InícioWeb SériesWeb NovelasGruposBuscarMembrosFAQGaleriaRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 Salamandra/ 9° Capítulo

Ir em baixo 
AutorMensagem
Wilson Bernardo

avatar

Idade : 34
Cidade : Santa Isabel

MensagemAssunto: Salamandra/ 9° Capítulo   10.04.14 21:38




Salamandra

9° Capítulo
1° parte:
As misteriosas mãos que então prossegue em Câmera Lenta de encontro a Lucas que este pronto para pular na piscina, cores frias predominam a situação as mãos já estão muito próximas de Lucas que salta em Câmera Lenta, mas é impedido pelas mãos que o segura é pelas mãos de Roberta...
Roberta- Não Lucas, s,s,s,...
Lucas- Não ia pular... (Caem sobre as gramas, Cesar abre a porta da Mansão e sai em disparate, Carmela também sai assustados Roberta chora agarrada a Lucas, Plano Médio Câmera se Mexendo predomina o ambiente).
Carmela- Mas o que houve Roberta? Calma gente calma!
Cesar- O que foi que aconteceu? Meu Deus o que esta havendo Roberta foi um minuto em que fui pegar sua água você saiu... (Lucas chora assustado, Annetta também chega ao local).
Annetta- Mas o que esta havendo por aqui Cesar?
Cesar- Eu não sei tia, eu não sei o que esta acontecendo, mas a Roberta já estava meio sensibilizada.
Roberta- Calma meu filho, já passou a mamãe esta aqui, calma! 
Lucas- Eu quero meu pai... Quero meu pai mamãe...
Roberta- Calma meu bebe eu vou passar para seu pai, mas não precisa chorar mais tá bom? (Roberta entrega nas mãos de Cesar Lucas este que se retira com o filho a cantar uma canção de ninar, Annetta olha para Roberta e para Carmela);
Annetta- Francamente Roberta você precisa estar atenta ao seu filho e se ele cai na piscina? 
Roberta- Eu o segurei, ele, ele ia pegar a bola e já estava pressentindo isso ele ia pular lá...
Annetta- Francamente Roberta Pressentindo? Estas coisas não existem você anda assistindo muitas novelas... (Carmela tenta amenizar a situação):
Carmela- Não adianta mais reclamar já aconteceu e vamos por um ponto final nesta história o importante é que Lucas esta bem e não pulou na piscina.
Roberta- Realmente Carmela foi um susto muito grande para um dia acho que eu preciso ver meu filho. (Câmera em Zoom In em Annetta que de braços cruzados e de consta para Carmela e Roberta esta diz):
Annetta- Isso vai mesmo, cuidado para não cair da escada como da outra vez! (Roberta e Carmela param e olham para traz Roberta olha indagada a situação);
Roberta- Não entendi Annetta pode repetir?
Annetta- Apenas disse que quando entrar na Mansão retirem os sapatos, pois os carpetes que comprei com o meu dinheiro valem muito mais que um simples sapato comprado em um brechó em dias de “Super Promoção”, ou quem sabe um que se usa em um cabaré de prostitutas? Gostou não é Carmela bem a sua cara... (Roberta fica sem ação e Carmela respira a fundo, diz);
Carmela- Bom vou me retirar com licença...  
Annetta- Vai sua imprestável, Vadia! Velha Prostituta! Corta para: Sala de Estar na Mansão Pellegrini Roberta e Carmela entra.
Roberta- Não entendo porque Annetta o a maltrata assim Carmela porque ela é assim?
Carmela- Ela sempre vence sabe? Ela sabe de tudo ela joga como ninguém, e no fim ela sempre ganha, (suspira)... Então Roberta! Vou subir, hoje a noite vai ter uma festa gaúcha de Paletó e não quero perder este evento...
Roberta- Há! Então também quero ir vou chamar o Cesar...
Carmela- Boa Ideia!
Roberta- Vamos! Eu o acompanho... Até porque esta um silêncio o que será que esta acontecendo... (Fundo Musical de: Roberta Miranda/ Teu a Deus, Roberta abre a porta de seu quarto e cruza os braços sorri ao ver Cesar dormindo com seu filho Lucas).
Roberta- Deus, duas crianças... (Sorri)... Como pode? Corta para:
Externa, Estacionamento, Plano Médio, Carro de Angelina estaciona em frente ao Delicias do Café, Fundo Musical de: “Espionagem e Sabotagem/Alberto Rosenblit”, Câmera Detalhe nas mãos de um homem que abre o carro e Angelina retira o óculos de sol.
Angelina- Tínhamos marcado lembra? Há muitos conversamos sobre isto sobre este passado maldito que foi reaberto do túmulo... (A tal pessoa misteriosa beija a mão direita de Angelina esta que sorri como se estivesse salvando a humanidade).

2° parte:
Angelina é conduzida por uma pessoa misteriosa dentro do estacionamento, viram a direita sobem a rampa, sentam se a uma mesa, garçom se aproxima com dois cardápios, ambos pegam:
Angelina- Um crepe suíço e uma xícara de capuchino com muita espuma...
Garçom- E o senhor?
Doutor Noronha- O mesmo, por favor...  (Garçom se retirando, Doutor Noronha fica a olhar para Angelina).
Doutor Noronha- Como foi acontecer e sabe que minha carreira esta em jogo agora! Estamos nas mãos desta mulher ela vai acabar comigo. 
Angelina- Se engana que é apenas você eu também, esta mulher enlouqueceu ela chegou a me agredir ela é uma ameaça para todos nós ela perdeu todo censo pratico da vida, eu estou com medo!
Doutor Noronha- Bom se ela é uma ameaça para todos então vamos interna-la?
Angelina- Impossível ela é mais esperta do que você imagina ela joga com você até você cair na isca dela há essas horas é isso que deve estar acontecendo, ela deve estar jogando agora ela esta louca alguém precisa parar ela, antes de tudo esteja perdido.
Doutor Noronha- Bom então já que de todas as formas ela é uma pessoa que apresenta um risco para a família a morte seria a única saída! (Fundo Musical de: “Hieroglyphics/ James Newton Howard” Zoom In em Doutor Noronha).
Angelina- Você disse matar ela? (Apreensiva)
Doutor Noronha- Sim! Seria a única saída. Corta para:
Simples Casa Interna Dia, Fundo Musical de: “James Newton Howard/ Falling Down”, Lucia abre a maçaneta da porta câmera entrando na simples casa escuta uns risos Lucia olha para o lado esquerdo um corredor pequeno a sua frente, uma cômoda com um vaso de flor, Três Vezes em Câmera Lenta em Zoom In em Lucia que olha para escada, suas mãos com a luvas negras deslizam- se sobre o corrimão que sobe as escadas, parada sobre o andar de cima uma porta branca a sua frente:
Lucia- Qual será o segredinho da Emanuelle? Eu estou louca para descobrir e quando isto acontecer eu quero ver ela me implorando no chão, quero que todos se humilhem diante de mim. (Câmera Detalhe nas mãos de Lucia que gira a maçaneta, câmera se mexendo Lucia vê Emanuelle deitada acariciando um corpo, esta pega sua câmera fotográfica os olhos de Lucia arregalam se com cena que retira as fotos sem que Emanuelle perceba).
Lucia- (Off)... Gerald quem diria heim que fosse passar por este constrangimento justo Emanuelle a quem freneticamente vivem uma intensa paixão, traindo seu amado, vadia! Corta para:

CTA, Externo, Tarde, Plano Geral, Interno, Departamento Pessoal.



Romano- O silêncio de Lucia me preocupa sabe Gerald já tem algumas horas que ela sumiu o que será que ela esta aprontando porque já basta este fax enviado de um servidor desconhecido. (Gerald levanta de sua mesa caminha até a janela olha para fora vê alguns funcionários fecha a cortina olha para Romano).
Gerald- Sempre nos seguindo, nos vigiando, nos cercando, como uma cobra peçonhenta pronta para dar o bote, sempre ela esta desequilibrada Romano, desequilibrada!   
Romano- Acabei de fechar outro contrato com a “Trasnsensions Hair Port”, passei informações básicas da CTA para eles fraudarem outro avião e fecharam comigo 16 bilhões de dólares só para dar duas ou três informações sobre esta companhia.
Gerald- Mark Zuckerberg o mesmo criador do Face Book também fechou um negócio com o mesmo valor aproximado em comprar o famoso WhatsApp, caramba, parabéns!
Romano- É preciso ter lábia meu amigo, e depois você sabe nunca seremos alguém nesta empresa temos mais é que foder mesmo isso aqui Gerald! (Fundo Musical de: “Espionagem e Sabotagem”/ Alberto Rosenblit, Mônica fica escutando atrás da porta, câmera se mexendo, cores frias).
Mônica- Meu Deus! Horrorizada eles passando informações sigilosas, quebra de arquivo, conta sigilosa, o que eu faço? Eu não sei o que fazer para ajudar seu Cesar e se eu me envolver e... (Em imagens distorcidas esta volta a ter lembranças do ultimo acontecimento)...
Mônica- (Off)... (Uma sombra caminha em direção a Mônica que escreve sem perceber nada, Câmera se Mexendo olhando para Mônica).
Gerald- Falando sozinha sua “FED”, fome assassina? (Mônica se assusta deixando cair o lápis).
Mônica- Que susto seu Gerald! (Mônica se agacha para pegar o lápis e Gerald pisa sobre o lápis e pega sobre o queixo de Mônica com força).
Gerald- (Misterioso tom ameaçador, firme e frio). ...Sabe Mônica a vida de cada um se resume como um lápis, ela estava firme na sua mesa, de repente ela cai e fica assim esmagada em meu solado e não sobra nada, nada para poder continuar escrevendo neste jogo onde alguém pode sair ferido! (Câmera se mexendo, Mônica fica olhando para Gerald sair, esta suspira aliviada, muito apreensiva)... (Voltando a realidade fica nervosa senta em sua cadeira diz sozinha):
Mônica- Ele pode me matar! Pois ele pode fazer isso o lápis que caiu ele pisou firme em tom ameaçador... (Juca esta passando com uns papéis e vê Mônica apreensiva olhando fixamente para sua mesa se preocupa se aproxima).
Juca- Dona Mônica? (esta não responde em transe). ... Dona Mônica? (Mônica se assusta).
Mônica- Que susto Juca quer me matar de susto?
Juca- Não! É que passei a senhora estava assim estranha, me preocupei esta tudo bem? (Mônica assustada olha de um lado para o outro, insegura, nervosa).
Mônica- Esta tudo bem Juca não é nada é de trabalho mesmo, pode ficar despreocupado.
Juca- Bom se esta tudo bem então eu já vou só vim trazer estes boletos e contratos que precisam ser fechados passar para a tesouraria. Quer um copinho de café?
Mônica- Obrigada pela preocupação Juca, sim vou querer um copinho de chocolate se não for incomodo. (Juca sorri)
Juca- Tudo bem? (Juca saindo Mônica aflita).
Mônica- Eu não sei como posso ajudar seu Cesar sempre foi tão generoso comigo, estou perdida. Corta para:
3° parte:
Delicias do Café, Tarde, Fundo Musical de: “Maldição do Mal- Alberto Rosenblit”.



Doutor Noronha- Então o que acha de matar Lucia?
Angelina- Falando assim é muito fácil, mas tem que ser muito bem elaborado você teria coragem de matar alguém? (Doutor Noronha toma uma xícara de capuchino uns segundo de silêncio) ...Você não respondeu, mataria aquela carniceira?
Doutor Noronha- Não seria por uma causa justa Angelina? Você acha que vou me arriscar com uma pistoleira que esta pondo minha carreira em jogo minha reputação de um médico requisitado na cidade por causa de uma Lucia maldita?
Angelina- Quando sair, por favor, saia primeiro, pois temo que ela nos veja ela é como uma sombra sempre esta nos lugares onde nunca a imaginamos, esta ali a espera de um sinal pronta decidida. 
Doutor Noronha- Então quando vai ser a viagem no Navio?

Angelina- Será daqui a dois três dias não tenho certeza de fato, mas por que da pergunta?
Doutor Noronha- Então em viagens assim é comum acontecer acidentes fatais.
Angelina- Como assim esta querendo dizer que pelo fato de Lucia estar hospedada na casa de Cesar e ser uma convidada esta passaria ser a vitima? Corta rápido para sala de Gerald que fecha a cortina luminette:
Gerald- Sim e porque não Romano?Afinal vai ter tantas pessoas naquele navio quem suspeitaria que alguém matou uma pobre mulher?
Romano- Esta pensando em matar Lucia Gerald?
Gerald- Você vai ficar e vender 50% das suas ações para Lucia e ficar sendo capacho dela pondo em risco tudo o que já conquistamos por conta desta maldita empresa e ser preso, porque fizemos coisas ilícitas? Eu não tenho medo, apenas acho que poderíamos nos unir e acabar com ela.
Romano- Mas matando-a?
Gerald- Matando-a só assim esta sombra sairia de vez das nossas vidas, matando a seria o melhor remédio para ela! (Gerald ergue sua sobrancelha direita em tom ameaçador).
Romano- Bom eu particularmente quase a matei com as minhas próprias mãos perdi o controle naquele momento. (Gerald se aproxima de Romano e bem próximo ao ouvido deste, completa):
Gerald- Você assim como eu pode tudo e pode matar também Romano! Corta Para:

Mansão Pellegrini Interna Quarto de Carmela, Fundo Musical de: Beatriz/ Milton Nascimento”.



Carmela fica a olhar o jardim da Mansão através da janela fecha a cortina, senta sobre sua cama abre um livro e nele uma foto de Romano esta então segura à foto e fica a olhar.
Carmela- Porque este sentimento não se apagou naquele momento do acidente e com ele morrer e como dói amar um homem sem ao menos tê-lo aqui e depois deste reencontro meu sentimento aumentou mais, muito mais do que eu imaginava... (Carmela deita em sua cama e chora do outro Annetta esta insegura em seu quarto anda de um lado para o outro e abre a cortina de seu quarto vê Roberta saindo).
Annetta- A Jaca Podre saindo? Ela quase nunca sai sozinha, estranho muito estranho. (Roberta fecha o portão dos Pellegrini e segue descendo o morro ao Fundo Musical de: “Vazio/ Revenge”, Roberta para em frente a uma velha Igreja, Câmera se Mexendo foca nossa protagonista a olhar para gigantesca Igreja da Matriz da cidade):

Roberta entra na igreja e senta em umas das cadeiras vazias e fica olhando para a enorme cruz no alto:
Roberta- Deus!... Hoje senti que devia vir na casa do senhor, a minha fé é inabalável, mas temo senhor e o que restou de minha origem? Perdi tantas coisas de um passado sofrido e hoje você me libertou de perder novamente mais uma pessoa na minha vida que é meu filho a quem o amo, então senhor peço que nos proteja de todo mal, que nos cerca das armadilhas do demônio e do perigo eminente a mim a meus filhos e a meu amor Cesar, agradeço todos os dias poder viver em comunhão com seus servos Deus... Peço que amoleça o coração duro de Annetta e que ajude Lucia a recuperar seus bens... (Roberta se benze fazendo sinal da cruz Corta para):
Mansão Pellegrini Interna Sala de Estar Fundo Musical de: “James Newton Howard/ Blindsided”, Lucia abre a porta:
Lucia- Morrendo... De sede! Nossa que Mansão vazia, bom vou tomar um Martini para me sentir melhor não sou obrigada a ficar nesta solidão por conta desta gente sem noção! (Lucia vai até o bar pega um copo médio e coloca três cubos de gelo abre a garrafa de Martine preenche o copo olha para a foto de Annetta no quadro aponta para esta e atira em direção ao quadro):
Lucia- Você Annetta vai ser pior com você vai ser mais doloroso eu espero não tenho pressa, mas com você sua maldita eu mesma vou fazer isto, eu mesma vou fazer você sentir a dor da morte, hahaha! Ai! Ai! Um brinde a mim que sou esperta, linda, e poderosa. (Câmera se mexendo a sombra de Annetta se reflete sobre o chão):
Annetta- Então chegou você sua vaca? Acha mesmo que eu vou implorar de joelhos para você uma suburbana de quinta de esquina de bueiro? (Muita tensão, Foco em Annetta com ar de superioridade, Foco em Lucia que sorri debochando de Annetta)


(Encerramento com a música “Triste é Cara/ Djavan”).



 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
 
Salamandra/ 9° Capítulo
Voltar ao Topo 
Página 1 de 1

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Séries de Web | Memória :: Web Novelas :: Salamandra-
Ir para: