InícioWeb SériesWeb NovelasGruposBuscarMembrosFAQGaleriaRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 Maria Madalena || Capítulo 73 - Último Capítulos

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Vinícios
Administrador
Administrador
avatar

Idade : 28
Cidade : Americana

MensagemAssunto: Maria Madalena || Capítulo 73 - Último Capítulos   29.03.14 20:53

.

.

Maria Madalena  – Último capítulo
Capítulo 073

.
Terraço de algum Prédio de São Paulo. De manha.
Maria Madalena se levanta chorando.
MADALENA: Não. Não. Lucas!
Ela se aproxima da beirada do terraço para olhar para baixo, mas não tem coragem.
Maria Madalena se abaixa chorando e se senta no chão, encostada na muretinha do terraço.
MADALENA: Lucas eu te amo. Não pode ser. Deus!
Ela escuta o barulho da porta abrindo e olha pra frente assustada.
Pela porta ela vê alguns policias entrarem no terraço.
POLICIAL 1: Você está bem?
MADALENA: Eu... Eu... Eles... Eles caíram.
Um dos policias se abaixa na sua frente a ajuda a se levantar.
POLICIAL 2: Você vai ficar bem.
Outro policial passa direto e olha para baixa.
POLICIAL 3: Tem alguém pendurado na varando ali em baixo. Acho que é do quinto andar.
O Policial 1 se aproxima do canto do terraço e também olha para baixa.
POLICIA 1: Eu preciso de ajuda no quinto andar – fala no radio – Tem um homem pendurado na varando do apartamento do lado direito.
MADALENA: Um homem! – ela se levanta esperançosa.
Maria Madalena cria coragem e olha para baixo.
A alguns andares abaixo, ele vê Lucas, segurando com as duas mãos, na grade da varanda de um dos apartamentos. Mas abaixo vê o corpo de Vinicius caído no chão de bruços, imóvel.
MADALENA: Lucas!
Emocionada Maria Madalena desmaia. Mais antes que caia um dos policias a segura.
...


Em frente à Igreja. De manhã.
Artur desliga o telefone celular e se aproxima de Bernardo, que está do lado de fora da Igreja com ele.
ARTUR: parece que acharam ela. Meu pai ta indo com o detetive pro local.
BERNARDO: Acho melhor você aviar ao pessoal.
ARTUR: Você tem razão, eu vou entrar para avisar.
BERNARDO: Eu vou com você.
Artur e Bernardo entram na igreja.
...


Em frente a um Prédio de São Paulo. De manha.
O detetive Barros para o carro na esquina do prédio. Mario para o carro logo atrás do carro do detetive.
Mario desce e corre em direção a entrada do prédio.
BARROS: O que aconteceu? Cadê a garota?
POLICIAL 4: Dois caras caíram lá de cima, um deles consegui se segurar na grade da varanda de um dos apartamentos. Estão tirando ele da varanda agora.  
BARROS: A garota?
POLICIAL 4: Ela desmaiou e a levaram para ambulância.
Mario corre para a ambulância.
Um policial tenta impedir que ele se aproxime.
MARIO: Eu sou medico.
O policial olha para Barros que acena para deixar Mario passar.
...


Americana Interior de SP.
Casa da família de Doroteia. De manhã.
Doroteia se levanta do sofá e esbarra na mesinha do lado do sofá.
Um vaso cai da mezinha e quebra.
LAURA: O que você quebrou agora? – disse entrando na sala.
DOROTEIA: Desculpa, foi sem querer.
LAURA: Meu vaso. Você tem noção do preço desse vaso. Sua imprestável.
DOROTEIA: Foi sem querer mãe – disse chorando.
LAURA: Porque você não podia ser como sua irmã, ela nunca meu deu trabalho, sempre foi admirado por todo mundo, consegui um bom casamento. Já você é só me da trabalho, desde que nasceu, não fez uma coisa boa, não fez uma coisa para que eu me orgulhasse de você.
DOROTEIA: Mãe, porque você é tão dura comigo – disse chorando – tudo que eu sempre fiz foi pra te agradar.
LAURA: Mas olha o que você conseguiu com isso, ficar mais inútil do que já era.
Doroteia tenta se aproxima da mãe, mas escorrega no tapete cai.
DOROTEIA: Ai! Mãe me ajuda?
LAURA: Eu não, você que caiu, se levante sozinha.
...


São Paulo. SP.
Em frente a um Prédio de São Paulo. De manha.
Lucas sai do prédio mancando, apoiado em um policial.
LUCAS: Cadê ela.
POLICIAL 3: Você precisa ser atendido primeiro.
LUCAS: Não eu estou bem. Onde ela está?
Lucas vê Mario próximo a uma ambulância. E caminha com dificuldades pra lá.
MARIO: Temos que ter cuidado, ela está grávida.
LUCAS: Grávida?
Mario se vira e vê Lucas para olhando para Maira Madalena deitada na maca da ambulância.
MARIO: É, ela está grávida. Como você chegou aqui?
LUCAS: A Anita me ligou desesperada e falou para eu vi pra cá. Que o Vinicius ei fazer algo com a Madá.
MARIO: E como ela sabia?
LUCAS: Eu não sei.
MARIO: Precisamos leva-la para o hospital. Para termos certeza que está tudo bem com ela e com o bebê – disse entrando na ambulância.
Lucas vê um dos paramédicos fechar a ambulância. E depois a ambulância indo embora.
BARROS: Lucas eu preciso falar com você. Preciso saber o que aconteceu.
LUCAS: Agora não – disse andando um pouco, mancando, pois tinha machucada quando caiu de cima do prédio. Batendo em uma das varandas.
Quando se afasta um pouco das pessoas Luca se abaixa e chora. Passa as mãos no cabelo.
LUCAS: Obrigado Deus! – disse ao perceber que tinha nascido de novo ao conseguir se segurar e não cair no chão.
...


Hospital São Lourenço. De tarde.
Maria Madalena está deitada na cama do hospital, ainda inconsciente.
Mario está verificando os aparelhos, para vê a pressão, batimento cardíaco, entre outras coisas.
MADALENA: Lucas! – ela acorda e se senta na cama de uma vez.
MARIO: Calma! Ta tudo bem – disse ajudando-a a se deitar novamente.
MADALENA: Onde eu estou?
MARIO: No hospital.
MADALENA: E o Lucas? O que aconteceu?
MARIO: Ele está bem.
MADALENA: Eu os vi cair.
MARIO: Eu sei, mas o Lucas conseguiu se segurar e não caiu.
MADALENA: Onde ele está.
MARIO: Ele está bem. Acredito que esteja na policia dando o depoimento dele.
MADALENA: Porque eu estou aqui?  - disse olhando em volta, e finalmente se tocando que está no hospital.
MARIO: Você passou mal e desmaiou. Mas já esta tudo bem.
MADALENA: E o meu filho?
MARIO: Está tudo ótimo com ele também. Foi só um susto mesmo. Agora descanse um pouco, eu vou ficar aqui com você, disse se sentando em uma cadeira.
...


Delegacia de Policias. De tarde.
Lucas está na sala do delegado/detetive Barros, dando seu depoimento sobre o que aconteceu.  
BARROS: E como você soube que o Vinicius a levou pra lá?
LUCAS: A Anita, Madá morava com ela até pouco tempo atrás.
BARROS: Mada?
LUCAS: Da Maria. A Anita me ligou desesperada dizendo que o ouviu uma conversa do Sal com o Vinicius. Ela disse que o Vinicius tinha sequestrado a Maria e levado para esse prédio. Disse que ele ia tentar fugir de Helicóptero. Ai eu peguei meu carro e corri pra lá. No caminho eu liguei pra policia.
BARROS: E o que aconteceu quando você chegou lá?
LUCAS: Eu subi correndo até o terraço. Quando entrei no terraço o Vinicius estava apontando a arma para a Maria. Ele estava muito nervoso. Eu tentei acalma-lo e convencê-lo a se entregar. Ai ele puxou a Maria pra perto e colocou a arma na cabeça dela – ele para pra respirar. Uma lágrima escorre de seu olho, ao se lembrar do que tinha acontecido – Ai tudo aconteceu muito rápido, quando dei por mim, está tentando tomar a arma da mão dele. De repente e se desequilibrou e me puxou e caímos os dois. Por sorte eu consegui me segura na grade daquela varanda.
BARROS: Certo. Por enquanto é só. Qualquer coisa eu entro em contato.
LUCAS: Ok – disse se levantando.
Um policial entra.
POLICIAL: Barros, os peritos encontra uma coisa no bolso do defunto.
BARROS: Obrigado Lucas.
Lucas sai da sala.
BARROS: O que é?
POLICIAL: Uma fita igual as que o Edgar tinha.
BARROS: Então a fita desaparecida estava com o Vinicius, então ele é o assassino do Edgar Gouveia.
...


Hospital São Lourenço. De tarde.
Lucas entra no quarto de Maria Madalena.
LUCAS: Como ela está?
Mario se levanta da cadeira e se vira para olhar para Lucas.
MARIO: Ela está bem, só descansando um pouco. Quando ela acordar ela vai ter alta.
LUCAS: Certo. Quem bom. Acho que vou embora então.
MARIO: Não precisa. Fique um pouco com ela. Eu tenho que resolver umas coisas. Foi bom você ter vindo, assim ela não fica sozinha.
LUCAS: Você tem certeza?
MARIO: Tenho sim.
Mario sai do quarto.
Lucas se aproxima da cama. Puxa a cadeira mais pra perto e se senta.
LUCAS: Eu te amo!
Do lado de fora da quarto Mario encontra com Jorge.
JORGE: Você tem certeza do que está fazendo?
MARIO: Tem sim, estou dando a chance dele se decidi de verdade. Eu quero que ela seja feliz e se ele for a felicidade dela, que assim seja.
JORGE: Eh eu queria ser forte como você, eu não conseguira fazer isso no seu lugar.
MARIO: Quem ama quer ver a outra pessoa feliz, independente de como. Mas é claro que por dentro eu quero que ela me escolha. Esse dias que passamos juntos foram os melhores da minha vida, desde que minha esposa morreu. Eu não me sentia vivo a sim a um bom tempo.
JORGE: Uma pena que o casamento não deu certo.
MARIO: Talvez não era pra ser. E se for teremos outra oportunidade.
Jorge abraça o amigo.
JORGE: Boa sorte amigo!
...


Delegacia de Policia. De tarde.
ANITA: Eu só fiz isso porque precisa do dinheiro para pagar o tratamento do minha mãe. Mas nunca fiz nada que pudesse prejudicar ninguém.
BARROS: Entendo. E como você ficou sabendo do sequestro da Maria Madalena e pra onde tinha a levado.
ANITA: Depois que a Maria descobriu tudo e se mudou, eu voltei a trabalhar no ARES. E hoje eu fiquei depois do expediente a pedido do Sal, Salvador.
BARROS: E por que ele pediu que você ficasse até mais tarde?
ANITA: Parece que ia ter uma entrega de fornecedor e o Sal ia precisar sair. foi quando eu me aproximei do escritório e o ouvi falando no telefone com o Vinicius, ele disse que era para levar a Maria, para um prédio, que o helicóptero ia busca-los no terraço desse prédio. Ai ele passou o endereço.
BARROS: E o que mais?
ANITA: Ai eu fique assustada e desesperada. Corri pro banheiro feminino e me tranquei. A primeira pessoa que me veio à cabeça foi o Lucas ai eu liguei pra ele e contei tudo.
Anita continua contando seu envolvimento com Vinicius e Edgar.
...


Praça em algum lugar da cidade.
Barbara está dormindo, deitada no banco da praça. Ele se mexe um pouco e cai do banco.
Barbara acorda assustada e se levanta.
BARBARA: Onde eu estou?
Ao pouco ela se lembre de tudo o que fez nesses últimos dias.
Barbara olha para sua roupa suja e rasgada.
BARBARA: Que lixo é esse que estou vestindo. Onde que estou? Eu preciso voltar pra casa.  
...


Delegacia de Policia. De tarde.
ANITA: E isso é tudo detetive...
BARROS: Você sabe que depois de tudo isso que você me contou não posso te deixar ir embora não é?
ANITA: Sei sim, e vou assumi as consequências pelo que fiz.
BARROS: Você vai se acusada de ser cumprisse do Vinicius. Mas se você consegui um bom advogado eu tenho certeza que você vai estar livre em poucos dias. Já que você não fez nada tão grave.
ANITA: Ok.
BARROS: E você não tiver um advogado, podemos chamar um defensor publico.
ANITA: Tudo bem.
BARROS: Oficial leve ela para cela.
POLICIAL: Ok detetive.
O Policias leva Anita para fora da sala.
BARROS: Temos que ir atrás de todos os cúmplices do Vinicius, pelo visto tem muita gente envolvida nisso tudo.
...


Hospital São Lourenço. De tarde.
Lucas sente a mão de Maria Madalena mexer e se levanta apressado olhando para ela.
Maria Madalena abre os olhos.
LUCAS: Madá!
MADALENA: Lucas!
LUCAS: Eu estou aqui.
Maria Madalena se senta na cama e os dois se abraçam.
MADALENA: Eu achei que você tivesse morrido – disse chorando.
LUCAS: Eu teve tanto medo de te perder. – disse chorando também – Eu te amo tanto.
MADALENA: Eu também te amo.
Os dois ficam abraçados mais um tempo, chorando emocionados.
LUCAS: Como você está? – pergunta depois do abraço.
MADALENA: Estou bem e você?
LUCAS: Eu também estou.
MADALENA: O que aconteceu com o Vinicius?
LUCAS: Ele está morto.
MADALENA: Como você sabia onde me achar?
LUCAS: A Anita escutou uma conversa do Sal com o Vinicius e me ligou preocupada.
MADALENA: A Anita.
LUCAS: Porque você não me disse que estava grávida?
MADALENA: Como você sabe?
LUCAS: Eu ouvi o doutor Mario falando quando estavam te colocando na ambulância.
Madalena na fala nada.
LUCAS: Eu tinha o direito de saber, é meu filho também.
MADALENA: Quem disse que é seu filho?
LUCAS: Ninguém precisou dizer. Eu simplesmente sei. Eu sinto que é.
MADALENA: Mas isso não mudo nada, você escolheu a sua ex o filho dela.
LUCAS: Mas se eu soubesse que você estava grávida...
MADALENA: Você teria ficado com a Ester do mesmo jeito. Ela está doente. E precisa de você ao lado dela, ainda mais depois que ela perdeu o filho que esperava.
LUCAS: Você sabia?
MADALENA: Eu percebi tudo, depois que ela passou mau na delegacia e fomos pro hospital, foi quando eu soube que ela tinha perdido o bebê e que estava com câncer.
LUCAS: E porque você não falou nada?
MADALENA: Porque eu vi o quanto ela precisava de você, muito mais que eu. E isso só me fez ter mais certeza da decisão que tomei de casar com o Mario. Tinha que acabar com todas as esperanças de que pudéssemos ficar juntos. Para que você não tivesse duvidas de que estava fazendo a coisa certa ao ficar do lado dela.
Lucas abraça Maria Madalena.
LUCAS: Eu te amo!
MADALENA: Eu também te amo. Mas está na hora de seguirmos nossos caminhos separados. Você precisa voltar para o lado da Ester e eu seguir minha vida com o Mario.
LUCAS: A Ester morreu há dois dias.
MADALENA: O que?
LUCAS: O câncer foi mais forte que ela.
MADALENA: Eu sinto muito.
LUCAS: Eu também, mas pelo menos ela parou de sofrer e descansou.
MADALENA: Eu não sei o que dizer.
LUCAS: Não precisa dizer nada. Faz parte da vida.
Madalena fica sem dizer nada.
LUCAS: Eu vou avisar os médicos que você acordou e mandar chamar o Mario.
MADALENA: ok.
Lucas caminha para a porta do quarto.
MADALENA: Lucas?
Lucas para e se vira.
LUCAS: o que?
MADALENA: Porque as coisas tinha que ser assim entre a gente?
LUCAS: Lucas eu não sei. Só espero que um dia você consiga me perdoar e que possamos pelo menos sermos amigos.
Lucas sai do quarto chorando.
MADALENA: Adeus Lucas! – disse baixinho começando a chorar.
...


Em frete ao Hospital São Lourenço. De tarde.
Lucas entra no seu carro, ainda chorando.
LUCAS: Eu te perdi Madá.
Ele da um soco no volante do carro.
LUCAS: Eu te amo! Espero que você seja feliz.
O celular de Lucas toca. E Lucas atende.
LUCAS ao telefone: Oi! – ele respira fundo – Detetive Barros... Ir ai, posso sim.
...


Hospital São Lourenço. De tarde.
Mario entra na quarto de Maria Madalena.
MARIO: Pelo que vejo você já está pronta para ir embora. – disse se referindo ao fato que ela já estava vestida a sua roupa e não mais a camisola do hospital.
MADALENA: De ir embora? Você não vem comigo?
MARIO: Você tem certeza de que anda quer ir em frente com isso.
MADALENA: Como assim?
MARIO: Você sabe que o Lucas só ficou com a Ester por causa da gravidez dela e principalmente por causa da doença dela. Mas agora com a Ester morta, não tem mais nada que os impressa de ficar juntos.
MADALENA: Como você sabe disso?
MARIO: O Jorge me contou hoje. Depois que te trouxe aqui. Assim que entramos na ambulância liguei pra ele, apara que a esposa dele visse te examinar, queria saber se estava tudo bem com o seu filho também.
MADALENA: Obrigada por isso.
MARIO: Eu juro que se soubesse disso antes do casamento eu teria te contado. Eu quero que se você me escolher seja porque você me escolheu, mesmo sabendo de todas suas opções.
MADALENA: Você sabe que eu gosto muito de você não sabe?
MARIO: Sei sim, mas também sei que você não me ama.
MADALENA: E você? Você me ama?
MARIO: Amo, mas é um amor diferente do que você tem pelo Lucas. Por isso entendo se você o escolher.
MADALENA: Mario você me ajudou tanto, me estendeu a mão sempre que eu precisei. Eu não posso não pensar nisso.
MARIO: Maria, aqui esta sua alta – disse colocando o em cima a cama. – Eu vou te deixar sozinha, para que você pense bem o que você quer para sua vida. E sabe que mesmo que você não me escolha você vai poder contar comigo sempre...
MADALENA: Mario...
MARIO: Deixe eu terminar, por favor. Eu vou pra casa e vou te esperar lá. Se você não aparecer vou saber que você não escolheu. Quanto ao Léo não se preocupe, ele vai ser sempre bem vindo lá em casa, ele vai poder ficar com agente até que você se restabeleça.
MADALENA: Mario eu...
MARIO: Não fale nada agora, só pense. Escute seu coração e vejo o que ele lhe diz.
Lagrimas começam a escorrer dos olhos de Maria Madalena.
MARIO: Não precisa chorar. – disse abraçando-a.
Mario sai do quarto.
MADALENA: Ouvir meu coração.
...


Delegacia de Policia. De tarde.
POLICIAL: Detetive Barros, o Lucas já está aqui.
BARROS: Mande ele entrar.
Lucas entra na sala do detetive.
LUCAS: O senhor queria falar comigo?
BARROS: Sim. Sente-se, por favor.
Lucas se senta em frente a mesa do detetive.
BARROS: Encontramos uma das fitas do Edgar no bolso do Vinicius. É a fita do assassinato dele.
LUCAS: Então foi o Vinicius que matou o Edgar.
BARROS: Eu estou com a fita aqui, não devia lhe mostrar, pois é prova de um caso de assassinato, mas acho que você deve ouvir o que tem na fita.
LUCAS: Porque eu?
BARROS: Só escute a gravação.
O detetive aperta o play do gravador.

Gravação:
EDGAR: Até quem fim. O que você queria falar comigo de tão urgente que me fez levantar tão cedo... O que? Não vai falar nada?
BARBARA: Como você pode fazer isso?
EDGAR: Pode ser mais especifica.
BARBARA: Porque você foi dizer ao Lucas que ele é seu filho.
EDGAR: Porque é a verdade.
BARBARA: Eu já disse que o Lucas não é seu filho.
EDGAR: Essa historia de novo. Você sabe que eu sempre soube que o Lucas é meu filho. E quando o exame de DNA deu negativo, eu tive a confirmação disso. Então achei que já estava na hora do Lucas saber a verdade, de conhecer um pouco melhor a mãe que tem.
BARBARA: O Lucas não é seu filho, eu só deixei você acreditar nisso, pra ter você nas minhas mãos, caso eu precisasse de você pra alguma coisa.
EDGAR: Você não vai me enrolar. Eu sei que o Lucas é meu filho. E o DNA comprovou isso.
BARBARA: Você quer que o Lucas seja seu filho. Mas ele não é. Quanto ao exame que meu filho fez com o filho daquela mulherzinha. Eu paguei pra falsificar.
EDGAR: você ta mentindo.
BARBARA: E sabe quem me ajudou em tudo isso? Seu afilhadinho. Ele que consegui trocar as amostras de sangue. Tudo graças a habilidade dele de falsificar as assinatura.
EDGAR: O Júlio?
BARBARA: É! Eu já sei do seu afilhado. Que você colocou ele para me vigiar. Mas pelo visto ele não era tão fiel assim.
EDGAR: Então... Então O Lucas não é meu filho.
BARBARA: Eu já falei que não, será que você é surdo.
EDGAR: Sua cachorra você me enganou.
Barulho de alguma coisa quebrando.
BARBARA: Eu precisava de uma garantia que você não ia falar nada para o João sobre nosso envolvimento. Eu não podia que você estragasse a minha chance de mudar de vida.
EDGAR: Você me usou, me traio com o meu melhor amigo, e depois me deixou pra ficar com ele.
BARBARA: Você não era um ninguém, era só um iludido interesseiro que vivia grudado no João para vê se consegui umas migalhas. E até que conseguiu umas boas. Olha onde você chegou.
EDGAR: Eu venci na vida com o meu trabalho.
BARBARA: Você venceu na vida enganando o João, e dando golpes ai a torto e a direita. Se não fosse o João ter te estendi a mão quando abriu essa empresa quando recebeu o a herança dos pais, ainda hoje você seria um NINGUÉM.
Barulhos de risadas.
BARBARA: Um NINGUÉM!
EDGAR: Eu vou te matar sua vaca, cachorra.
Barulho de coisas se quebrando.
Em seguida o barulho de um tiro.
BARBARA: Não, eu vou te matar.
Barulho de risadas novamente.
BARBARA: Agora você não vai mais se intrometer na minha vida.
Barulhos de passos, depois do elevador abrindo e fechando em seguida.


Barros pausa a gravação.

LUCAS: Então foi ela? A minha mãe matou o Edgar.
BARROS: Sim.
LUCAS: Mas onde o Vinicius entra nessa historia, como ele tinha o gravador.
BARROS: Ainda tem mais um pouco de gravação, u vou adiantar um pouco.
Barros a perto o botão do gravado para corre um pouco pra frente, depois para e aperta o play.

Gravação:
Passos de alguém entrando na sala.
VINICIUS: Edgar eu preciso... Uou! O que aconteceu aqui?
Mais passos.
VINICIUS: Quem será que te matou?
Barulho de Gemidos, como se alguém tivesse fazendo fossa.


Barros pausa a gravação.

BARROS: Acreditamos que esses barulhos e gemidos seja o Vinicius colocando o Edgar na cadeira, do jeito que o achamos em seu escritório. Ao que tudo indica. O Edgar estava em pé atrás da mesa quando levou o tira e caiu pro cima da cadeira e depois no chão.
Barros aperta o play.

Gravação:
VINICIUS: Olha só o que eu achei aqui, um gravador... Olha está gravando... Não será que você gravou o seu assassino. Acho melhor eu levar essa fita como garantia.

Barros para a gravação.

BARROS: O resto são só barulho, parece que ele deu uma pequena vasculhada no escritório a procura de coisas que pudessem lhe ser úteis.
LUCAS: O que vai acontecer agora.
BARROS: Já tínhamos um alerta para prendermos a Barbara como suspeita da morte do Edgar, e pelo possível envolvimento na morte do João Barreto. Agora ela vai ser procurada em todo pais como uma assassina.
LUCAS: Entendo. Faço o que tiver que ser feito detetive. Essa mulher da gravação não é a minha mãe. É uma louca e assassina e tem que pagar pelos crimes dela.
...


Parque do Ibirapuera. São Paulo.
Maria madalena caminha pelo parque, o mesmo parque que Beto a levou para conhecer no primeiro encontro.
Madalena se lembra de Beto, de como se deram bem, depois de desfazer a má impressão de quando se conheceram.

INICIO DO FLASHBACK
Beto e Maria Madalena caminha pelo parque, e Maria fica admirada com a beleza do lugar, com as variedades de arvores.
BETO: Sabe de uma coisa, vou continuar te chamando de Ariel. Como a pequena sereia, a sereia que conquistou meu coração.
Maria Madalena ri.
FIM DO FLASHBACK

Maria Madalena ri ao se lembrar da brincadeira com o nome que ela tinha inventado.

INICIO DO FLASHBACK
MADALENA: Acabamos de nos conhecer, não foi o suficiente para nascer qualquer tipo de sentimento.
BETO: Nessa! Assim você parte meu coração – ele ri – Nem amizade você sente por mim?
FIM DO FLASHBACK

MADALENA: Mas que isso Beto, eu te amei, não do jeito que você queria e merecia, mas amei.

Ela para em frente ao lago o que lhe faz lembrar da praia, do mar, de Ilha comprida, de Lucas.

INICIO DO FLASHBACK
Praia de Ilha Comprida. De manhã.
Maria Madalena e Lucas passeiam de mãos dadas pela praia, enquanto que Léo corre um pouco a frete, brincando de entrar e sai da água do mar.
Lucas solta a mãe de Maria Madalena e põe seu braço em volta da cintura dela, a puxando para mais perto.
Os dois continuam andando enquanto em quanto observam o Léo brincar. Eles para um instante e Lucas beija Maria Madalena na boca.
LUCAS: Eu nunca estive tão feliz como estou agora, aqui com vocês.
MADALENA: Eu sinto a mesma coisa – disse voltando a beija-lo.
FIM DO FLASHBACK

Maria Madalena chora por causa dessa lembrança.
MADALENA: Me ajuda Deus a fazer a escolha certa!
...


Apartamento em algum lugar.
Sal está sentado no sofá assistindo televisão e comendo um sanduiche.
De repente a policia arromba a porta e entra.
Vários policiais entram no apartamento com as armas nas mãos.
POLICIAL: Para não se mecha. – Disse quando Salvador se levanta do sofá.
Sal para e levanta as mãos.
POLICIAL: Salvador Ferreira você está preso.
...


Apartamento de Lucas. De noite.
Lucas toma esta tomando banho. Em baixo do chuveiro ele pensa em Maria madalena. Ele se lembra da primeira noite dos dois.

INCIO FLASHBACK
Lucas ajuda Maria Madalena a tirar sua camisa, os dois voltam a se beijar. Ele cambaleiam até destras do só onde se encostam enquanto continua a se beijar.
Devida a péssima posição em que ficam sobre a costa do sofá os dois acabam caído no sofá e em seguida no chão. E começam a rir da situação mais logo voltam a se beijar.
Lucas tira a parte de cima do pijama de Maria Madalena deixando sei seio expostos.
Ele passa a beijar os seios dela, passando a linda em torno deles, em seguida passa a beijar o pescoço dela, depois a boca.
Lucas tira o sapato com os pés.
Madalena desabotoa o cinto de Lucas e tira-o, jogando no chão ao lado. Em seguida ela desabotoa a calça dele.
Lucas pega Maria Madalena e a deita no sofá e se deita por cima, beijando-a ainda mais.
MADALENA: Acho melhor irmos para meu quarto.
Lucas concorda, os dois se levantam, ainda sem conseguirem se desgrudar, ainda se beijando. Lucas a levanta no ar e Maria Madalena envolve suas pernas na cintura de Lucas.
Ela indica o caminho para o quarto e Lucas a carrega até lá.
Chegando no quarto joga Maria Madalena na cama que fica deita a sua espera. Ela se ajeita na cama subindo seu corpo mais para cima, para perto da cabeceira da cama.
Lucas a puxa pelos pés e em seguida tira a parte de baixo de seu pijama deixando-a só de calcinha. Em seguida ele tira sua calça ficando só de cueca e meia.
Ele tira suas meia e em seguida puxa a calcinha de Maria Madalena a deixando nua deita em cima da cama. Lucas abaixa sua cueca e a tira.
FIM DO FLASHBACK

Lucas desliga o chuveiro e começa a se enxugar.
A campainha toca.
Lucas se enrola na tolha e para sala.
Na sala. Lucas abre a porta.
LUCAS: Oi! Eu não esperava você aqui? Desculpa os trajes, estava tomando banho.
FERRAZO: Eu que peço desculpa por aparecer assim sem avisar. É que sou o que aconteceu hoje e quis ver como você estava.
LUCAS: Entra.
...


Apartamento Família Corona. De noite.
Mario está na sala, sentado no sofá tomando uma taça de vinho.
A campainha toca e ele se levanta para abrir a porta.
Mario abre a porta.
MARIO: Oi Bruno.
BRUNO: Oi, o Artur está?
MARIO: Está sim, ele tá lá no quarto com o Léo. Pode entra.
Mario fecha a porta e se senta no sofá novamente.
...


Apartamento de Lucas. De noite.
Lucas abre uma garrafa de whisky e enche um copo, com uns cubos de gelo, pela metade.
Lucas pega o cope e bebe um gole.
A campainha toca.
Lucas vai até a sala e abre a porta do Apartamento.
LUCAS: Madá.
Maria Madalena entra no apartamento de Lucas e o beija.
Lucas corresponde o beijo. Ele fecha a porta com o pé.
Lucas pega Maria Madalena no colo e leva para o quarto.
No quarto Lucas coloca Maria Madalena na cama e se deita por cima dela, voltando a beija-la.
LUCAS: Eu não acredito que você está aqui.
MADALENA: Eu te amo Lucas!
LUCAS: Eu te amo Maria Madalena. Te amo muito. Me desculpe por tudo que te fiz passa.
MADALENA: Ok agora cala a boca e me beija.
Lucas beija Maria Madalena.
Lucas tira a camisa e joga no chão.
Maria Madalena se vira por cima de Lucas.
Maria tira a camisa deixando os seios amostra.
Lucas se vira por cima de Maria Madalena. Ela a beija na boca, depois na testa, depois no pescoço e em seguida entre os seios.
...


Casa Da família Barreto de Manhã.
Barbara espia a sua casa de longe. Que na esquina da casa tem uma viatura parada.
BARBARA: Eles devem ter descoberto tudo. Eu preciso da um jeito de entrar em casa. Preciso pegar meu Dinho no cofre para poder fugir desse paizinho de pobres.
Barbara da à volta na casa, e com dificuldades consegue pular o muro.
Ela entra na casa pela cozinha, passa pela sala, e vai para seu quarto.
No quarto, Barbara abre o cofre que está cheio de dinheiro.
BARBARA: Agora é só eu me mandar daqui.
Ao se dirigir para porta Barbara se vê no espelhos, com a roupa toda rasgada e suja.
BARBARA: Mas antes preciso tomar um banho e trocar de roupa.
...


Na manhã seguinte.
...


Casa da Família Barreto. De manhã.
Neidiane para a porta do quarto de Barbara pala fazer a faxina da semana e vê Barbara dormindo em sua cama.
NEIDIANE: É a senhora Barbara – fala baixinho. – Eu preciso chamar a policia.
...


Apartamento de Lucas. De manhã.
Maria Madalena acorda e percebe que está sozinha na cama.
MADALENA: Lucas?
LUCAS: Oi, já to indo.
Lucas entra no quarto segurando uma bandeja de café da manhã.
MADALENA: É pra mim?
LUCAS: Para nós dois. Daqui pra frente quero que seja sempre nos dois se você concordar.
Lucas coloca a bandeja na cama.
MADALENA: Lucas acho que...
Lucas se ajoelha ao lado da cama, onde Maria Madalena está.
LUCAS: Maria Madalena, você aceita se casar comigo?
MADALENA: Sim!
Lucas se levanta e beija Maria Madalena.
...


Casa da família Barreto.
A policia entra no quarto de Barbara.
Barbara acorda assustada.
BARBARA: O que vocês estão fazendo aqui?
POLICIAL: Barbara Barreto você está presa pelo assassinato de Edgar Gouveia.
Os policias se aproxima a algemam Barbara.
BARBARA: Eu tenho os meus direitos.
POLICIAL: Você tem o direito de permanecer calada, tudo que...
...


UMA SEMANA DEPOIS.
...


Apartamento da família corona.
Artur e Mario estão na sala conversando.
MARIO: Eu estou bem sim, filho, A Maria está feliz e isso me deixa feliz também. Mas agora me fala, eu tenho reparado que você anda meio inquieto, está acontecendo alguma coisa.
ARTUR: Pai, eu preciso te contar uma coisa.
MARIO: O que?
ARTUR: Eu estou apaixonado. Amando uma pessoa.
MARIO: Que bom, estou feliz por você, quando eu vou conhecê-la.
ARTUR: E que ta o problema.
MARIO: E desde quando amar é um problema.
ARTUR: É que eu estou apaixonado por outro homem.
MARIO: É o Bernardo?
ARTUR: Como você sabe?
MARIO: Ele tem vindo muito aqui nos últimos dias, e eu percebi como vocês ficam sem jeito na minha frente.
ARTUR: E você não se importa?
MARIO: Você está feliz com ele?
ARTUR: Muito, como eu nunca fui com nenhuma garota.
MARIO: Se você está feliz eu também estou. E isso é o que mais me importa na vida a sua felicidade e a da sua irmã.
Artur abraça o pai emocionado.
...


PASSAGEM DE TEMPO


Em frente à Delegacia.  
Anita sai da delegacia.
Anita: Maria você veio.
Madalena: Me desculpe Anita.
Anita: Eu que tenho que pedir desculpa, por tudo.
Madalena e Anita se abraçam.
Anita: Obrigada Lucas por ter pago um advogado pra mim.
Lucas: Imagina.

Igreja. Em algum lugar de São Paulo.
Lucas está no altar.
A porta da igreja abre e Maria Madalena entra na igreja vestida de noiva.

Igreja.
MADALENA: Sim eu aceito.
LUCAS: Sim aceito.
PADRE: Eu os declaro Marido e Mulher.

Em frete a igreja.
Lucas e Maria Madalena saem da igreja de mãos dadas.
MARIO: Parabéns Maria.
MADALENA: Obrigada Mario por te vindo.
MARIO: Claro, nos somos amigos, e eu quero que você seja muito feliz.

Itália.
Eduarda abre a porta do seu apartamento.
EDUARDA: Gabriel!
GABRIEL: Duda eu te amo, e não aguentava mais ficar longe de você.
Eduarda puxa Gabriel para dentro do seu apartamento e o beija.

São Paulo.
Hospício penitenciário.
Barbara está em um quarto de hospício vestindo uma camisa de força. Sentada no chão, se balançando pra frete e pra trais.
BARBARA: Eu te odeio Maria Madalena. Eu te odeio.

Em frete a uma grande casa.
Maria Madalena está para em frete a casa, de olhos fechados.
LUCAS: Já pode abri os olhos.
Maria madalena abre os olhos e olha a casa.
LUCAS: Bem vinda a nossa nova casa.
Maria madalena e Lucas se abraçam.

Apartamento da Família Corona.
A família de Mario e a família de Jorge almoçam juntos.
JORGE: Quem diria hem, que íamos acabar sendo uma família só.
MARIO: Você sempre foi da família Jorge, não só você sua família todo. Você é como um irmão pra mim.
JORGE: Eu estou muito feliz que meus filhos e seus filhos estão namorando.
MARIO: Eu também estou.

Escritório de Dr. Ferrazo.
Lucas assina a procuração dando direito para Ferrazo o representa-lo na empresa.

Hospital São Lourenço.
JORGE: Mario eu quero te apresentar a nova Medica do hospital. Angélica.
MARIO: Muito prazer! - disse segurando a mão de Angélica, enquanto olha nos olhos dela.
ANGÉLICA: O prazer é meu.

Casa Lucas/Madalena.  
Maria Madalena, da Vanda da casa, vê Léo brincando no jardim da casa com sue novo amigo, o cachorro Luke, que Lucas deu de presente para ele.
Lucas aparece na varanda por trás de Maria Madalena e a abraça.
Lucas passa a mão na barriga de Maria Madalena que já esta bem grande.
...


ALGUNS MESES DEPOIS.
...


Em uma lancha no meio do mar.
Ferrazo sai da cabina da lancha segurando uma garrafa de champangne e duas taças. Ele se aproxima de Elizângela e entrega uma das taças.
ELIZÂNGELA: Obrigado meu filho.
Edgar serve champange na teça de Elizângela e depois na sua.
FERRAZO: Foi exatamente como você disse mãe. Depois que dei um jeito do Edgar saber sobre o outro filho do João Barreto e fez tudo como você imaginou.
ELIZÂGELA: Eu disse pra você.
FERRAZO: Ainda bem me você me aconselhou a fazer o João Barreto colocar a clausula do casamento para Maria Madalena. Agora que ela está casado com o Lucas e ele me passou a procuração. A construtora está em minhas mãos e em breve ela será só minha.
ELIZÂNGELA: Nossa!
FERRAZO: Vamos brindar a assim.
ELIZÂNGELA: Um brinde ao nosso sucesso!
...


Hospital são Lourenço.
Maria Madalena está em trabalho de parto, fazendo força para da à luz.
Lucas está ao seu lado segurando a sua mão.
Madalena: Ahhhh!! Aiii!! Ahhh!
Lucas: Força Maria.
Medica: Eu já to vendo a cabeça, só mais um pouco Maria, força, empurra.
Madalena: Ahhhhhhhh! - fazendo toda força e consegue.
O bebê chora.
Medica: É uma linda Menina.
A medica aproxima a menina para que Lucas e Maria madalena a vejam.
Medica: Você já escolherem um nome?
Madalena: Roberta!
Lucas: Em homenagem a um grande amigo nosso que morreu.
...


FIM!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Vinícios
Administrador
Administrador
avatar

Idade : 28
Cidade : Americana

MensagemAssunto: Re: Maria Madalena || Capítulo 73 - Último Capítulos   29.03.14 23:03

Primeiramente gostaria de pedir Desculpas pelo mega atrasa na postagem do último capítulo.

Estava difícil finalizar a historia, rsrs. Eu reduzi a web 81 capítulos (planejados), para 73 capítulos, então algumas coisas ficaram um pouco corridas também.

Espero que curtam o Último Capítulo de Maria Madalena!!

Por favor deixam seus comentários e opiniões sobre o capitulo e sobre a web inteira. Se gostaram dos finais dos personagens ou coisa do tipo.

Peço desculpas também se a web não foi muito boa, é que foi a minha primeira.
Prometo melhorar para próxima web, em um futuro espero que próximo.

Um forte abraço a todos que acompanham Maria Madalena e o meu sincero Obrigado!!!!

Vinícios Aguiar
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
José Pereira

avatar

Idade : 32
Cidade : Serra

MensagemAssunto: Re: Maria Madalena || Capítulo 73 - Último Capítulos   29.03.14 23:28

EEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEE!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! Parabéns Smile
Não teve jeito, depois do ato heroico do Lucas a Madá tinha que ficar com ele mesmo, rsrsrsrs
Bárbara no hospício, isso sim é castigo, e o Vinícius já estava enchendo, merecia mesmo morrer.
Pelo menos a Anita e o Júlio pagaram seus pecados, rsrs
Ô Vinicius, eu acho que só faltou esclarecer a explosão da agência que matou Beto, foi mesmo o Edgar que fez isso? O Lucas e a Madá continuaram pensando que foi o Guilherme?
Aguardamos ansiosamente a próxima web
E tomara que a minha "O Mundo dá voltas" também agrade tanto quanto à sua.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Vinícios
Administrador
Administrador
avatar

Idade : 28
Cidade : Americana

MensagemAssunto: Re: Maria Madalena || Capítulo 73 - Último Capítulos   29.03.14 23:55

José,
Você tem razão, ficou faltando algumas coisas.
Eu percebi também que esqueci da cena da reinauguração da agencia de turismo, mas foi a correria.
Vivendo e aprendendo não é, são coisas pra mim prestar mais atenção na próxima web.
Quanto a Barbara, já a vários capítulos ela dava sinal de loucura, não tinha como acabar de outro jeito. E eu já tinha matado muita gente na historia, entre eles, dois dos vilões, o Edgar e o Vinicius.

José quero te agradecer por ter acompanhado a minha web, e por seus comentários.

Abração

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Fabíola Poeta

avatar

Idade : 20
Cidade : Manaus

MensagemAssunto: Re: Maria Madalena || Capítulo 73 - Último Capítulos   30.03.14 0:33

Vinicius parabéns por sua web!
Faltou umas coisinhas mesmo, como o José e você mesmo citam. Mais no geral foi um ótimo final.
Nada mais justo que a Maria Madalena e Lucas ficarem juntos depois de tudo que aconteceu.
Achei bem legal a Maria se lembrar do Beto, e a homenagem que ela e Lucas fizeram colocando o nome da filha de Roberta.
Nem parece que foi sua primeira web, a reta final então, você se superou, ficou simplesmente incrível.
Gostei muito de Maria Madalena. Espero que não demore muito para vemos uma nova web sua por aqui.
Você já tem algum projeto de uma nova web em mente?

Mais uma vez Parenténs pela web. Vou sentir saudades de Maria Madalena.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Wagner Nascha
Gold
avatar

Idade : 20
Cidade : Formosa do Rio Preto

MensagemAssunto: Re: Maria Madalena || Capítulo 73 - Último Capítulos   30.03.14 13:00

Uma web entanto, ótimo capítulo e um maravilhoso final. Parabéns você foi realmente ótimo nessa web, já estou com saudades. Espero a próxima!!!!!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://webficção.forumeiros.com
Victor Lopis

avatar

Idade : 19
Cidade : Brasilia

MensagemAssunto: Re: Maria Madalena || Capítulo 73 - Último Capítulos   30.03.14 22:48

Relaxa Vinicius, Sua web foi ótima. Você está de Parabéns!!

Curti bastante o final da sua web.
Gostei de vê a Doroteia, decidida a dá um golpe da barriga, ficou estéril. Tentou envenenar sua rival e bebeu do próprio veneno ficando cega. Isso que é aqui se faz aqui se paga...hehehe. De quebra ainda foi sofrer nas mãos da mãe megera.
A Barbara foi ficando louca, perdeu a memoria, quase foi estrupada, pediu esmola, dormiu na rua, foi presa e internada num hospício. Quem disse que os vilões não pagam pelos seus crimes.
Edgar que sempre achou saber de tudo, foi enganado e assassinado pela Barbara. Isso sem contar que foi enganado por Elizangela e seu filho Ferrazo, que no final foi quem ficou com de certa forma com a empresa.
Vinicius morreu caindo de cima de um prédio, dando ao Lucas a chance de um grande ato heroico e de sua redenção junto a Maria Madalena.
No fim Lucas e Maria Madalena em um filha e homenagem um amigo, já case esquecido na historia dando o seu nome para a menina.
Simplesmente um final excelente.
Isso sem contar as viradas que teve durante a historia, onde primeiro nos fez acha que a Barbara matou o marido, para depois descobrimos que foi o Vinicius que matou a mando de Edgar. Nos fez ficar dividi entre Lucas e Beto, só para quando finalmente nos acostumarmos que o Beto tava ali pra lutar realmente pela Maria você mata-lo. Descobrimos que a Elizangela tinha uma filha secreta, que muitos desconfiaram ser a Maria Madalena, para depois descobrimos que era gêmeos onde a menina havia morrido e o menino era ninguém menos que o advogado amigo da família barreto. E nos fez crer que a Elizangela tinha matado acidentalmente a esposa de Edgar, só para depois descobrimos que ele mesmo a matou. Até mesmo no ultimo capitulo, revela que a fita desaparecida estava com o Vinicius, fazendo parecer que ele era o assassino, só para depois descobrirmos que foi a Barbara.
Agora me diga se tem como não gostar de uma historia onde acontece tudo isso?

Vinicius Meus Parabéns pela sua web.
Vou sentir saudades de Maria Madalena e esperar ansioso pela sua próxima web.



Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Victor Morais
Gold
avatar

Idade : 21
Cidade : São Bernardo do Campo

MensagemAssunto: Re: Maria Madalena || Capítulo 73 - Último Capítulos   31.03.14 13:23

Ficou ótimo o final, relaxe e descanse um pouco pra bolar outra sinopse genial na sua mente, parabéns pelo conjunto da obra Maria Madalena! Smile

....................................................................................
POR VICTOR MORAIS
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Vinícios
Administrador
Administrador
avatar

Idade : 28
Cidade : Americana

MensagemAssunto: Re: Maria Madalena || Capítulo 73 - Último Capítulos   31.03.14 14:56

Caramba Victor Lopes. Muito obrigado pelo seu comentário. Bem dizer um resumo da web...rsrsrs. Fico muito feliz que você tenha gostado tanto assim. Me deu até mais animo para continuar escrevendo.

Na verdade quero agradecer a todos que acompanham Maria Madalena, que que postarem seus comentários.
Estou muito contente com o comentários de vocês todos. Victor Lopes, Fabíola, José, Victor Morais, Wagner, isso mencionando os desse capitulo, mas teve muitos outros durante toda a web. Comentários que me espiraram a continuar a escrever quando o desanimo batia. Que me ajudaram a decidi que caminho seguir em alguns pontos da historia.
Só tenho a agradecer a vocês todos, pelo carinho e paciência que tiveram comigo.

Quanto a uma nova web, já tem planos sim. "CICATRIZES", espero que em um futuro próximo aqui no portal Séries de Web.


Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Victor Lopis

avatar

Idade : 19
Cidade : Brasilia

MensagemAssunto: Re: Maria Madalena || Capítulo 73 - Último Capítulos   31.03.14 19:11

Que bom que você se animou a escrever uma nova web.
Cicatrizes, provavelmente será tão boa quanto Maria Madalena ou melhor. Pelo nome e pela imagem a web promete!
Você pode adiantar sobre o que é a historia da web?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Vinícios
Administrador
Administrador
avatar

Idade : 28
Cidade : Americana

MensagemAssunto: Re: Maria Madalena || Capítulo 73 - Último Capítulos   01.04.14 18:08

Victor, ainda não da pra adiantar nada não. Ainda estou amadurecendo a historia.
Valeu pelo interesse.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Maspiron
Prata
avatar

Idade : 27
Cidade : Varzea Grande

MensagemAssunto: Re: Maria Madalena || Capítulo 73 - Último Capítulos   16.12.14 20:31

Ansioso para ler Cicatrizes Smile, na minha opnião Maria Madalena foi e continua a ser a melhor web do portal
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Vinícios
Administrador
Administrador
avatar

Idade : 28
Cidade : Americana

MensagemAssunto: Re: Maria Madalena || Capítulo 73 - Último Capítulos   16.12.14 21:16

André (Maspiron), obrigado pelo comentário, vi o que você cita Maria Madalena em outra web também.


Quanto a CICATRIZES, que você também citou no outro comentário, já era para ter estreado, mas a correria do dia a dia tem atrapalhado muito. Tem também a questão que quero apresentar um trabalho superior a Maria Madalena, então tem capítulos que escrevi, reescrevi e escrevi de novo, para que fique o melhor possível.  
meu objetivo é estreia final de janeiro, incio de fevereiro. 


Abaixo uma pequena previa de Cicatrizes (as 3 primeiras cenas das 23 do primeiro capítulo) enquanto espera estreia: 




Cicatrizes – Capítulo 01. Onde tudo começou!
 
Serrano – PR.  2015.
 
Cena 01. Fazenda Amaral. Ext. Dia.
Um Volvo XC90 preto segue pela estrada de terra em direção a casa da Fazenda Amaral. Os vidros do carro escuros não permitem que identifique quem está dentro do carro. Ao lado da estrada pinheiros e uma pequena cerca separa a estrada das videiras, plantação de uva.
Logo se avista uma grande casa, com uma varanda na frente e uma varando ao lado direito, com uma cerca xadrez branca cercando toda a varanda. Ao lado esquerdo da casa uma estabulo, uma área coberta com um carro, uma caminhonete, sob ela, e um galpão um pouco mais a frete. Ao lado direito da casa, inúmeras árvores formam um pequeno parque, um pomar, com diversas árvores frutíferas. 
O carro para em frete a casa, a porta do motorista se abre. De dentro do carro sai um homem, alto, moreno, olhos castanhos, cabelos escuros e curto, na faixa dos trinta anos, vestindo uma jaqueta preta por cima de uma camisa de botão branca e calça jeans escura. O homem dá a volta pela frente do carro e abre a porta do passageiro.
Da porta do passageiro sai um outro homem, vestindo um traje social fino sem terno, colete e calça cinza e uma camisa rosa por baixo do colete, sem grava, com os dois primeiros botões da camisa aberto. Um homem alto, branco, cabelos claros e curto, olhos azuis, de vinte e oito anos com duas cicatrizes em seu rosto direito, uma saindo de cima da boca indo até o queixo e a outra saindo de cima do olho indo até o queixo.
Rafael: Obrigado Natan! Finalmente em casa!
Natan: Você tem certeza de que quer fazer mesmo isso?

Rafael: Tenho sim. Eu ainda não terminei de fazê-los pagar por tudo que me fizeram passar. 


Cena 02. Fazenda Amaral. Casa. Int. Dia.
Rafael entra na sala da casa, uma sala bem extensa, para a dois metros da porta e dá uma boa olhada no interior da casa. Na sala dois jogos de sofá posicionados em dois pontos, um mais próximo a entrada, com dois sofás bem largos, uma grande mesa de centro de madeira, e outro mais ao fundo, com um sofá de dois lugares e duas cadeiras de braço almofadadas e uma mesa de centro de vidro. De canto na parede uma lareira.
Rafael: Pelo visto continua tudo igual! – Fala com os olhos lacrimejando, emocionado.
Natan: Onde o senhor quer que eu coloque as malas?
Uma mulher alta, bonita, branca de olhos verdes, cabelos claros, amarrados em um coque, na faixar dos cinquenta anos, mas que não aparenta, desce as escadas.
Diana: O que é isso? Que invasão é essa?
Rafael respira funda e se vira com um sorriso no rosto.
Rafael: Eu estou de mudança pra cá.
Diana: O que? E quem você acha que é para chegar assim sem...
Rafael: Eu sou o dono dessa casa! – Fala, cortando Diana, com uma expressão séria no rosto.
Diana: Como assim dono?
Rafael: O Natan te explica tudo.
Rafael começa a andar pela sala.
Diana: Pra onde você pensa que vai? Última! – Ela chama pela empregada.
Rafael ignora Diana e entra em outra sala, uma sala de jogos, com sinuca, bar, duas mesas de jogos, em um canto, um sofá e dois bancos de pouco mais de um metro em volta de uma mesa pequena feira do tronco de uma árvore. Na parede de acesso a área externa, três grandes janelas de vidro e duas grandes portas entre elas.
Rafael atravessa a sala e entra na área da piscina, se aproxima da piscina ficando bem na ponta. Olha para a água e ver seu reflexo.
Rafael: Foi aqui que tudo começou!
 
FLASHBACK.
Dois garotos um de quinze anos (Rafael), branco, cabelos claros, olhos azuis, e um de quatorze anos (Inácio), moreno claro, cabelos escuros, olhos castanhos, discutem a beira da piscina.
Rafael (bravo): Você não tem direito de fazer isso com ela!
Cissa: Eu estou bem, não se preocupe. – Fala para tentar acalmar os ânimos dos garotos.
Cissa é uma mulher na faixa dos sessenta anos, branca, baixa, cabelos grisalhos e curtos.
Rafael: Ele te empurrou Cissa, você podia ter se machucado. Você não precisa ficar defendendo esse garoto mimado.
Inácio: Tá com inveja é? – Irônico. – Bem que você queria ser um mimando como eu! Você sempre teve inveja de mim, dos meus brinquedos, dos meus amigos! Mas o que te mata mesmo e saber que eu sou o filho preferido dos nossos pais, que eles não estão nem ai pra você!
Cissa: Inácio!
Rafael: Deixa Cissa. Deixa esse filhinho da mamãe dizer o que ele quiser. Como se eu ligasse para as bostas que fala.
Inácio: Bostas?
Rafael: Isso mesmo. Pra mim tudo que sai da sua boca é uma bosta e fede!
Inácio irritado tenta dá um soco em Rafael, que consegue segurar o braço dele antes de ser atingido.
Rafael: Nem pra brigar esse bostinha serve! – Rafael ri.
Inácio com a mão livre segura no cabelo de Rafael e começa a puxar. Rafael revida puxando o cabelo de Inácio. No meio da briga os dois acabam caindo dentro da piscina.
Inácio (assustado): Socorro! – Se debatendo dentro da água.
Cissa (preocupada): Rafael ajude seu irmão, ele não sabe nadar!
Rafael olha para o irmão, mas antes que faça algo alguém segura no seu braço...
FIM FLASHBACK.
 
Rafael olha assustado para o lado, onde Diana segura o seu braço.
Diana: Você não tem não tem nenhum direito de estar aqui. Essa casa é minha e eu não vou sair daqui!
Rafael: Errado, essa casa agora é minha, eu não disse que era pra você sair. – Fala olhando bem nos olhos de Diana.
Diana solta o braço de Rafael, impressionado com o olhar forte e profundo lançado por Rafael.
 
DOIS ANOS ANTES
 
Curitiba – PR. 2013
 
Cena 03. Penitenciaria de Curitiba. Int. Dia.
Deitado em uma cama está um homem com os braços cruzados em baixo da cabeça, olhando para a parte de baixo da cama de cima da sua, uma cama de cimento pregada na parede. Colado sob a parte de baixo da cama há um recorte de jornal.
 
FLASHBACK.
Em um quarto espaçoso, de paredes azul clara, duas janelas, com uma cama no centro, entre as duas janelas, um garoto de aproximadamente quinze anos, magro de altura mediana, branco de olhos azuis, cabelos castanhos claro, discute com um homem mais velho, um homem na faixa dos quarenta anos, alto, forte e moreno de cabelos escuros. 
Garoto: O que? Vai me bater de cinta agora? Um tapa não foi suficiente.
Homem (com raiva): Para de me desafiar garoto. Me respeite!
Garoto: Vai em frente - O garoto tira a camisa. – Faça o que o você veio aqui pra fazer.
O Garoto vai até a janela e fica de costas para o homem.
Garoto: Vá em frente, mostre como você é o todo poderoso dessa casa! – Desafiando o homem.
O homem dobra o cinto e se aproxima do garoto
Homem: Você que está pedindo por isso.
O homem bate com o cinto na costa dele, que geme, mas não grita e nem reclama da dor.
Homem: Eu vou te ensinar a me respeitar! – Bate outra vez com o cinto, e outra vez, e outra vez.
O garoto continua aguentando as cintadas sem reclamar da dor, sem derramar nem sequer uma lagrima.
Homem (bravo): Vamos! Me peça desculpa que eu paro. – Batendo outra vez com o cinto, se deixando levar pela fúria do desrespeito e desafio do garoto.

FIM FLASHBACK.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Maspiron
Prata
avatar

Idade : 27
Cidade : Varzea Grande

MensagemAssunto: Re: Maria Madalena || Capítulo 73 - Último Capítulos   16.12.14 23:15

Ja gostei , ansioso pela estreia, vejo que Diana vai ser tão má quanto a Barbara, esse garoto deve ser o Rafael, coitado, agora ele vai vir em busca de vingança, essas foram as minhas primeiras impressões da Web, que vai ser um sucesso como Maria Madalena foi Smile
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Vinícios
Administrador
Administrador
avatar

Idade : 28
Cidade : Americana

MensagemAssunto: Re: Maria Madalena || Capítulo 73 - Último Capítulos   17.12.14 22:14

André. Diana vai ser pior que a Barbara. Não to tendo dó nas maldades dela, hehe. Mas tem outras pessoas tbm que não são exatamente a melhor das pessoas.

Valeu pelo comentário. Até a estreia de Cicatrizes!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Maria Madalena || Capítulo 73 - Último Capítulos   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Maria Madalena || Capítulo 73 - Último Capítulos
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Séries de Web | Memória :: Webs Encerradas :: Finalizadas :: Maria Madalena-
Ir para: