Maria Madalena vai pro quarto com o Léo.
Artur: Tia você está bem, você está parecendo meio nervosa.
Doroteia: É impressão sua.
Artur: Ok.
Mario: Eu nunca mais vi o Bruno e o Bernardo, o que aconteceu Artur? Vocês estão brigados.
Artur: Não, e a correria do dia a dia.
Mario: Correria do dia a dia – disse rindo.
Artur: Pois é.
Maria Madalena volta pra sala.
Mario: Achou o lápis?
Madalena: Eu peguei um novo pra ele.
Maria Madalena pega a xícara de café da mezinha, se senta no sofá e bebe.
Doroteia a sua xícara e bebe mais um pouco de café.
...


Hospital São Lourenço.
Ester acorda tendo uma crise.
Lucas: Ester?
Ester: Lucas eu não consigo enxergar – fala com muita dificuldade.
Lucas: Eu vou chamar ajuda.
Ester: Não... Não precisa, acho que chegou a minha hora.
Lucas: Não fala assim – disse chorando.
Ester com muito esforço mexe a mão.
Lucas segura não mão de Ester.
Ester: Me perdoe Lucas – ela para e respira um pouco com dificuldade. – Eu espero que você seja muito feliz.
Ester solta a mão de Lucas e fecha o olhos, sua cabeça vira um pouco de lada.
Lucas: Ester? Ester?
Vendo que Ester não respondia, Lucas sai do quarto.
Lucas: Alguém me ajude.
Um enfermeiro e um Medico entram no quarto de Ester.
O Medico examina Ester.
Medico: Eu sinto muito.
Lucas chora com a confirmação da Morte de Ester.
...


Apartamento da família Corona. Sala. De noite.
Doroteia: Bom, acho que vou pro meu quarto, não to me sentindo muito bem.
Artur: Eu to vendo mesmo.
Doroteia tenta se levantar mais não consegue.
Mario: Você está bem?
Doroteia: Eu não sei.
De repente a visão da Doroteia fica embaçada. E ela se toca que deve ter bebido o veneno.
Doroteia em pensamento: Mas como?
Doroteia se lembra que a Maira Madalena colocou a sua xícara em cima da mesinha ao lado da sua quando saiu da sala.
Doroteia em pensamento: Ela deve ter pega a minha por engano.
Doroteia tenta se levantar mais desmaia e cai no chão.
Mario: Dora! – disse se levantando apressado para ajuda-la.
Artur e Maria Madalena também se levantam.
...


NA MANHÃ SEGUINTE.
...


Hospital São Lourenço.
Doroteia abre os olhos mais não consegue vê nada.
Doroteia: Onde eu estou? Eu não to vendo nada.
Mario: Você está no hospital.
Doroteia: O que aconteceu?
Mario: Você bebeu por engano o veneno que você tentou dar para a Maria.
Doroteia: Veneno? Do que você está falando?
Mario: Não adianta negar, nas achamos a garrafinha do veneno no seu bolso. Como você pode fazer isso depois de tudo que fizemos por você.
Doroteia: Eu te amo e o que você fez por mim em troca. Você dormiu comigo e depois passou os dias seguintes me evitando. Depois me fez perder o nosso filho.
Mario: Eu não tenho nada haver com isso, nem com essa sua obsessão. Você tem sorte da Maria ter pena de você e não ter de denunciado a policia.
Doroteia: Eu não preciso da pena de ninguém.
Mario: Ótimo. Eu já liguei pro seus pais ele estão vindo te buscar, eu não quero que você pise mais na minha casa.
Doroteia: Porque eu não to enxergando?
Mario: Os médicos fizeram de tudo, mais não descobriram o que está causando a sua cegueira. Deve ser algum efeito da mistura de substancias que tinha no seu veneno.
...


UM DIA DEPOIS.
...


Igreja. De manhã.
Mario está ansiosos no altar.
Artur: Calma pai. Noivas atrasam mesmo.
Mario: É você tem razão.
De repente a musica começa a tocar.
Artur: Olha ai, ela chegou.
As portas da igreja se abrem e Maria Madalena aparece vestida de noiva.
...


Em frente à Igreja. De manhã.
Maria madalena está parada em frete a porta da igreja.
De repente um carro para na frente da Igreja e três homens com mascas na cabeça descem do carro. E correm em direção a Igreja.
Maria Madalena olha para trás assustada.
Os três homens a seguram e carregam para perto do carro.
Madalena: Me soltem! Socorro.
Um dos homens põe um pano no rosto de Maria Madalena e em poucos segundos ela apaga.
Os homens colocam Maria Madalena dentro do carro.
Mario sai correndo de dentro da Igreja seguido por Artur e vários outras pessoas.
O carro sai em dispara.
...


Terraço de algum Prédio de São Paulo. De manha.
Maria Madalena acorda e olha ao seu redor.
Madalena: Onde eu estou?
Vinicius abre a porta e entra no terraço.
Madalena: Vinicius?
Vinicius: Ah você já acordou.
Madalena: O que eu estou fazendo aqui?
Vinicius: Nós estamos indo embora do Brasil.
Madalena: Nós?
Vinicius: Isso mesmo, você vai comigo. Eu te amo Maria. E se você vai se casar com alguém essa alguém vai ser eu.
Madalena: Você ta doido – disse caminhando em direção a porta.
Vinicius pega uma arma e aponta para Maria Madalena.
Vinicius: Não se aproxime da porta.
Maria Madalena para.
Madalena: O que você quer de mim?
Vinicius: Eu já falei, quero que você seja minha esposa.
Madalena: Isso nunca vai acontecer.
Vinicius: Se você não for minha não vai ser de mais ninguém.
Madalena: Você está louco?
Vinicius: Louco de amor por você.
Madalena: E como você pretende fugir daqui?
Vinicius: Já está tudo certo. Daqui a pouco um helicóptero vai vir nos pegar aqui no terraço desse prédio. Agora venha pra cá, não quero você perto dessa porta. – disse apontando a arma para ela.
Madalena: Eu estou grávida Vinicius, por favor não me machuque – disse caminhado para longe da porta.
Vinicius: Eu sei – disse se aproximando dela - eu nunca vou te machucar. Eu te amo, e vou amar seu filho como se fosse meu – ele passa a mão na barriga dela.
Lucas: Se afaste dela – disse entrando pela porta do terraço.
Madalena: Lucas!
Vinicius: O que você está fazendo aqui? Como você nos achou?
Lucas: Não importa. Eu já chamei a policia, ele vão chegar aqui a qualquer momento.
Vinicius: Não, não, não – disse colocando a mão na cabeça.
Lucas caminha um pouco para perto deles.
Vinicius: Não se aproxime – disse apontando a arma para Lucas.
Lucas: Calma! – disse parando. – Vinicius a policia já está vindo, se você for agora, você ainda vai conseguir fugir.
De cima dos terraços eles escutam as sirenes dos carros da policia.
Madalena: A policia já chegou – disse olhando para baixo.
Vinicius segura Maira Madalena e aponta a arma para a cabeça dela.
Vinicius: Eu já falei que se você não for minha não vai ser de mais ninguém.
Lucas: Calma! – disse se aproximando um pouco – Vamos conversar. Você não precisa fazer isso.
Vinicius: Eu já falei pra você não se aproxima.
Lucas: Calma. Você se você solte-a você não vai ser preso, vamos dizer que foi tudo um engano.
Vinicius: Não se aproxime – disse apontando a Arma para Lucas que já estava a menos de um metro de distancia.
Lucas para.
Maria Madalena da uma cotovelada na barriga de Vinicius, que se encolhe um pouco por causa da dor.
Lucas corre pra cima de Vinicius e segura na mão que ele segurava a arma, apontando-a para cima.
A arma dispara.
Vinicius e Lucas continuam brigando pela arma, sem querer eles empurram Maria Madalena que cai sentada no chão.
Vinicius se distrai ao vê Maria Madalena caída no chão.
Lucas empurra Vinicius que tropeça e se desequilibra. Para não cai de cima do prédio Vinicius segura no braço de Lucas e o puxa. Lucas e Vinicius caem do prédio.
Madalena: Lucas! Não!!
...


Continua...

.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Vinícios
Administrador
Administrador
avatar

Idade : 28
Cidade : Americana

MensagemAssunto: Re: Maria Madalena || Capítulo 72 - Penúltimo Capítulo   28.03.14 22:30

Pessoal desculpa pelo atraso.
Tive uns problemas no meu computador, não estava conseguindo postar o capítulo.
Desculpa também pelo capitulo, ele está bastante extenso, o maior de todos que escrevi. Mas não deu pra evitar.

Amanhã tem o Ultimo Capítulo, pode ser que atrase um pouquinho pois ainda estou escrevendo ele. Ah ainda da tempo para vocês falarem se preferem que o bebê da Maria Madalena seja menino ou menina?

Espero que gostem do Capítulo.
Forte Abraço.
Vinícios Aguiar
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Wagner Nascha
Gold
avatar

Idade : 20
Cidade : Formosa do Rio Preto

MensagemAssunto: Re: Maria Madalena || Capítulo 72 - Penúltimo Capítulo   28.03.14 23:00

Que capítulo ein? Estou esperando o último, ansios, o que vai acontecer??
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://webficção.forumeiros.com
Bernado

avatar

Idade : 27
Cidade : São Paulo

MensagemAssunto: Re: Maria Madalena || Capítulo 72 - Penúltimo Capítulo   29.03.14 13:15

Caramba! Eu não esperava por isso no final do capítulo.

Gostei do final da Doroteia, nem pode ter mais filhos e agora ficou cega. Bebeu do próprio veneno literalmente kkkk

Fiquei com pena da Ester, no final das contas ele não fez nada, só ficou amargurando seu ódio, pela pessoa errada por sinal e teve uma morte tão sofrida.

Bom agora é espera pelo ultimo capitulo e descobrir como as coisas acabam.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
hugobrt19

avatar

Idade : 23
Cidade : Sumaré

MensagemAssunto: Re: Maria Madalena || Capítulo 72 - Penúltimo Capítulo   29.03.14 13:47

Como todos os capítulos dessa reta final, excelente capítulo. Eu devorei ele, e nem percebi que ele era tão extenso assim, se eu não tivesse visto o comentário dizendo que ele era o maio de todos, pra teria sido mais um capitulo normal.
Os autores daqui tem que pararem de se preocupar com o tamanho do capítulo, desde que seja uma boa web, e seja um ótimo capítulo como esse foi, como esses últimos foram, o tamanho é o que menos importa.
Agora resta saber, quem matou o Edgar? To apostando na Barbara.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Vinícios
Administrador
Administrador
avatar

Idade : 28
Cidade : Americana

MensagemAssunto: Re: Maria Madalena || Capítulo 72 - Penúltimo Capítulo   29.03.14 14:51

Wagner, Bernardo e Hugo. Muito obrigado pelo comentários de vocês.
Quem bom que vocês estão curtindo o final de Maria Madalena.

Até mais tarde com o último capítulo de Maria Madalena.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Thiago Fernandes

avatar

Idade : 25
Cidade : São Paulo

MensagemAssunto: Re: Maria Madalena || Capítulo 72 - Penúltimo Capítulo   29.03.14 15:26

Um gancho impactante!
Aguardando o último episódio.

Eu gostaria de escrever uma web ou ser assistente de algum autor.
Como faço?

Abraços,
Thiago
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
José Pereira

avatar

Idade : 32
Cidade : Serra

MensagemAssunto: Re: Maria Madalena || Capítulo 72 - Penúltimo Capítulo   29.03.14 17:05

É, Mário, perdeu!! kkkkkkkkkkk
Se o Lucas sobreviver à queda, com certeza a Madá ficará com ele! Para ter se arriscado tanto para protegê-la, isso sim é que é amor, não é como essa palhaçada do Mário "vamos nos casar, mas vamos manter a amizade, QUEM SABE COM O TEMPO...", hahahaha, tomara que a Madá perceba a burrada que esteve prestes a fazer.

Desculpem-me por ser sanguinário, mas fazer a Bárbara de mendiga para mim não é castigo o bastante. Tem que ser presa, ou morrer como o Edgar. Deixar ela com amnésia e desaparecida dá uma sensação de impunidade a tudo que ela fez, enquanto isso só o coitado do Júlio que está preso.

A Dorotéia não satisfeita em perder a capacidade de engravidar, agora ficou cega! Bem-feito pra essa vaca! Agora quero ver a mãe dela, que foi quem a obrigou a dar o golpe, vai cuidar da filha cega e estéril pro resto da vida!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Victor Lopis

avatar

Idade : 19
Cidade : Brasilia

MensagemAssunto: Re: Maria Madalena || Capítulo 72 - Penúltimo Capítulo   29.03.14 18:36

Ou louco Vinicius, que me matar do coração? Como é que você me derruba o Lucas de cima de um prédio? Tomara que ele tenha sobrevivido de alguma maneira.  Como disse o José, tem a Barbara ai saindo meio que impune nisso tudo, se pra matar alguém mata ela.
Torcendo para que o Lucas sobreviva. Lucas e Maria Madalena forever.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Fabíola Poeta

avatar

Idade : 20
Cidade : Manaus

MensagemAssunto: Re: Maria Madalena || Capítulo 72 - Penúltimo Capítulo   29.03.14 20:27

Caramba mais um excelente capítulo de Maria Madalena, ansiosíssima para vê o último capítulo.

Espero que o Lucas sobreviva!!!

Concordo José, bem feito pra vaca da Doroteia, espero que sofra muito. E também quero vê a Barbara ter um final pior.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Maria Madalena || Capítulo 72 - Penúltimo Capítulo   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Maria Madalena || Capítulo 72 - Penúltimo Capítulo
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Séries de Web | Memória :: Webs Encerradas :: Finalizadas :: Maria Madalena-
Ir para: